Billy Corgan: revelando seus álbuns favoritos de Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Gabriel Costa, Fonte: MusicRadar
Enviar Correções  

O guitarrista, vocalista e fundador dos SMASHING PUMPKINS, Billy Corgan, listou seus dez álbuns favoritos de metal para o Musicradar.com. Confira a lista abaixo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

10. THE STOOGES - Fun House (1969): "Esse colocou o punk no metal ou vice-versa. Audição essencial".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

9. LED ZEPPELIN - Physical Graffiti (1975): "É difícil chamar o Zep de 'metal', mas eles criaram modelos diferentes que ainda estão sendo usados na terra dos riffs. Eu amo esse disco porque ele é tão malditamente sombrio. 'In My Time of Dying' é tão pesada quanto qualquer coisa lançada. (...) Talvez não seja pesada no sentido de 'heavy', mas emocionalmente... total esquecimento."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

8. ACCEPT - Restless And Wild (1982): " Eu acho que o ACCEPT era uma banda de metal terrivelmente subestimada. À frente demais de seu tempo. 'Fast As A Shark' é uma das grandes canções de metal de todos os tempos. (...) Talvez muito esquisito para a América, mas a Europa nunca teve medo do ACCEPT."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

7. SLAYER - God Hates Us All (2001): "Esse é o meu disco do tipo 'não é possível ser mais pesado que isso'. Eu achava que o SLAYER nunca conseguiria superar o Reign In Blood (1986). Eu estava enganado. Mortalmente enganado".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

6. RAINBOW - On Stage (1977): "Eu amo esse álbum porque isso é o que acontece quando você pega uma grande banda, um grande repertório de canções ao vivo e apenas vai em frente. Celestial e grandioso, e tem um peso que é mais peculiar do que o blues do DEEP PURPLE. Confira o show ao vivo na Alemanhha em 1978, se você puder (foi lançado em CD). Ainda melhor que este show."

5. PANTERA - Far Beyond Driven (1994): "Eu tive o privilégio de ver o PANTERA três vezes nessa turnê, e uma vez parei no backstage como um fã nerd e declarei, 'Rapazes, vocês agora são a melhor banda de metal do mundo!' (...) Dimebag era um de uma espécie, e esse é o auge da visão dele e de Vinny para o que o PANTERA poderia ser, que era uma máquina que você podia acreditar que tinha pulmões."

4. JUDAS PRIEST - Unleashed In The East (1979): "Eu amo as músicas do início da carreira do PRIEST, mas parte da produção nos primeiros álbuns soa um pouco leve em retrospecto. (...) Esse álbum captura o peso verdadeiro deles, e a dança de navalhas que acontece toda noite entre Glenn [Tipton] e KK [Downing]. Incrível. Eu vi PRIEST tocar no ano passado e eles estavam MELHORES do que em 1982. Eu fiquei completamente atordoado."

3. MERCYFUL FATE - Melissa (1983): "Esse álbum assustava tanto o baterista da minha banda na época da escola que ele me proibiu de ouvi-lo em sua presença. (...) Performances de guitarra incríveis, super progressivas, e o trabalho vocal do céu-ao-inferno de KING DIAMOND é incrível e, na verdade, bastante à frente de seu tempo."

2. METALLICA - Master Of Puppets (1986): "O perfeito combo de riffs rápidos e violentos mais o princípio da descoberta de [James] Hetfield de que melodias não eram apenas algo no caminho de sua robótica mão direita. (...) Isso é metal esperto e elegante em seu nível mais alto."

1. BLACK SABBATH - Sabbath Bloody Sabbath (1973): "Assustador, fantasmagórico e mais pesado que Deus em momentos breves, fugazes. Esse álbum sempre me faz pensar na trilha sonora que o SABBATH seria para o dia final na Terra."




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Led Zeppelin: O lendário encontro com o Rei do Rock, Elvis PresleyLed Zeppelin
O lendário encontro com o Rei do Rock, Elvis Presley

Metallica: Jason explica o baixo apagado de And Justice For AllMetallica
Jason explica o baixo apagado de And Justice For All


Sobre Gabriel Costa

Carioca, jornalista por profissão e roqueiro de nascença, Gabriel teve o primeiro contato direto com o rock and roll ao ouvir o álbum de estreia do Black Sabbath em um velho vinil de seu pai. Garoto do século 20, nascido em 1984, é absolutamente fascinado por tudo o que envolve o estilo, da música à mitologia. Canta na banda Six Pack Wonder, escuta de Backyard Babies a Strapping Young Lad, ama The Wildhearts e segue fielmente os ensinamentos de Lemmy e Danko Jones. Escreve no Twitter em http://twitter.com/gabrielccosta.

Mais matérias de Gabriel Costa no Whiplash.Net.

Goo336 Goo336 Cli336 Goo336 Goo336 Cli336 Goo336 Goo728