Quiet Riot: uma lista de melhores faixas "além dos hits óbvios"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Igor Miranda, Fonte: Van do Halen
Enviar correções  |  Comentários  | 

O Quiet Riot é uma das minhas bandas preferidas, mas nunca me senti muito convencido pelos famosos covers de Slade ou pela clássica “Bang Your Head (Metal Health)” – apesar de serem boas músicas. O Top abaixo, feito pelo Van do Halen (www.vandohalen.com.br) traz dez músicas pouco conhecidas mas muito relevantes da banda comandada – nem sempre – por Kevin DuBrow.

476 acessosOzzy: Frankie Banali diz que criou abertura de Over The Mountain5000 acessosKiss: vídeo com Gene Simmons em cena de sexo?

OBS: as músicas estão em ordem de lançamento.

“Mama’s Little Angels” (Quiet Riot – 1977)

Hardão divertido ao estilo setentista. O riff principal é muito interessante e a performance geral de Randy Rhoads já mostra que se tratava de um guitarrista diferenciado. DuBrow ainda não era um excelente vocalista – apenas fazia bem o trabalho. Vale ressaltar que essa música consta na coletânea The Randy Rhoads Years em uma versão maior, intitulada “Last Call For Rock n’ Roll”.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

“Eye For An Eye” (Quiet Riot II – 1979)

Canção altamente melódica e grudenta. Ótima construção de versos e refrão. Tem a aura setentista, mas já dava indícios do direcionamento que o grupo tomaria anos depois.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

“Let’s Get Crazy” (Metal Health – 1983)

Um perfeito consenso entre o Hard Rock e o Heavy Metal. Apesar da saída do monstro Randy Rhoads – cujo futuro é conhecido por todos – e consequente entrada de Carlos Cavazo, a evolução no instrumental é notável. O trabalho de todos é notável, mas esse progresso tem um nome: Frankie Banali, um dos melhores bateristas da década de 1980.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

“Twilight Hotel” (QR III – 1986)

Um dos singles do fracassado QR III, é uma música mergulhada nos anos 1980. Teclados e sons sintetizados imperam. Mas é notável que a banda teve um cuidado especial com essa canção, principalmente por sua melodia muito bem trabalhada e seu refrão arrepiante. Uma pérola.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

“Coppin’ A Feel” (QR – 1989)

Ótima música, só não tem muito a ver com Quiet Riot. Paul Shortino assume os vocais e, sem dúvidas, é muito competente. Foi ignorado porque não tinha semelhança alguma com Kevin DuBrow e as músicas – com exceção desta e outras duas ou três – eram fracas.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

“Dirty Lover” (Terrified – 1992)

Hard Rock divertido mas sem soar farofa. Sua introdução no violão dá a cara de “beira de estrada”, mas logo entra o peso. DuBrow dá show novamente. De longe, o álbum Terrified é o que tem a sua melhor performance.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

“Picking Up The Pieces” (The Randy Rhoads Years – 1993)

A música foi registrada ainda com Rhoads, nos anos 1970, mas lançada apenas em 1993, numa coletânea apenas com canções dessa fase. Mais um Hard grudento com a cara do Glam Rock anos 1970. Mas, assim como em toda a coletânea, com uma produção incrivelmente melhor.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

“Down To The Bone” (Down To The Bone – 1995)

Incrível faixa acústica que dá nome ao subestimado álbum em questão. Um dos únicos flertes do Quiet Riot com o Blues, com exceção do último álbum Rehab. Boa letra, boas linhas vocais (inclusive os esporádicos backing vocals), instrumental bem construído – tudo é excelente aqui.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

“Feel The Pain” (Guilty Pleasures – 2001)

Dos álbuns pós-Metal Health, Guilty Pleasures é o que contém a pior produção. Mas isso não tira a magnitude de várias músicas do trabalho, principalmente a Hard/Heavy “Feel The Pain”, com destaques para o excelente trabalho de guitarras de Carlos Cavazo.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

“Evil Woman” (Rehab – 2006)

Este cover do Spooky Tooth tem quase nove minutos e mesmo assim não enjoa, principalmente pelas performances vocais arregaçadoras de Kevin DuBrow e Glenn Hughes, convidado especial que também assumiu o baixo. Cadenciada, a música segue os padrões da clássica “Mistreated”, do Deep Purple, mas ao estilo Quiet Riot: com mais peso nas guitarras – aqui assumidas pelo competente Neil Citron – e a inconfundível bateria de Frankie Banali.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Os responsáveis são citados no texto. Não culpe os editores. :-)

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 06 de dezembro de 2012
Post de 06 de agosto de 2014

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Frankie Banali diz que criou abertura de "Over The Mountain"

286 acessosQuiet Riot: Ouça a nova faixa "Wasted"568 acessosQuiet Riot: ouça "Freak Flag" com o novo vocalista James Durbin949 acessosQuiet Riot: os consistentes discos lançados após a década de 19800 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Quiet Riot"

Randy RhoadsRandy Rhoads
Tudo que você sempre quis saber sobre ele

Randy RhoadsRandy Rhoads
"Gostaria que me vissem como herói da guitarra"

MudançasMudanças
5 bandas que seguem sem membros da formação original

0 acessosTodas as matérias da seção Maiores e Melhores0 acessosTodas as matérias sobre "Quiet Riot"

KissKiss
Vídeo com Gene Simmons em cenas de sexo?

Cinco contra um?Cinco contra um?
Roqueiros comentam como a revista Playboy os marcou

DiscórdiaDiscórdia
Alguns dos maiores insultos entre artistas

5000 acessosMötley Crüe: a ousada tattoo de modelo paulista em tributo à banda5000 acessosSlash: Saul Hudson explica qual a origem de seu apelido5000 acessosSabaton: Exército brasileiro retribuiu homenagem da banda sueca5000 acessosMacarrão Black Metal: alimento de todo headbanger from hell5000 acessosRegis Tadeu: Los Hermanos fez um tremendo mal ao rock brasileiro5000 acessosMosh Pits: você sabe como eles começaram?

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013 – apesar de ainda manter por lá uma coluna semanal, chamada Cabeçote.

Mais informações sobre Igor Miranda

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online