Matérias Mais Lidas

Chester Bennington: viúva anuncia separação de bombeiro após um anoChester Bennington
Viúva anuncia separação de bombeiro após um ano

AC/DC: a resposta inusitada de Supla quando perguntam se ele gosta da bandaAC/DC
A resposta inusitada de Supla quando perguntam se ele gosta da banda

Kiss: Gene Simmons diz que passou dos 70 anos por nunca ter bebido ou usado drogasKiss
Gene Simmons diz que passou dos 70 anos por nunca ter bebido ou usado drogas

Shaman: quando Andre Matos desmaiou durante show em Belo Horizonte, em 2018Shaman
Quando Andre Matos desmaiou durante show em Belo Horizonte, em 2018

Black Sabbath: banda compartilha meme de Bernie Sanders em capa de primeiro discoBlack Sabbath
Banda compartilha meme de Bernie Sanders em capa de primeiro disco

Guns N' Roses: Gilby diz que grunge fez a banda sair dos estádios e ir para os clubesGuns N' Roses
Gilby diz que grunge fez a banda sair dos estádios e ir para os clubes

Thrash metal: 20 grandes músicas do estilo mais rápido e agressivo da música pesadaThrash metal
20 grandes músicas do estilo mais rápido e agressivo da música pesada

Nervosa: é difícil ser músico de rock/metal no Brasil, um país muito católicoNervosa
"é difícil ser músico de rock/metal no Brasil, um país muito católico"

Gilby Clarke: Axl Rose foi quem te demitiu, certo?Gilby Clarke
"Axl Rose foi quem te demitiu, certo?"

Liquid Tension Experiment: supergrupo de prog lança primeira música em mais de 20 anosLiquid Tension Experiment
Supergrupo de prog lança primeira música em mais de 20 anos

Rock In Rio: Freddie Mercury desdenhou dos artistas brasileiros em 1985Rock In Rio
Freddie Mercury desdenhou dos artistas brasileiros em 1985

Lockdown: lançando single e clipe para a faixa DesprezoLockdown
Lançando single e clipe para a faixa "Desprezo"

Max Cavalera: O único presidente bom do Brasil foi mortoMax Cavalera
"O único presidente bom do Brasil foi morto"

Marilyn Manson: perdi tudo por causa de ColumbineMarilyn Manson
"perdi tudo por causa de Columbine"

Guns N' Roses: por que Bumblefoot errou Welcome to the Jungle no Rock in Rio 2011Guns N' Roses
Por que Bumblefoot errou "Welcome to the Jungle" no Rock in Rio 2011


Matérias Recomendadas

Prostitutas: As mais famosas e devassas do cenário Rock - Parte 1Prostitutas
As mais famosas e devassas do cenário Rock - Parte 1

Blind Guardian: Algumas verdades sobre Hansi KürschBlind Guardian
Algumas verdades sobre Hansi Kürsch

Dossiê Guns N' Roses: A versão de Slash para os fatosDossiê Guns N' Roses
A versão de Slash para os fatos

Church of Satan: A maioria dos músicos de Black Metal são cristãosChurch of Satan
"A maioria dos músicos de Black Metal são cristãos"

Ozzy Osbourne: dando chega mais em Mônica Apor na coletivaOzzy Osbourne
Dando "chega mais" em Mônica Apor na coletiva

Tunecore
Malvada

Nightwish: "já tenho os títulos das músicas do novo álbum"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leila Oschvat, Fonte: Terrorizer, Tradução
Enviar Correções  


A revista Terrorizer do Reino Unido recentemente fez uma matéria com o tecladista do NIGHTWISH, Tuomas Holopainen. Alguns trechos da entrevista seguem abaixo:

Terrorizer: Você conseguiu. O último show da turnê 'Dark Passion Play' acabou. Você está oficialmente de 'férias'. Como se sente?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Tuomas: "Não dormi na noite anterior e nem na noite passada. Você sabe que é uma coisa estranha, dois anos na estrada e chega o último show onde você está muito assustado e ao mesmo tempo excitado. E tudo vai bem como o planejado, é um grande alívio, e uma grande sensação de tristeza ao mesmo tempo que você nem sabe como se sentir. É como se você estivesse na melhor prisão da Terra e depois de dois anos quando finalmente está livre não soubesse o que fazer. O show de ontem [na Hartwall Arena em Helsinki], eu acho que foi um dos três melhores que já fizemos".

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Terrorizer: Então, agora é voltar para o estúdio, procede?

Tuomas: "Sim, mas antes, em mais ou menos duas semanas eu vou para o Mediterrâneo para fazer uma viagem de barco com o meu pai e meu tio. É uma coisa de família, os homens e o mar, é isso. Vai ser divertido, no Mediterrâneo, na Turquia e na Grécia, e uma semana depois disso nós vamos para a Austrália por seis semanas, depois disso já é quase Natal. Então em janeiro eu vou para Orlando para visitar o Pato Donald, o Pateta e o Mickey e depois disso vou ver os caras..."

publicidade

Terrorizer: Então... depois do "encontro anual com os personagens de desenhos", o que você fará?

Tuomas: "Bem, depois iniciarei os trabalhos do próximo álbum onde trabalharei 24 horas por dia, sete dias por semana e nós já temos marcado o próximo local de ensaio, que vai acontecer em julho/agosto no próximo ano e depois nós teremos livre o mês de setembro e vamos entrar no estúdio no começo de outubro. Esta é a ideia".

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Terrorizer: A última vez que você começou um novo álbum não sabia quem seria o vocalista. Sente como se agora fosse um processo diferente? Está feliz por ter que voltar novamente à prancheta?

Tuomas: "Muito, muito feliz, é tanta luz no fim do túnel. Eu já tenho uma clara visão do próximo álbum, o que parece muito estranho mas eu já tenho o título de todas as músicas do disco. Eu sei quantas músicas serão. Eu tenho quatro já prontas mesmo sabendo que ainda é só o começo, mas eu já tenho uma idéia de como será o álbum, e ainda será Metal, mas eu acho que vai ser um pouco menos sombrio que 'Dark Passion Play'".

Terrorizer: Menos sombrio - mais músicas pop? Sem mais composições sinfónicas épicas? Deve ser uma maldição escrevê-las.

Tuomas: "Não, elas surgem facilmente para mim. Eu lembro de 'Creek Maru's Blood', são oito minutos e meio mas veio em duas horas. 'The Poet and the Pendulum' somente em alguns dias, a mesma coisa aconteceu com 'Ghost Love Score', essa veio naturalmente, eu não sei. Mas enfim, uma música como 'Nemo', eu não conseguia fazê-la. Eu trabalhei por meses
e meses e são só 4 minutos".

Terrorizer: Dez anos atrás vocês pensavam em ser headliners no Hartwall, como fizeram noite passada?

Tuomas: "Nunca pensei nisso, nenhum de nós imaginou que isso aconteceria. Eu estudava biologia na universidade e era pra eu supostamente ser um cientista maluco. Jukka estava fazendo computação na universidade e Emppu estava trabalhando em uma fábrica de carpetes em... não importa. Todos estavamos tocando por diversão e encontramos nosso próprio ritmo e tudo ficou fora de controle. Saímos da faculdade e começamos a viver disso 24 horas por dia, sete dias por semana e isso trouxe vantagens e desvantagens. A desvantagem é que sempre fomos ingênuos, mas a vantagem é que nós fomos sinceros ao mesmo tempo porque não tinhamos nenhuma expectativa e isso nunca foi uma coisa possessiva. Sabe, nós nunca tentamos ganhar nada além de prazer por tocar, e bebida de graça".

Terrorizer: Vocês sempre ficam irritados com a fama?

Tuomas: "Sim, nós ficamos, você precisa ser um pouco mais cuidadoso com o que você faz aqui do que em outros países. Eu não posso mais urinar publicamente. Bem, sempre se pode dizer que é uma questão de cuidados na escolha mas às vezes, soa como se há duas semanas atrás havia uma história de três páginas sobre a minha casa e de repente eles contratam um helicóptero pra sobrevoar a minha casa e tirar fotos. Esse tipo de coisa me incomoda um pouco, e eles sabem como chegar a minha casa".

Terrorizer: Isso é algo que tem afetado muitos músicos de Metal na Finlândia?

Tuomas: "Eu acho que Him e The Rasmus, talvez. A mídia tem sido bem legal conosco atualmente, embora às vezes magoe um pouco, especialmente este negócio da casa quando eles tem ido à minha casa para filma-la de todas as direções e filmar tudo. Assim já é demais".

A matéria completa (em inglês) pode ser lida neste link.