Morten Veland: os shows no Brasil e a saída do Tristania

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Durr Campos
Enviar correções  |  Ver Acessos

Morten Veland é praticamente sinônimo de gothic metal. O músico norueguês ajudou a montar uma das bandas mais importantes da cena do citado gênero, o Tristania, onde permaneceu por cinco anos, até ser demitido. O que poderia ser um ponto final na carreira de Veland acabou tornando-se um impulso para recomeçar. O resultado tem nome e todos já conhecem: Sirenia. Pois bem, ele e sua banda estarão de volta ao Brasil para realizar a segunda excursão pelo país com datas para o final de outubro e comecinho de novembro. Sobre este assunto e muitos outros, incluindo aí o Tristania, o Whiplash! bateu um papo com Morten. Acompanhe.

Covers: quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributoSupernatural: ouça 10 músicas que marcaram a série

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal



Whiplash! - Vamos começar falando do novo álbum, "The Enigma of Life". Este é o segundo trabalho trazendo Ailyn nos vocais. Confesso que fiquei surpreso por todas as mudanças no passado (nota do entrevistador: Os três primeiros álbuns possuem, cada qual, uma cantora diferente). O que resultou na continuação dessa parceria?

Morten Veland - A cooperação com as cantoras anteriores não funcionou por diversas razões. Com Ailyn, no entanto, tudo se encaixou desde o início. Trabalhamos muito bem juntos, compartilhamos os mesmos gostos musicais e temos objetivos iguais. Além do mais, somos ambos dedicados ao Sirenia e nos disponibilizamos integralmente à banda.

Whiplash! - "The Enigma of Life" é uma continuação bem consistente em relação aos dois discos anteriores, obviamente estamos falando de "Nine Destinies And A Downfall" (2007) e "The 13th Floor" (2009). Como as ideias que formaram este novo registro surgiram?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Morten - O processo criativo foi mais ou menos o tradicional, isto é, sempre chego com toneladas de material, apresento aos músicos que me acompanham e a partir daí selecionamos o que mais nos identificamos coletivamente. Para o novo álbum em particular dedicamos um imenso tempo trabalhando nas melodias e harmonias vocais. Definitivamente este é nosso disco mais melódico até agora.

Whiplash! - Por quê você decidiu produzir o novo álbum?

Morten - Eu quis tentar algo diferente e me desafiar. Senti que este era o momento ideal e as canções certas para isso, mas se me saí bem ou não já não sou quem vai julgar (risos).

Whiplash! - Uma pergunta mais complicada para você, Morten. Qual o enigma de SUA vida (nota: alusão ao título do disco)?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Morten - O título não é exatamente direcionado a mim como artista ou músico, sabe? Penso ser melhor deixar cada um decidir por si só o que ele significa.

Whiplash! - O guitarrista Michael S. Krumins deixou a banda há alguns meses. Li no site de vocês que o motivo foi a vontade dele em dedicar-se mais aos seus projetos pessoais. Michael tocou de 2008 até agora, em 2011, mas curiosamente nunca apareceu nos créditos dos álbuns lançados neste período. Alguma razão especial?

Morten - Eu sempre compus e gravei todas as guitarras nos discos do Sirenia, inclusive enquanto Michael esteve na banda. Ele saiu para tocar algo bem diferente do heavy metal que praticamos. Desejo boa sorte.

Whiplash! - Encerrando esse papo sobre membros da banda, quais os músicos que virão contigo para a turnê na América do Sul?

Morten - A formação será exatamente a mesma da turnê anterior que fizemos por aí, à exceção do Michael que foi substituído por Jan Erik Soltvedt, que já está conosco desde o último verão europeu e já realizou alguns shows ao nosso lado por aqui.

Whiplash! - Bem, esta é sua segunda visita ao nosso país. Quais as maiores diferenças que os fãs irão notar entre as duas excursões?

Morten - Acho que a maior diferença é o novo guitarrista. Além disso preparamos um set bem maior desta vez, talvez o maior que já tocamos em nossa carreira! O repertório terá canções de todos os nossos discos, então creio que irá agradar tanto os apreciadores do material mais antigo quanto o da fase atual.

Whiplash! - Após cinco álbuns, há planos para um DVD?

Morten - Não há nada concreto sobre isso no momento, mas confesso que é algo sobre o qual pensamos com certeza. Talvez daremos vida à esta ideia no ano que vem, espero.

Whiplash! - Desde que você saiu do Tristania em 2001 houve algum dia em que se arrependesse dessa decisão? Há alguma amizade entre você e os membros que estavam contigo há 10 anos?

Morten - Como a maioria deve saber, eu não saí. Fui chutado da banda! Sendo assim não há muito do que me arrepender (risos). Olhando para trás, hoje penso que foi a melhor coisa que poderia ter me acontecido. No último ano em que toquei com o Tristania eu não estava realmente feliz, então o Sirenia surgiu e, assim, um novo e grande recomeço em minha vida.

Whiplash! - Aproveite para convocar seus fãs brasileiros.

Morten - O Sirenia estará de volta a São Paulo (nota: onde fará dois shows no Blackmore Rock Bar nos dias 29 e 30 de outubro) e Rio de Janeiro agora no final do mês e comecinho de novembro. Não vemos a hora de chegarmos aí para encontrar todos vocês. Estejam lá conosco. Abraços.

Agradecimentos ao Costábile Salzano Jr. e toda a equipe do The Ultimate Music Press pelo suporte.

1319205576_01.jpg
1319205576_02.jpg
1319205576_03.jpg
1319205576_04.jpg




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Sirenia"Todas as matérias sobre "Tristania"


Metalhead: as mulheres mais sexys do Heavy MetalMetalhead
As mulheres mais sexys do Heavy Metal

Tristania: fascínio por extremismo, loucura e caosTristania
"fascínio por extremismo, loucura e caos"


Covers: quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributoCovers
Quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributo

Supernatural: ouça 10 músicas que marcaram a sérieSupernatural
Ouça 10 músicas que marcaram a série


Sobre Durr Campos

Graduado em Jornalismo, o autor já atuou em diversos segmentos de sua área, mas a paixão pela música que tanto ama sempre falou mais alto e lá foi ele se aventurar pela Europa, onde reside atualmente e possui família. Lendo seus diversos artigos, reviews e traduções publicados aqui no site, pode-se ter uma ideia do leque de estilos que fazem sua cabeça. Como costuma dizer, não vê problema algum em colocar para tocar Napalm Death, seguido de algo do New Order ou Depeche Mode, daí viajar com Deep Purple, bailar com Journey, dar um tapa na Bay Area e finalizar o dia com alguma coisa do ABBA ou Impetigo.

Mais matérias de Durr Campos no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280