Iron Savior: Piet Sielck começa a compor para novo álbum

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Lima, Fonte: Helloween Brasil
ENVIAR CORREÇÕES  

O vocalista e guitarrista Piet Sielck da banda Iron Savior concedeu entrevista para a Helloween Brasil onde fala sobre o último álbum da banda, sua carreira e seu passado no Gentry (banda que futuramente se tornaria o Helloween). Mas nessa primeira parte falamos apenas sobre assuntos relacionados ao Iron Savior.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Helloween Brasil.: Olá, Piet. Obrigado por aceitar a entrevista. Bem, foram 4 anos de espera desde o "Megatropolis" até o "The Landing", certo? Nós teremos que esperar o mesmo tempo para o próximo álbum ou você já tem alguma previsão?

Piet.: Haha! Certamente não. Depois de de tocar em alguns shows e produzir algum material no meu estúdio eu comecei a compor novamente para o próximo álbum. Um par de boas idéias e duas canções já foram gravadas no meu HD. ;-)

Helloween Brasil.: Para mim, "The Landing" é o álbum mais elaborado do que os últumos lançamentos do Iron Savior, resultando numa sonoridade melhor e padrão. Para você, é em "The Landing" que a banda arquivou o seu melhor?

Piet.: Sim e não… Com o Iron Savior nós sempre tentamos lançar o melhor possível, mas algo em especial acontece que não é previsível. Isso não aconteceu com Megatropolis que é um bom álbum, mas de alguma maneira não aconteceu. Ao contrário, The Landing que se destacou no catálogo do Iron Savior junto com os dois primeiros álbuns e o Condition Red. Existe um tipo especial de mágica, essa faísca onde tudo se encaixa perfeitamente e acrescenta-se a isso uma excelente produção. Isso começou com as composições, que já foram extremamente boas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Cara, eu estava em chamas constantemente. Como se todas idéias e energias de 4 anos de silêncio tivesse explodido, invadindo meu cérebro, me fazendo tocar um riff matador atrás de outro. ;-) Eu podia ser assim para sempre... A sessão de bateria também foi excepcionalmente bem. Também Thomas estava muito empolgado para tocar as canções do Iron Savior de novo.

Foi também uma sábia decisão gravar no estúdio do Jan Rubachs (ex-Gamma Ray). Não só pela performance, mas também pelo som matador. Lá, devoramos absolutamente nenhuma sample de bateria usada no mix. Essas coisas não são planejadas, elas apenas acontecem. E nós somos muito gratos aos Deuses do Metal que nós abençoou dessa forma.

Helloween Brasil.: Se você tivesse que indicar duas canções do "The Landing" para uma pessoa que não conhece Iron Savior, quais músicas seriam e por quê?

Piet.: Humm, essa é difícil... Eu simplesmente não consigo... Iron Savior é mais do que apenas 2 músicas... Eu preciso de pelo menos 3...

Starlight porque é uma faixa típica da velocidade do Iron Savior com um ótimo refrão melódico.
The Savior porque mostra o lado mais pesado da banda.
Heavy Metal Never Dies porque é o novo hino da banda... A música que tocaremos ao vivo para sempre haha!
Mas também Hall Of Heroes é uma das minhas favoritas de todos os tempos... Viu? Eu fechei com 4, haha!

Helloween Brasil.: Iron Savior nunca saiu em turnê mundial. Por que isso nunca aconteceu?

Piet.: Bem, até agora nós estamos com bastante sucesso com a banda, mas uma turnê mundial é um projeto... que você poderia perder um bocado de grana. Embora nossos fãs estejam de fato espalhados pelo mundo, eu tenho medo de eles ainda não forem suficientes para financiar um projeto como esse. Além disso, todos nós temos nossos trabalhos que nós não podemos deixar para trás para um longo período.

Helloween Brasil.: Vocês planejam uma turnê mundial com o Iron Savior? Especialmente, pretendem fazer shows no Brasil?

Piet.: Não, uma turnê mundial não é o que nós estamos almejando, mas estamos constantemente tentando que uma turnê na América do Sul aconteça antes de nossas aposentadorias!

Helloween Brasil.: Como está atualmente a cena Heavy Metal na Alemanha? Tem bandas boas?

Piet.: Sim, é muito bom voltar aqui na Alemanha. Atualmente nós estamos presenciando um renascimento do bom e velho Power Metal no momento. A cena é muito misturada com velhos bastardos como nós e alguns jovens como Kissin’ Dynamite, por exemplo.

Então, se tudo continuar desse jeito, meu mundo Metal seria fantástico. Vamos manter nossos dedos cruzados e que isso dure por um bom tempo.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Iron Savior"


Metal Melódico: os 10 melhores álbuns dos anos 90 - Parte 1Metal Melódico
Os 10 melhores álbuns dos anos 90 - Parte 1

Kai Hansen: escolhendo as dez maiores bandas de metal da AlemanhaKai Hansen
Escolhendo as dez maiores bandas de metal da Alemanha


Guitar World: revista elege os 50 guitarristas mais rápidosGuitar World
Revista elege os 50 guitarristas mais rápidos

Anos 90: bandas de hard rock e metal que decepcionaram os fãsAnos 90
Bandas de hard rock e metal que decepcionaram os fãs


Sobre Rodrigo Lima

Conheci o metal em 1998 com os festival Skol Rock com as bandas Iron Maiden e Helloween que hoje são minhas preferidas e principais influências. Principalmente o Helloween que me inspirou a criar um Fâ-Clube brasileiro para a banda, o Sole Survivor Helloween Brasil.

Mais matérias de Rodrigo Lima no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280