Killswitch Engage: em sexto nas maiores capas da Roadrunner

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nathália Plá, Fonte: Roadrunner Records, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Desde 1910, músicos associaram artes visuais com sua energia sonora na forma da toda-poderosa capa de disco. E desde 1987 a Roadrunner Records tem sido fonte de imagens visualmente extasiantes e perturbadoras na vasta arte mundial dos álbuns, ainda assim honrando a tradição. Seja usando uma imagem para dar o tom para o que vai seguir nos seus auto-falantes, ou como um meio de deixar uma marca na eternidade associando uma imagem com um título, não há dúvidas quanto ao poder de uma capa de disco – que é por esta razão que o selo correu os olhos por todos álbuns lançados na Roadrunner Records U.S. para encontrar as maiores capas em sua celebrada história.

1902 acessosuDiscover: As 100 melhores capas de álbuns da história5000 acessosMegadeth: as 10 maiores tretas de Dave Mustaine

Votada pela equipe mundial da Roadrunner, com um mostruário que vai do icônico contra o blasfemo, o pintado contra o fotografado, bem como da arte descoberta contra a arte encomendada, nós lhes damos as “Dez maiores Capas da História da Roadrunner”, e agora é a vez do #6:

Lançado em 2004 para a aclamação da crítica, esse 3º trabalho dos “trailblazers” metalcore de Massachusetts, KILLSWITCH ENGAGE, apresentou o novo vocalista Howard Jones pela primeira vez, o que levou a banda a outro nível. Com todos aqueles riffs rápidos, melódicos, depravado e gritado misturado com caloroso, não é de admirar que este trabalho tenha conquistado o título de álbum da década da equipe da Roadrunner no início desse ano. E bem alí com seu espelendor sonoro, a imagem de “The End of Heartache” – como feita pelo baixista e artista gráfico Mike D’Antonio, autor de todos os álbuns do Killswitch – é da mesma forma notável. Mais do que explicação, eis a perspectiva do artista:

É empolgante ser reconhecido pelo desenho da capa do disco "The End of Heartache". Ela ainda é uma das minhas favoritas até hoje. Surpreendentemente, a imagem do coração com pregos foi algo que ficou grudado na minha cabeça por muitos anos. E eu fico satisfeito por tê-la traduzido bem em gravura.

E sobre como exatamente ele a fez, Mike continua:

Tudo começou com uma viagem a uma loja de artesanato local. Eu comprei um coração de isopor, tintas guache preta e vermelha, uma caixa de pregos sortidos e alguns ramos de flores falsas. No total, me custou algo em torno de 12 dólares.

Eu pintei bem o coração com tinta guache preta e coloquei à mão os pregos no isopor. Em seguida eu ajustei algumas luzes no meu banheiro 4 por 4 e mergulhei as mãos da minha esposa na guache vermelha (para aquela aparência de sague grosso). Eu provavelmente usei duas tomadas de fotos digitais para o ângulo e aparência certos para a capa. O resto é história.”

Os responsáveis são citados no texto. Não culpe os editores. :-)

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

1902 acessosuDiscover: As 100 melhores capas de álbuns da história0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Capas"

MetallicaMetallica
A capa do "Death Magnetic" lembra uma vagina?

BeatlesBeatles
Homenagens e paródias à capa de "Abbey Road"

Heavy MetalHeavy Metal
Incríveis versões animadas de capas clássicas

0 acessosTodas as matérias da seção Maiores e Melhores0 acessosTodas as matérias sobre "Capas"0 acessosTodas as matérias sobre "Killswitch Engage"

MegadethMegadeth
As 10 maiores tretas da história de Dave Mustaine

IntrigasIntrigas
Bandas em família que terminaram mal

SlayerSlayer
Kerry King comenta Grammy, Venom, Dimebag, e mais...

5000 acessosEm 21/08/1989: Morre Raul Seixas, que seria encontrado morto no dia seguinte5000 acessosJames Hetfield: "Você não iria gostar de mim se soubesse minha história"5000 acessosSepultura: Andreas Kisser explica por que nunca rolará reunião5000 acessosRock Cristão: alguns dos principais discos nacionais do gênero5000 acessosLindemann: Tägtgren salvou vocalista do Rammstein de surra5000 acessosSolos de guitarra: lista dos 50 melhores segundo a NME

Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online