Halford: "Somos quem somos. Eu ainda sou a mesma pessoa."

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karina Detrigiachi, Fonte: San Francisco Chronicle, Tradução
Enviar Correções  

O vocalista do JUDAS PRIEST, Rob Halford, recentemente concedeu uma entrevista ao "Chronicle" de São Francisco, e abaixo podem ser conferidos alguns trechos da conversa.

Nesta turnê vocês estão tocando o álbum "British Steel", que foi lançado há trinta anos. Houve alguma mudança referente ao camarim?

Halford: "Na verdade, nada mudou. Acho que, de certa forma, locais, hotéis e outras coisas do tipo em certo ponto alcançaram uma espécie de patamar, e nós alcançamos o nosso há alguns anos atrás. A melhor parte disso é quando você anda pelo palco e toca metal. Trinta anos depois e as músicas ainda estão ferozes. Nós vamos até lá e destruímos tudo."

publicidade

Como você ainda alcança as notas altas?

Halford: "Bem, eu não consigo alcançar todas as notas. Mas minha voz é um instrumento, e você tem que fazer o possível para cuidar dela. Eu parei de fumar. Eu não bebo. Eu superei todos os vícios. Eu já grito a plenos pulmões há 38 anos, mas eles ainda funcionam e estão em boa forma".

publicidade

Agora as pessoas estão realmente levando o JUDAS PRIST a sério. Isto te enfurece?

Halford: "Não acho que isso seja estranho. Não tínhamos idéia de que estaríamos nessa por tanto tempo. Não fomos uma sensação passageira. Você tem que trabalhar duro pra chegar até aqui. Estamos em um bom momento, mas isso não muda nada".

Agora que as coisas estão indo bem, você gostaria de ter permanecido na banda durante todo o tempo e que o Marky Mark não tivesse feito o terrível filme "Rock Star"?

Halford: "Acho que a última coisa que se pode querer na vida é viver com arrependimentos. Nós conversamos sobre aquela época e todos lamentamos por ela, deveríamos apenas ter dado um tempo. Mas eu era capaz de realizar os meus sonhos e ambições fazendo algumas músicas sozinho e eu utilizei todas essas experiências. Você não consegue realmente avaliar sua banda até estar fora dela".

publicidade

E quando questionado se ele ficou surpreso com o fato das pessoas terem ficado surpresas quando ele anunciou seu homossexualismo em 1998 através da MTV:

Halford: "A partir da minha perspectiva, eu nunca entendi o significado. Foi um momento não planejado. Eu estava na TV e disse ‘Falando como um cara gay...’. Somente 48 horas depois eu pude perceber a explosão que tinha criado. Nunca passou pela minha cabeça que alguém ligaria para isso, eu já estava aceito. Essa parte de mim já não era mais um problema. Somos quem somos. Eu ainda sou a mesma pessoa".

publicidade

A matéria completa (em inglês) está no link abaixo.


WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin