Metallica: "É impossível ganhar de novo sua inocência"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Douglas Morita, Fonte: Metallica Remains
Enviar correções  |  Comentários  | 

Brad Tolinski da revista Guitar World americana realizou uma entrevista com o guitarrista e vocalista do METALLICA, James Hetfield. Alguns trechos da conversa podem ser conferidos abaixo.

4578 acessosMetallica: Lars Ulrich lamenta a morte de Chester Bennington5000 acessosSemelhança: vocalistas de rock com vozes quase iguais

Sobre as letras do "Death Magnetic":

"O tema de nosso novo álbum é que todos nós iremos morrer alguma hora. Assim como os pólos de um imã, algumas pessoas são atraídas pela morte e outras são repelidas por ela, mas todos nós precisamos lidar com isso. Liricamente, começou meio que como um tributo ao Layne Staley [cantor do Alice in Chains] e todos aqueles que se martirizaram em nome do rock. Mas cresceu e evoluiu daí."

Sobre o controverso álbum de 2003, "St. Anger":

"Eu não era um grande fã de não ter nenhum solo no álbum. Sendo um vocalista, há poucas músicas que eu ouço apenas por causa dos solos, mas o solo é a voz por um tempo. E não ter esse elemento no 'St. Anger' foi algo - eu não quero dizer 'entediante' - mas fez o álbum bem unidimensional. Ou a voz estava ligada ou o riff. Ou aquele som da caixa estava ligado."

Sobre o som do "Death Magnetic":

"Eu acho que poderia dizer que é um olhar para trás - pegar a essência de nosso estilo do começo e tocar com nossas habilidades atuais. É impossível de ganhar de novo completamente sua inocência ou virgindade. Quando nós gravamos nossos primeiros álbuns, não tínhamos nenhuma preocupação com autoridade ou por como as coisas deveriam ser. Nós íamos ao estúdio e tocávamos o que sabíamos e era isso. Alguns dos engenheiros reclamariam e diriam coisas como 'você não consegue ouvir o vocal', ou 'você não consegue ouvir a guitarra... Que som é esse?' e nós diríamos, 'Somos nós! Grave isso, por favor'. [risos] Nós tentamos capturar essa atitude de novo. É uma das razões de termos escolhido Rick Rubin para produzir o álbum. Ele é bom em capturar a essência de artistas com os quais ele trabalha."

O resto da entrevista pode ser conferida na edição de dezembro da Guitar World americana, já a venda.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MetallicaMetallica
Lars Ulrich lamenta a morte de Chester Bennington

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Metallica"

MetallicaMetallica
Lars cita coisas erradas que pensam sobre a banda

Regis TadeuRegis Tadeu
Ninguém é tão retardado para desprezar o "Master"

MetallicaMetallica
Banda faz batucada durante show - veja vídeo

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Metallica"

SemelhançaSemelhança
Alguns vocalistas de rock com vozes quase iguais

Regis TadeuRegis Tadeu
"Lemmy era tão poderoso que seu corpo não teve coragem de contrariá-lo"

EntrevistasEntrevistas
Coices e tretas entre entrevistador e artista

5000 acessosOzzy Osbourne: Madman dá a cura para a ressaca5000 acessosManowar: A vida real e nada épica dos Reis do Metal?5000 acessosFilhos de Rockstars: qualquer coincidência é semelhança3489 acessosSuperação: morador de rua arrasa cantando Rock em programa de TV5000 acessosGuns N' Roses: vídeo da Fender mostra cenas de ensaio da banda5000 acessosMegadeth: Dimebag Darrell quase foi guitarrista da banda

Sobre Douglas Morita

Douglas Morita acha que se existem constantes em sua vida, uma delas definitivamente é o Metallica. Fã da banda desde que se conhece por gente, criou o site Metallica Remains em 1998 e considera o grupo como sua principal - porém, obviamente, não única - influência musical. Além do Metallica, tenta ouvir de tudo um pouco, sem se limitar a estilos ou rótulos.

Mais matérias de Douglas Morita no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online