RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemIron Maiden anuncia "The Future Past Tour", com foco no "Somewhere in Time" e "Senjutsu"

imagemEngenheiros do Hawaii não era uma banda amiga da galera, diz ex-baterista

imagemA única banda inédita em condições de ser headliner do metal no RIR, segundo Rick Dallal

imagemA música de Paul McCartney que flopou nos Beatles, mas bombou em carreira solo

imagemVídeo de vocalista brasileiro batendo cabeça em "Toxicity" atinge 1 milhão de views

imagemO Sepultura honrou nossos ancestrais bem antes do pessoal da Noruega lembrar dos vikings

imagemSlipknot: o nojento porém genial motivo do apelido dos fãs da banda

imagemAC/DC parabeniza o aniversariante Brian Johnson nas redes da forma mais direta possível

imagem"Greta Van Fleet é prova de que toda geração tem o Restart que merece", diz Regis Tadeu

imagemFloor Jansen explica por que deixou seu cabelo mais curto

imagemDream Theater já fala de novo álbum; Mike Portnoy cada vez mais próximo da banda

imagemO guitarrista que o Pink Floyd queria ao invés de David Gilmour

imagemNoel Gallagher detona o jazz: "Todo mundo tocando músicas diferentes ao mesmo tempo"

imagemJéssica di Falchi é efetivada como guitarrista da banda Crypta

imagemBittencourt assume que é "eternamente insatisfeito" com algumas músicas do Angra


NFL Steve Harris

O comentário de Jack Bruce sobre o subestimado power trio West, Bruce & Laing

Por André Garcia
Postado em 14 de setembro de 2022

Em meados dos anos 60, Jack Bruce já era um dos mais renomados baixistas da Inglaterra, já tendo tocado no Graham Bond Organisation, John Mayhall e Manfred Mann. Mas foi ao se juntar a Ginger Baker e Eric Clapton na formação do Cream que ele chegou ao estrelato. Além de baixo, ele tocava na banda também gaita, cantava e era um dos principais compositores.

Com a separação do Cream, Jack Bruce saiu em carreira solo, fazendo ocasionais parcerias musicais. Em 1972, ele se juntou ao guitarrista e vocalista Leslie West e o baterista Corky Laing, ambos do The Mountain, para formar um novo super grupo, o West, Bruce & Laing. O trio não fez muito sucesso, e durou até 1974, lançando apenas os álbuns "Why Dontcha" (1972) e "Whatever Turns You On" (1973), além do ao vivo "Live 'n' Kickin'" (1974).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Embora tenha sido uma grande banda, o West, Bruce & Laing caiu no esquecimento, e hoje parece ser lembrada apenas pelos fãs mais hardcore do hardão setentista. Entretanto, em entrevista para a Classic Rock, Jack Bruce a relembrou:

"Leslie West fazia um belo som com sua guitarra. É a primeira coisa que me vem à mente. A primeira vez que encontrei ele e Corky Laing foi com o Mountain. O que eu posso dizer sobre o West, Bruce & Laing? Foi uma banda, uma experiência, que se afundou na heroína, infelizmente. A década de 60 foi muito ingênua, agradável e romântica; os anos 70 foram mais pesados, mais sérios, e certamente tinha um uso mais pesado de drogas rolando."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Eu sempre me perguntei como Leslie conseguia ser gordo usando heroína. Ele tinha um estoque secreto de comida, enquanto o restante de nós tinha um estoque de drogas. Quando você ia fazer uma refeição com ele, ele nunca comia nada. Dessa forma, as pessoas pensavam que seu peso era um problema glandular. Depois, mais tarde da noite, ele tinha um roadie de comida, a quem ele dava ordens: 'Ai, me descola um cheesburguer!'"

"Eles estão sempre tentando entrar em contato comigo, querendo tocar comigo. Então eu mandei meu empresário responder o e-mail com alguma coisa bem rude, tipo: 'Diga a eles que eu não quero mais tocar aquelas m*rdas de músicas!' E eles continuam insistindo. Como faz esses caras desistirem?"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Power Metal: os dez álbuns essenciais do gênero

Andreas Kisser: "Eloy Casagrande talvez não seja humano"


Sobre André Garcia

Sou redator e tradutor freelancer e escritor, autor do livro de contos Liber IMP. Ouço rock desde pequeno, leio coisas sobre bandas desde sempre e escrevo sobre ela já tem anos. Cresci como fã de Iron Maiden e paladino do rock, mas já me tratei. Hoje sou fã de nomes como Beatles, David Bowie, The Cure, Kraftwerk e Velvet Underground, e de cenas como a Londres psicodélica, a Nova Iorque proto-punk e a Manchester pós-punk. Escrevo notas e notícias rápidas para o Whiplash.Net visando compartilhar conteúdo relevante sobre música e cultura pop.

Mais matérias de André Garcia.