Lemmy: Jon Lord, ser uma lenda e a descrença na humanidade

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nathália Plá, Fonte: blabbermouth.net, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 


1309 acessosMotorhead: Álbum de covers executados pela banda será lançado5000 acessosIron Maiden: as dez melhores músicas, segundo a Loudwire

Michael Christopher, do The Boston Phoenix, entrevistou em agosto de 2012 o mainman do MOTÖRHEAD, Lemmy Kilmister. Seguem alguns trechos da conversa.

Sobre seu status de "lenda":

Lemmy: "Eu sou bem pé no chão – não acredito em nada dessas porcarias. Você tem de se lembrar de onde você veio, que é exatamente de onde eles [o público] vêm; é a mesma coisa, e eu tive sorte. Eu sou aquele a quem eles ficam apontando, no momento; posteriormente, um deles será aquele a quem estarão apontando. O mundo dá voltas".

Sobre o recente falecimento do ex-tecladista do DEEP PURPLE, Jon Lord, aos 71 anos:

Lemmy: "É uma pena, porque o Jon Lord foi, em grande parte, responsável por eu estar no rock and roll. Ele estava em uma banda chamada ARTWOODS anos atrás, com o irmão do Ronnie Wood, Arthur. Eles eram uma banda meio de jazz-blues, acho. Eles tocaram no lugar em que eu estava morando, no País de Gales, um boteco, e eu estava conversando com o Jon e, que nem um idiota, ele me deu o endereço dele em Londres. Então, claro, eu fui até lá e ele não estava, mas ele estava morando na casa da mãe do Art, onde o Ronnie Wood, que estava numa banda chamada THE BIRDS, estava morando e eles me deixaram dormir no sofá. Eu acordei e estavam todos os THE BIRDS a meu redor dizendo, 'O que você está fazendo no sofá da mamãe?', aquele terrível bando de londrinos vindo pra cima de mim. Eu nunca vou esquecer que o Jon – um completo estranho, e eu apenas um moleque – me deu o endereço dele para ir a Londres vê-lo. Eu frequentemente o agradecia por isso. Eu o vi ano passado em um hotel na Alemanha em Colônia. Ele estava lá fazendo um negócio de orquestra, e conversamos no bar por um tempo. . . . Fico feliz por tê-lo visto, sendo que ele se foi".

Falando sobre o uso da internet para promover novas bandas:

Lemmy: "A coisa ruim disso é que você dá às pessoas a internet, que é o maior sistema de comunicação da humanidade, e nós a usamos para pornografia infantil, que é bem encorajador, não é? Você sempre pode confiar na humanidade; eles sempre levam a coisa ao mínimo denominador comum e cagam em tudo".

Sobre a mídia social como Facebook e Twitter:

Lemmy: "Eu não uso essas coisas, porque eu já tenho aborrecimento demais sem isso, de ficar mexendo com isso de 10 a 20 horas todo dia, tuitando com meus amigos. Twitter? Não está no meu dicionário, lamento. Eu não tuito, cara",

Leia a entrevista na íntegra no The Boston Phoenix

http://thephoenix.com/Boston/music/142193-lemmy-and-mot%C3%B...

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 03 de agosto de 2012
Post de 04 de agosto de 2012
Post de 29 de dezembro de 2015

MotorheadMotorhead
Álbum de covers executados pela banda será lançado em setembro

514 acessosSeparados no nascimento: Mikkey Dee e Dru (Meu Malvado Favorito 3)745 acessosMotorhead: Roger de Souza bate papo com Gastão Moreira, do KZG1738 acessosMotorhead: biografia mostra o quão Lemmy era único1510 acessosLoudwire: em vídeo, os 10 maiores riffs de metal dos 80's0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Motorhead"

MotorheadMotorhead
Lemmy exigia Kinder Ovo para tocar ao vivo

Chris HolmesChris Holmes
"Lemmy não me quis no Motörhead por minha altura"

Logos de BandasLogos de Bandas
Blog elege o Top 10 dos mais bonitos

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Motorhead"0 acessosTodas as matérias sobre "Deep Purple"

Iron MaidenIron Maiden
As dez melhores músicas, segundo a Loudwire

KissKiss
15 bandas que abriram shows deles e se tornaram famosos

Batom, laquê...Batom, laquê...
Como formar uma banda de Hard Rock em 69 lições

5000 acessosHeavy Metal: "um conforto para os jovens brilhantes"5000 acessosCovers inusitados: COB tocando Britney? Shakira tocando ACDC?5000 acessosRock Brasileiro da Década de 705000 acessosMetal Hammer: Vocalistas com infâncias problemáticas5000 acessosOzzy Osbourne: comendo oferenda de macumba no Rock in Rio5000 acessosRamones: veja o primeiro press-release oficial da banda

Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online