RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas


John Frusciante conta como Keith Richards ajudou a moldar o som do "Blood Sugar Sex Magik"

Por André Garcia
Postado em 10 de dezembro de 2022

John Frusciante fez sua estreia como guitarrista do Red Hot Chili Peppers no "Mother's Milk" (1989). Embora o álbum possua grandes faixas e albuns clássicos, não agradou muito a ele, que considera seu primeiro grande trabalho "Blood Sugar Sex Magik" (1991).

Red Hot Chili Peppers - + Novidades

Foto: Divulgação - Warner
Foto: Divulgação - Warner
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Marcando o início de uma parceria de longa data e extremamente bem sucedida com o produtor Rick Rubin, não por acaso foi o disco que alçou o quarteto californiano a um sucesso estratosférico.

John Frusciante deu uma entrevista para a Music Radar enquanto promovia "Stadium Arcadium", então o trabalho mais recente do Red Hot. Entre outras coisas, ele contou como sua forma de tocar mudou no "Blood Sugar Sex Magik", e como Keith Richards foi importante para aquilo.

Quão diferente era o processo de gravação antigamente?

Bem, na época eu não fazia muitos overdubs — 'Blood Sugar [Sex Magik]' era nu. Na época, era a direção que eu queria seguir, até porque o produtor de "Mother's Milk", Michael Bienhorn, realmente nos levou ao limite. Ele me botava para quadruplicar as guitarras. Então por anos eu nem duplicava mais nada por causa daquela experiência esquisita no "Mother's Milk".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Como você se sente quando olha para a época do filme Funky Monks, filmado na época do "Blood Sugar…" Como se sente ao se ver tocando naquela época?

Tenho todo o respeito pela forma como eu tocava guitarra na época, especialmente por ter quebrado aquela coisa de estar em um lugar em particular. Quando adolescente, eu amava Jimi Hendrix, Frank Zappa e Steve Vai, e incorporava seus estilos no meu. Eu não tinha identidade própria, e não sabia qual seria a minha voz musical."

Foi pela época que começamos a compor o "Blood Sugar…" que eu finalmente deixei os estilos daqueles guitarristas de lado e esqueci o que era [considerado] tecnicamente bom. Eu pensei que, se a música de Keith Richards emocionava tanta gente tocada de um jeito tão simples… então, porque não pegar um pessoal com essa cabeça e fazer algo bonito que afetasse emocionalmente as pessoas?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Para mim, foi uma nova forma de pensar que exigiu um tempinho para me acostumar. Então, na época do "Blood Sugar…" eu ainda sentia que me papel era dar equilíbrio e não me sentia à vontade com o que eu estava fazendo — o que provavelmente foi uma coisa boa."

Red Hot Chili Peppers

Considerado a personificação do rock californiano, o Red Hot Chili Peppers foi formado em 1983 por Anthony Kiedis e Flea. Desde o princípio, a banda sempre teve em seu DNA a mistura de ritmos, especialmente punk rock, funk e rap.

Com a entrada de Chad Smith na bateria e John Frusciante na guitarra, no começo da década seguinte eles chegaram ao estrelato com "Blood Sugar Sex Magik" (1991), alavancado por estrondosos hits como "Give It Away" e "Under the Bridge".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por mais que a década de 90 tenha começado bem, ela reservava para a banda um inferno astral. Após a saída de seu guitarrista em 1992, lançou "One Hot Minute" (1995) — com Dave Navarro na guitarra — muito mal recebido, derrubou a popularidade do quarteto. Quando parecia que tudo estava perdido, com o retorno de Frusciante e o lançamento de "Californication" (1999), a banda fez mais sucesso do que nunca. Essa nova fase rendeu ainda "By The Way" (2002) e "Stadium Arcadium" (2006).

Com a nova saída de John Frusciante em 2009, assumiu a guitarra Josh Klinghoffer. Embora tenha se esforçado na gravação de "I'm With You" (2011) e "The Gateway" (2016), jamais caiu na graça dos fãs. Com o novo retorno de Frusciante em 2019, a banda lançou "Unlimited Love" e "Return of the Dream Canteen" (ambos em 2022).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - WHIP
Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | Alex Juarez Muller | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Geraldo Fonseca | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre André Garcia

Sou redator e tradutor freelancer e escritor, autor do livro de contos Liber IMP. Ouço rock desde pequeno, leio coisas sobre bandas desde sempre e escrevo sobre ela já tem anos. Cresci como fã de Iron Maiden e paladino do rock, mas já me tratei. Hoje sou fã de nomes como Beatles, David Bowie, The Cure, Kraftwerk e Velvet Underground, e de cenas como a Londres psicodélica, a Nova Iorque proto-punk e a Manchester pós-punk. Escrevo notas e notícias rápidas para o Whiplash.Net visando compartilhar conteúdo relevante sobre música e cultura pop.
Mais matérias de André Garcia.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS