Megadeth: Ellefson fala sobre reconciliação com Mustaine

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karina Detrigiachi, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

David Ellefson, baixista do MEGADETH, concedeu uma entrevista ao site Ultimate-Guitar.com e abaixo seguem alguns trechos da conversa.

Antes da fama: Atores que apareceram em clipes do Korn, Offspring, Aerosmith e outrosAxl Rose: "Sobe na porra do palco ou você vai morrer!"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

As entrevistas concedidas para a imprensa durante os anos foram como um bloqueio na sua relação com o Dave? O vai e vem entre vocês na imprensa?

Ellefson: "Talvez tenham sido, conhecendo o Dave. Ele não é um cara que senta e premedita, e que pensa sobre as coisas. Ele é o tipo de cara que se você perguntar algo pra ele na terça-feira, ele te dará uma resposta, mas se você fizer a pergunta na quarta-feira ele te dará outra resposta.
Ele sempre fala abertamente e demonstra seus sentimentos, e acho que isso é uma das coisas que a imprensa gosta no Dave, que eles podem conseguir dele respostas genuínas e honestas dependendo de como ele está se sentindo naquele dia em particular (risos)."

Ellefson: "Além disso, uma coisa eu sei sobre o Dave... Quando ele e eu conversamos, eu sei que muitas vezes, as coisas que ele diz e as inferências que ele faz, muitas vezes aparecem muito diferentes na imprensa quando comparadas como o que ele realmente disse."

Ellefson: "Ele e eu temos um relacionamento muito único. Eu provavelmente o conheço melhor do que ninguém, exceto talvez por sua própria família. Eu e o Dave compartilhamos histórias nesta última semana, e acho que o Shawn [baterista do MEGADETH] e o Chris Broderick [guitarrista do MEGADETH] estão nos olhando com horror, pensando 'Oh meu Deus'. Nós ficamos como 'Sim, essa é a vida que costumávamos viver', e é divertido porque podemos olhar para trás e rir de algumas coisas, porque é a vida que costumávamos viver'- não é a vida que vivemos agora."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Obviamente, o Dave está trabalhando em sua autobiografia (com o título provisório de "Hello Me... Meet The Real Me"). Em um recente comunicado de imprensa emitido logo quando você voltou ao MEGADETH, foi utilizado um trecho onde Dave fala sobre você. Ele falou sobre os shows de verão de 1988 no "Monsters of Rock" que foram cancelados. Ele disse que você alegou estar com um pulso fraturado, mas o verdadeiro motivo foi devido ao fato de que você teve um problema com drogas.

Ellefson: "E é verdade. A razão pela qual fui pra casa é porque eu precisava ir pra casa e ficar limpo. Naquela época eu tive um problema sério com drogas; isto estava afetando tudo o que eu estava fazendo na minha vida, e certamente também a banda. Eu precisava ir pra casa e melhorar. Isso levou um ano e meio, mas eu finalmente fiquei sóbrio. Ironicamente, no dia 1º de março de 1990 foi quando eu fiquei sóbrio, e é engraçado que o aniversário de 20 anos de minha sobriedade é também o começo da turnê de 20 anos do 'Rust in Peace', o que com certeza é uma oportunidade interessante."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ellefson: "Mais uma vez, eu realmente não me lembro muito disso, não foi como o que foi divulgado. Eu mesmo voltei mais tarde para falar com o agente, e fiz as pazes com ele por ter o colocado nessa posição, e ter até mesmo tentado encobrir isso. Mais uma vez, era uma época muito ruim na minha vida, mas, felizmente, eu dei a volta por cima, fiquei limpo, e não voltei para os meus caminhos antigos."

Essa é uma boa notícia. O quanto sua fé cristã e a fé cristã do Dave ajudaram nesta reconciliação?

Ellefson: "Honestamente, acho que tudo teve a ver com isso. Para ser franco contigo, quando me encontrei com Dave para o jantar, provavelmente, há três anos - deve fazer quatro anos agora - aproveitei a oportunidade para esclarecer o meu lado das coisas, e apenas disse: 'Se eu tivesse uma chance de fazer isso tudo de novo, eu nunca teria entrado com um processo. Eu teria apenas ido até a sua casa, batido na porta, e nós teríamos feito isso cara a cara.' Acho que um dos maiores problemas, por seja lá qual foi o motivo, o Dave e eu não estávamos em um lugar para simplesmente lidar com isso cara a cara. Ao invés disso, nós tínhamos os nossos agentes e advogados para lidar com isso, e então resultamos até um lugar onde arquivavam processos uns contra os outros. A verdade é que, como nós agora descobrimos oito anos mais tarde, se nós simplesmente falarmos cara a cara, podemos superar isso. É assim que deveríamos ter lidado com isso anos atrás, mas nós não fizemos. Mas agora sabemos como fazer. Lição aprendida."

Ellefson: "Acho que o Dave foi muito aberto sobre sua fé, e eu fui aberto sobre a minha. Certamente ficar sóbrio por vinte anos é o que realmente me levou de volta para a fé cristã, mas sinceramente eu sempre fui assim desde criança. Eu nasci e fui criado como cristão, a minha família ia à igreja aos domingos, por isso não foi nada radical, algo como ter nascido de novo e esse tipo de coisa - foi apenas uma parte natural da minha vida. O fato de eu estar sóbrio e limpo das drogas e do álcool simplesmente me trouxe de volta a esse lugar, e eu sei que não é algo muito rock 'n' roll para se falar, mas você sabe, no final do dia, cara, são as pessoas que tocam rock n 'roll - não é a música que nos toca. Acho que o que acontece é que quando você fica no controle de sua vida através de sua fé, seu destino se projeta de uma forma muito diferente de quando você acaba de aparecer e pensa: 'Eu vou vender minha alma para o rock n 'roll'. Tendo feito isso no passado, é um lugar muito perigoso para se estar. Há tantas coisas sobre isso que eu acho que sopram em nossas mentes. Eu e o Dave, a banda, o empresário, os fãs - todo mundo coçando a cabeça, pensando 'Caramba, este foi inesperado. Nenhum de nós esperava por isso'. A verdade é que nem eu e Dave esperávamos."

Ellefson: "Por alguma razão, o bom Deus parece ter curado esta ferida, e agora Dave e eu somos capazes de trabalhar com um monte de coisas, cara. Não somente coisas ao longo dos últimos oito anos, mas nós somos capazes de trabalhar com o material de muitos, muitos anos atrás, processar e, finalmente, realmente espero que uma vez por todas, nos encorajar. Nós dois simplesmente parecemos estar em um ponto no qual isso é algo que nós realmente queremos que aconteça em nossas vidas."

E o processo de 2004 que ainda apresenta um assunto entre você e o Dave? Ainda está por ser resolvido entre vocês dois, ou ficou definitivamente no passado?

Ellefson: "Está totalmente no passado. A coisa toda foi legalmente resolvida anos atrás, e isso é tudo, acabou, assim, isso não é mais uma questão entre nós."




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Megadeth"


Megadeth: dez álbuns que marcaram a vida de David EllefsonMegadeth
Dez álbuns que marcaram a vida de David Ellefson

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1990Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1990


Antes da fama: Atores que apareceram em clipes do Korn, Offspring, Aerosmith e outrosAntes da fama
Atores que apareceram em clipes do Korn, Offspring, Aerosmith e outros

Axl Rose: Sobe na porra do palco ou você vai morrer!Axl Rose
"Sobe na porra do palco ou você vai morrer!"


Sobre Karina Detrigiachi

Designer, nascida na cidade de São Paulo, Kari como é mais conhecida, cresceu ouvindo Deep Purple, Led Zeppelin, Skid Row e Alice Cooper. É apaixonada por todas as vertentes do Metal, porém ouve de tudo um pouco sem se prender a rótulos.

Mais matérias de Karina Detrigiachi no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280