Shadowside fala sobre vocais femininos, novo CD e show nos EUA

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Lucas Steinmetz Moita, Fonte: pegazusmetal.com, Press-Release
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

Em entrevista ao site Pegazusmetal.com, Dani Nolden (vocal), fala sobre preconceito com mulheres nos vocais, shows nos Estados Unidos e revela detalhes do próximo CD do Shadowside.
Confira abaixo trechos da entrevista:

O que pode nos ser adiantado sobre um novo álbum?

Dani Nolden: "O novo álbum já está gravado e mixado, eu o vejo como uma evolução do 'Theatre Of Shadows' em todos os sentidos. Nossa personalidade está ainda mais evidente, nós tiramos tudo que achávamos que se parecia com outras bandas e saiu um disco 100% SHADOWSIDE, com tudo que as pessoas gostaram sobre nós desde o início, como a energia, a intensidade, os riffs pesados e as melodias marcantes e fortes, além de muita atitude. Nós levamos tudo que fizemos antes ao extremo, cantei mais em alguns momentos, mas gritei mais em outros. As músicas novas foram feitas para serem tocadas ao vivo, com partes bem nervosas, outras pesadas e cadenciadas, outras mais melódicas, tudo combinado com letras sobre temas bem reais, alguns polêmicos, outros sentimentais e algumas coisas escritas para pessoas que estão em minha vida, mas são todas situações que, apesar de serem vividas por mim ou por amigos meus, são comuns a quase todo mundo. Esse disco será um choque, em um bom sentido, tanto para nossos antigos fãs quanto para novos. É tudo que se espera do SHADOWSIDE, mas de forma muito mais madura e atrevida".

O SHADOWSIDE participará de três grandes festivais nos Estados Unidos em breve. Um deles ao lado do WARRANT. Quais são suas expectativas?

Dani Nolden: "Nós estamos muito ansiosos para voltar, desde que chegamos da primeira turnê que fizemos por lá. Fomos muito bem recebidos, mesmo antes de assinar com a Chavis Records, já tínhamos uma base de fãs por lá por causa do MySpace, então decidimos fazer esses shows como uma espécie de teste, para ver como o público americano reagiria a nós como headliners e tudo correu tão bem que fomos convidados para esses festivais. Nós estamos animados e voltaremos com muita energia para nossos fãs aqui no Brasil. Temos muita saudade de tocar por aqui, então não pense que vocês estão esquecidos, com certeza nós levaremos o nome do Brasil para esses festivais".

Para ler a entrevista completa, acesse o link abaixo.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Shadowside"


Importando Metal: músicos gringos que atuam ou já atuaram em bandas brasileirasImportando Metal
Músicos gringos que atuam ou já atuaram em bandas brasileiras

Shadowside: existem bandas ruins no Metal e coisas boas fora deleShadowside
Existem bandas ruins no Metal e coisas boas fora dele

Blog Sutil Como Uma Granada: Musas do rock/metal nacionalBlog Sutil Como Uma Granada
Musas do rock/metal nacional


Rock e Heavy Metal: E se as capas dos álbuns fossem honestas?Rock e Heavy Metal
E se as capas dos álbuns fossem honestas?

Aquiles Priester: Posters, action figures e latinhas de coca-colaAquiles Priester
Posters, action figures e latinhas de coca-cola

Rock: as dez lendas mais macabras do gêneroRock
As dez lendas mais macabras do gênero

Batom, laquê...: Como formar uma banda de Hard Rock em 69 liçõesBatom, laquê...
Como formar uma banda de Hard Rock em 69 lições

Notas altas: as dez mais impressionantes do Heavy MetalNotas altas
As dez mais impressionantes do Heavy Metal

Slipknot: A banda vai acabar mesmo? Corey Taylor respondeSlipknot
A banda vai acabar mesmo? Corey Taylor responde

Van Halen: Ah, o que esses olhos viram!, diz segurançaVan Halen
"Ah, o que esses olhos viram!", diz segurança


Sobre Lucas Steinmetz Moita

Formado em Jornalismo pela Unisinos, atua em duas áreas bastante bipolares: música pesada e teologia. Proprietário do site CristianismoHardcore.com.br, atuou durante 5 anos com o Programa MoitaRock, entrevistando diversos artistas nacionais e internacionais (como Andre Matos, Angra, Sebastian Bach e Blind Guardian). O Programa MoitaRock foi extinto, mas o trabalho com vídeo e entrevistas continua em HeavyTalk.com.br, ao qual também administra.

Mais informações sobre Lucas Steinmetz Moita

Mais matérias de Lucas Steinmetz Moita no Whiplash.Net.