Mustaine: "Seria interessante concorrer a um cargo público!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Alex Silva de Chico e Paulo Nesso, Fonte: Megadeth World
Enviar correções  |  Comentários  | 

Pelo curso de 25 anos como líder da banda de thrash metal MEGADETH, o sincero globalizado californiano atirou para todos os lados tentando atingir desde o fundamentalismo religioso à globalização passando pela política nacional e exterior dos Estados Unidos.

3343 acessosMegadeth: cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica5000 acessosGhost: Nergal revelou a identidade de Papa Emeritus II?

Então, veio como uma grande surpresa para os fãs quando ele admitiu ter votado no presidente George W. Bush na última eleição, o mesmo presidente da capa do disco de 2004 The System Has Failed; o mesmo presidente Bush o qual sempre foi criticado por ele em entrevistas e em suas músicas.

Ele se arrepende dessa decisão agora, diz durante a entrevista por telefone.

"Me senti obrigado a votar no menos pior de dois demônios," Diz Mustaine. "A razão pela qual eu votei em Bush contra John Kerry foi porque quando estava entrevistando Kerry durante a última eleição para MTV ele foi muito rude e desrespeitoso comigo. E ele sabia com quem eu estava – eu tinha a câmera e o microfone da MTV e ele não se importou. Daí ele concorre à presidência e de uma hora para outra ele é educado e compreensivo com respeito aos jovens. Não consegui entender."

Ele ainda não está decidido em quem irá votar na eleição em Novembro e não consegue prever quem sairá como o candidato do partido Democrata.

"É muito como uma comédia o que está acontecendo," ele fala da disputa dos Democratas entre Barack Obama e Hillary Clinton.

Por causa de seu afiado interesse em política – um tema constante no 11º disco do Megadeth - Mustaine foi questionado diversas vezes por fãs e jornalistas sobre a possibilidade de concorrer a algum cargo público.

“É um pensamento interessante”, ele admite, mas por causa de seu passado já bastante exposto de alcoólatra e viciado em heroína, não haveria muita chance para ganhar sobre a maioria, ele diz rindo.

"Eles desenterrarão coisas do armário ou do meu passado," diz ele. "Com toda a quantidade de pessoas com quem fiquei chapado durante os anos, eu seria o presidente mais tarado e chapado que os Estados Unidos jamais teve. Ou talvez não."

Mustaine sempre foi muito sincero com respeito aos seus erros do passado, mas hoje em dia ele é um cristão limpo, sóbrio e renascido. Como administrador da viajante Gigantour com High on Fire, Children of Bodom, In Flames e Job For a Cowboy, ele escolhe bandas de metal que possam ser influências positivas.

"O que nós fazemos é procurar por bandas que são mais orientadas para a guitarra que os garotos respeitam. Se alguém está promovendo às crianças fazerem cortes em seus braços e outras coisas do tipo, não os queremos na Gigantour," diz Mustaine. "É uma coisa positiva para se inspirar e aprender a tocar guitarra e baixo, ou até ser um vocalista. Eu acho que é ótimo dar a alguém uma razão para viver ou fazer algo."

Confira a matéria completa no megadethworld.com.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MegadethMegadeth
Cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica

3049 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa505 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3510 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

Dave MustaineDave Mustaine
Kiko é o primeiro que me intimida desde Friedman

Thrash MetalThrash Metal
Os melhores discos lançados depois do ano 2000

A Cólera dos DeusesA Cólera dos Deuses
Como surgiu o Big 4, por eles mesmos

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

GhostGhost
Nergal revela a identidade de Papa Emeritus II?

SlipknotSlipknot
"Pastor" detecta mensagens subliminares nas capas

No alto do casteloNo alto do castelo
As diferenças entre os diferentes estilos de rock e metal

5000 acessosLars Ulrich: O motivo pelo qual o Big Four tocou "Am I Evil"5000 acessosO lado escuro do rock: você acredita em magia negra?5000 acessosMomentos bizarros: histórias de Ozzy, Stones, Who e outros5000 acessosGrunge: Restou apenas um herói5000 acessosBilly Corgan: Weiland, Staley e Cobain, as vozes de nossa geração5000 acessosCannibal Corpse: Saiba como é dentro de um circle pit

Sobre Alex Silva de Chico

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Sobre Paulo Nesso

Paulo Nesso, ou apenas Nesso, é paulista, mora em Americana-SP, profissional da área de T.I. Sempre trabalhou com informática. Aos 13 anos conheceu o metal e ao ouvir os primeiros acordes de "Holy Wars" apaixonou-se pelo thrash do Megadeth. Fundador do megadethworld.com, um portal com mais de uma década de história, acompanha a evolução do Whiplash! desde seu início. São Paulino doente, adora carros e tecnologia, faz de suas paixões seus hobbies e tem um enorme prazer em levar conhecimento aos fãs de Dave Mustaine & Cia.

Mais informações sobre Paulo Nesso

Mais matérias de Paulo Nesso no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online