Fast Evil: metal piauiense em alta velocidade

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por André Nadler, Fonte: Fast Evil Assessoria
Enviar correções  |  Comentários  | 

O metal em sua mais alta velocidade e totalmente inspirado pela velha escola dos anos 80. A sonoridade da Fast Evil bebe da fonte de bandas como Exciter, Overkill e Nuclear Assault em suas composições e através de suas músicas autorais a intenção é produzir o verdadeiro Speed Metal tradicional.

5000 acessosTradução - The Wall - Pink Floyd5000 acessosMetallica: os fantasticos carros de James Hetfield

A banda lançou recentemente seu primeiro trabalho audiovisual, o lyric video do single "Metal Is Back". Veja abaixo a entrevista com dois dos integrantes da Fast Evil.

1. O Fast Evil ganhou vida no ano passado e já chamou a atenção do público amante da vertente musical da banda. Como foi dado o processo de idealização do projeto e qual posicionamento da banda sobre o momento atual do metal nacional?

Marcos Andrade: Nas nossas primeiras reuniões a primeira coisa que fizemos foi decidir os temas das letras e a ideologia da banda, somos muito fãs de histórias de terror e decidimos abordar esse tema nas nossas músicas, também abordamos temas como dedicação ao metal e anticristianismo. Atualmente muitas bandas se destacaram no cenário nacional e conseguiram fazer turnês nacionais e até internacionais, e isso é muito importante, pois sempre que uma banda brasileira se da bem no meio do metal, já repercute bem para toda a cena do país. Acreditamos que esse é um momento de ascensão das bandas, que é algo muito bom para o metal nacional.

2. O EP "Wake Up The Devil" será lançado em breve, mas já foi disponibilizado um single do álbum juntamente com um lyric video que conquistou mais de 10 mil visualizações por meio do Youtube em apenas um mês. Qual a perspectiva da banda para esse primeiro registro musical?

Diego Dourado: Quando lançamos o lyric video da faixa "Metal is Back" nós pensamos que poderíamos ter uma boa visibilidade, pois demos o nosso máximo para tudo ficar na melhor qualidade possível, mas após a primeira semana do lyric video no ar já tinha alcançado 10 mil visualizações, e foi uma grande surpresa para nós, pois não imaginávamos que teríamos uma visibilidade tão grande logo de início. Pessoas de vários países entraram em contato com a banda, ficamos muito surpresos com isso tudo, pois não é todo dia que uma banda nova consegue uma repercussão tão boa assim.

3. O Fast Evil levanta a bandeira do Speed Metal em suas postagens e carrega uma certa ligação ao metal rápido até mesmo no próprio nome da banda. Quais são as principais influências de vocês dentro do estilo e o que de fato essa vertente significa para vocês?

Marcos Andrade: Nossas influências vão desde as bandas da velha guarda como Venom, Exciter, Razor, Living Death, as brasileiras Taurus, Dorsal Atlântica, Stress e também bandas da nova onda como Enforcer, Skull Fist, Steelwing, Evil Invaders etc. O Speed Metal para nós é uma maneira de expressarmos o que sentimos e acreditamos, todos nós da banda temos vidas bem movimentadas, vivemos na velocidade literalmente para darmos conta de tudo, e o Speed Metal é o que gostamos de fazer, o que nos satisfaz.

4. O Piauí tem diversos destaques no metal das eras passadas, como Avalon, Vênus, Megahertz. O Fast Evil faz parte de uma nova safra de bandas que estão surgindo no Estado. Qual a opinião dos integrantes do Fast Evil sobre o cenário local e o circuito de bandas do mesmo estilo de vocês no setor nacional?

Diego Dourado: O Piauí tem varias bandas, tanto atuais quanto de eras passadas, que nos influenciam diariamente. Continuamente estamos em contato com as bandas da nossa região, para sempre trocar informações, materiais etc. Já se tratando de Speed Metal Brazuca, temos grandes bandas desse gênero no Brasil, é um gênero que sempre esteve presente, e a cada dia ganha mais adeptos. Sendo que para a gente do Fast Evil, é uma grande honra levantar essa bandeira do ‘Metal Veloz’ do Piauí para o Brasil.

5. O Fast Evil já começou com o pé direito na internet e logo de início já foi disponibilizado música grátis e vídeos para que o público conhecesse melhor o trabalho de vocês. Há previsão para o lançamento de um videoclipe oficial?

Marcos Andrade: Sim, o primeiro semestre de 2017 será recheado de lançamentos para o Fast Evil. Além do EP "Wake Up The Devil", um vídeo clip também está previsto.

6. Quando e como será realizado o lançamento oficial do EP de estreia da banda? O Ep ganhará uma versão física ou será disponibilizado apenas virtualmente?

Diego Dourado: O Ep será lançando até o final de abril de 2017, será disponibilizado virtualmente e também terá sua versão física.

7. Quais os planos da banda para o ano de 2017?

Marcos Andrade: Queremos extrair o máximo possível dos lançamentos citados acima. Temos ótimas expectativas, pois o single “Metal Is Back” e todo o apoio que estamos recebendo, já nos mostrou que 2017 será um grande ano.

Conheça a primeira música do EP "Wake Up The Devil".

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Fast Evil"

TraduçãoTradução
O clássico The Wall, do Pink Floyd

MetallicaMetallica
Os fantasticos carros de James Hetfield

Dr. SinDr. Sin
Agora todo mundo lamenta? Vão se foder!, diz Regis Tadeu

5000 acessosCreed: nomeada pior banda dos anos 1990 pela Rolling Stone5000 acessosPhil Anselmo: Vocalista explica e se retrata por episódio racista5000 acessosSeparados no nascimento: Ritchie Blackmore e Mr. Bean5000 acessosFoo Fighters: a obsessão de Dave Grohl por Taylor Swift5000 acessosYngwie Malmsteen: Blackmore foi o último que o impressionou5000 acessosDrogas e álcool: Ozzy foi para clínica achando que era um bar

Sobre André Nadler

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online