Rob Halford: coleção de roupas e público Gay no Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Diego Camara, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

A comunidade de gays, lésbicas, bissexuais e transsexuais PlanetOut recentemente conduziu uma entrevista com o frontman do JUDAS PRIEST, Rob Halford, onde o tema principal foi a nova coleção de roupas que o Metal God está lançando.

Rob, você é uma espécie de ícone do estilo. Como você desenvolveu o que se tornaria o "uniforme" do Metal?

Rob Halford: "Muito dele foi na experimentação. Como eu me lembro, toda a imagem veio de uma música chamada 'Hell Bent for Leather'. Tivemos a ideia de trazer uma motocicleta no palco e fez sentido que se eu montava na moto eu deveria usar uma jaqueta de motociclista. Caiu bem. Elvis estava fazendo isso e ele era o Sr. Rock 'n' Roll. Era algo duro, coisa de macho, e nós tinhamos coisas em volta que eu senti que deveriam ser usadas, como nossos designers de moda na época, que levaram uma jaqueta e uma camiseta e encheram de rebites em todos os lugares. O som estava lá, alto, ousado e agressivo, mas o visual não estava no lugar. Isso é o que há de fantástico na jornada em que nos metemos. Depois que estabelecemos um visual, você apenas olhava a si mesmo no espelho antes de ir ao palco para certificar-se que suas vestes estavam abotoadas. Nós finalmente estavamos nos parecendo com o que a música soava, e todos pegaram e se tornou o visual".

publicidade

Por que você decidiu lançar uma coleção de roupas (Metal God Apparel)?

Rob Halford: "Nos meus anos de ouro eu estava procurando completar muitos sonhos e ambições que eu já tinha. Uma era estar no mundo das roupas. Eu tenho que confessar, eu não sou como 'As donas de casa de Orange County' - eu não estou na (loja de departamentos) Neiman Marcus a cada dois segundos, mas eu adoro moda. Eu acho que isso é divertido e importante culturalmente, e eu coloquei meus olhos neste lado do mundo. Conectado à vida do rock 'n' roll eu pude ver como você pode ir das raízes das botas de cowboy e essas coisas tipo Ralph Lauren, para algo como algumas das extremamente extravagantes roupas como as do Elvis, na última noite do 'American Idol'. É o que estamos fazendo. Eu sempre me diverti com trocas de roupas com o JUDAS PRIEST e meu trabalho solo e eu queria ver o que aconteceria nesse novo negócio. É apenas outro projeto com a minha companhia. Eu tenho minha gravadora em pé e funcionando, uma linha de roupas prestes a ser lançada com muito mais coisas do que nós conversamos. A vida é grande... eu amo a vida... eu apenas queria ver o quanto eu poderia tirar dela realmente. E é bom ter esse contato musical com as pessoas".

publicidade


Qual foi a reação até agora da coleção de roupas?

Rob Halford: "Eu mostrei alguns designs e amostras aos meus amigos e eles estão sempre dizendo: 'Eu levarei seis de cada, eu levarei quatro dessa'. Ela (a coleção) definitivamente se encaixa no nicho desse tipo de visual. Até agora a reação está sendo encorajadora, então estou com meus dedos cruzados de que quando tivermos o lançamento oficial será um sucesso".

publicidade

Você acha que o público gay será atraído por essas roupas?

Rob Halford: "Eu acho que sim. Acho que a comunidade gay tem a mente muito mais aberta do que o resto da sociedade... mas eu sei o que você está dizendo... Uma camiseta é uma camiseta, e em termos de visual, o público gay, como podemos ver, também pode se ligar a isto. Eu acho que enquanto ela estiver fresca e irascível, ela terá um lugar".

publicidade

Nesta mesma linha, eu amo o Metal, mas eu raramente encontro homossexuais que sejam amantes do METALLICA. Então estou curioso, você acha que o Heavy Metal é uma arena apenas de homens heteros?

Rob Halford: "Em primeiro lugar, eu acho que é ótimo que você seja um metaleiro. Eu também acho que fomos muito longe estereotipando nós mesmos. Como se você é um gay, você tem que usar couro. Eu não entendo o motivo disto pois nós já temos um monte de dificuldades. No fim do dia, é a liberdade de escolha, mas nós não deveríamos estar bicando uns aos outros. Não há dúvidas que há metaleiros GLBT em todo o mundo, pois eu os vejo jogando sinais nos meus shows. Sim, somos uma minoria dentro de uma minoria, mas o Metal é para todos, é um grande estilo do rock 'n' roll".

publicidade

Veja a entrevista completa (em inglês) no PlanetOut.



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Heavy Metal: cinco discos necessários dos anos setentaHeavy Metal
Cinco discos necessários dos anos setenta

Led Zeppelin: O lendário encontro com o Rei do Rock, Elvis PresleyLed Zeppelin
O lendário encontro com o Rei do Rock, Elvis Presley


Sobre Diego Camara

Nascido em São Paulo em 1987, Diego Camara é jornalista, radialista e blogueiro. Seu amor pelo metal e rock começou há 6 anos. Um amante da nova geração, é um grande fã de Arjen Lucassen, Andre Matos e bandas como Nightwish, Hammerfall, Sonata Arctica, Edguy e Kamelot. Também não deixa de ter amor pelos clássicos, como Helloween, Gamma Ray e Iron Maiden e do Rock de bandas como Oasis, Queen e Kings of Leon. Atualmente seus textos podem ser lidos no blog OCrepusculo.com sobre assuntos diversos, além de planos para criação de um projeto totalmente voltado aos blogs de Rock e Metal.

Mais informações sobre Diego Camara

Mais matérias de Diego Camara no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin