Statik Majik: entrevista ao portal Rock Underground

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Tavares, Fonte: Rock Underground
Enviar correções  |  Ver Acessos

O portal Rock Underground recentemente entrevistou o baterista da banda carioca STATIK MAJIK. Leia trechos abaixo:

De AC/DC a ZZ Top: Origens dos nomes de bandas e artistas de rockZakk Wylde: cinco momentos insanos do guitarrista

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre o início da banda:

Luis Carlos: "Olha, a STATIK MAJIK começou com o propósito de fazer um som voltado para os anos 70 e também 80. Eu já tinha essa vontade de fazer algo assim e tinha também algumas idéias em comum com algumas pessoas que na época estavam na banda. Além disso, eu também estava tocando em outros projetos musicais, só que não estava satisfeito com isso, e como não via futuro nesses trabalhos, o caminho natural levou ao surgimento da STATIK MAJIK".

Sobre as mudanças na formação:

Luis Carlos: "Eu acho que na STATIK tem o seguinte, a música é e sempre será mais importante que as pessoas, entende? Essa coisa de ego é um câncer pra uma banda, isso é um problema, e a gente sempre colocou a música acima de tudo. A gente sempre levou esse barco pra frente, e se amanhã tiver que mudar, eu acho que a STATIK vai continuar do mesmo jeito, o lançamento do redemption e os shows de divulgação foram as provas vivas disso, inclusive, muito amigo chegou pra mim e me falou: 'pô parece que vocês tocam juntos há anos'".

Sobre o novo disco:

Luis Carlos: "Vai ser um full-lenght de 9 músicas. Depois do show de Minas a gente vai começar a gravar os vocais. Também devemos colocar alguns instrumentos adicionais como percussão e teclado. O CD está sendo produzido pelo Flavio, batera do Tribuzy e dono do HR estúdios e o Carlos Lopes do Mustang, ex-Dorsal também".

"A previsão... eu acredito que deve ser para o segundo semestre, porque se a gente lançar independente é uma coisa, e se lançar por um selo é outra né! Porque tem espera, uma certa dependência... mas dependendo da situação, eu espero que o correto seja lançar esse ano. O título do CD é 'Stoned on Music', que significa 'chapado na música'".

Leia a entrevista completa neste link.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Statik Majik"


Statik Majik: A coleção de vinis do baterista Luis CarlosStatik Majik
A coleção de vinis do baterista Luis Carlos

Regis Tadeu: 5 álbuns de metal nacional que merecem a sua atençãoRegis Tadeu
5 álbuns de metal nacional que merecem a sua atenção


De AC/DC a ZZ Top: Origens dos nomes de bandas e artistas de rockDe AC/DC a ZZ Top
Origens dos nomes de bandas e artistas de rock

Zakk Wylde: cinco momentos insanos do guitarristaZakk Wylde
Cinco momentos insanos do guitarrista


Sobre Rafael Tavares

Nascido em 1987, descobri o rock and roll já cedo, aos 6 anos de idade, quando ouvi "I Don't Care About You" com o Guns N' Roses em algum momento de 1993. De lá pra cá minha paixão pela música pesada e, especialmente pelo Guns N' Roses (que estará para sempre marcado em minha pele, alma e coração) cresceu exponencialmente. Sebastian Bach me fez querer virar cantor e o resto é história. Produtor fonográfico, formado em Letras e professor. Tão diversificado quanto o Rock and Roll, essa é minha vida, esse é meu clube. =D

Mais informações sobre Rafael Tavares

Mais matérias de Rafael Tavares no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL