Makila Crowley: Entrevistas e galeria do fotógrafo de Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Clóvis Eduardo
Enviar correções  |  Ver Acessos

A banda que você mais gosta veio ao Brasil fazer shows, mas você não pode ir? Isso realmente corta o coração de qualquer fã de Metal. No entanto, pode ter certeza que em um ou dois dias, as melhores imagens deste espetáculo que você perdeu estarão espalhadas pela internet, mais precisamente, no site do Makila Crowley. Na bem da verdade, o endereço eletrônico já se tornou uma referência para os amantes da música pesada de todo o país, inclusive do exterior, já que nele são postadas belos momentos dos nossos ídolos nos palcos.

Rob Halford: "Talvez eu seja o único Gay vocalista de Metal"Jason Newsted: revelando porque ele deixou o Metallica

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Lenoar Monrroe Buzzi, ou se preferir, Makila, é formado em Administração e trabalha com publicidade na cidade de Blumenau (SC). Apaixonado por metal, vai a shows atrás de boas imagens para disponibilizar gratuitamente no site e claro, de uma festa bacana. Nesta entrevista, ele nos conta como foi o início deste verdadeiro hobby, como é se infiltrar no eixo Rio-São, as excursões e como ele se tornou um dos mais respeitados fotógrafos de metal do país.

Ah, ao terminar de ler, não deixe de dar uma passada no www.makilacrowley.com.br e ver as principais fotos dos shows de metal que passaram pelo país nos últimos anos.

Um dia fotografa pedaços de chocolate e deliciosos pratos da alta culinária para anúncios publicitários. No outro, estrelas do Heavy Metal mundial. Como surgiu a idéia deste trabalho que todo fã de rock gostaria de ter?

Primeiro agradeço a você Clóvis e ao Whiplash! Pela oportunidade de estar aqui. Sei que tem coisas muito melhores para a galera ler, mas é legal por mostrar que existem outros sites além dos focados em notícias sobre rock. Tudo surgiu em 2001 quando a banda Angra veio fazer uma apresentação na minha cidade (Blumenau), na época eu já tinha o site, apenas em fases de teste e fotografar o Angra e colocar uma centena de fotos para que o pessoal que foi no show pudesse ter de lembrança me pareceu uma boa idéia.

Mestre UDO e Makila
Mestre UDO e Makila

Quais as principais bandas do Brasil e do mundo que já fotografou?

Já fotografei muitas bandas, entre as maiores ou mais conhecidas podemos citar: Angra, Sepultura, Shaman, Krisiun, Korzus, isso falando das que tem grande destaque nacional, fora uma centena de bandas que estão na luta. Entre as internacionais: Scorpions, Blaze Bayley, Blind Guardian, Nightwish, Primal Fear, Hammerfall, Helloween, Edguy, Nazareth, U.D.O., Gamma-Ray, W.A.S.P., Deep Purple, DIO, Alice Cooper, Exodus, Glenn Hughes, Symphony X e se der certo Iron Maiden.

Qual equipamento tem utilizado atualmente? Dá pra contar quanto investiu?

Agora finalmente troquei minha Sony F-828 (8.0) por uma Canon 40D (10.1). Não gosto de falar em valores, mas pelo modelo da máquina qualquer um pode achar na internet. No meu estúdio gastei quase o equivalente a um carro 1.0 básico. É pouco comparando com grandes estúdios profissionais, mas é muito se analisar que eu não tenho carro.

Alice Cooper
Alice Cooper

Shows de metal são uma doideira, geralmente com muito empurra-empurra. Como fazer quando não há áreas específicas para o trabalho? Dá pra subir no palco?

Em shows grandes geralmente tem a área reservada pra imprensa, que fica entre o palco e a galera, o chamado "chiqueirinho". Subir no palco de bandas de fora só se você tem alguma amizade com alguém da produção. Fora isso o negócio é pedir licença e se enfiar no meio da galera mesmo pra tentar fazer uma boa imagem.

Mas as bandas nem sempre são muito receptivas com a imprensa ou com os fotógrafos. Há quem coloque restrições na hora de fazer as imagens?

Geralmente nos shows internacionais podemos ficar na frente do palco três músicas, depois temos que sair e procurar outros lugares. No show do U.D.O. (2004) fiquei praticamente sozinho o show todo na frente do palco fotografando. Hoje todo mundo pode entrar com máquina/celular e fotografar suas bandas preferidas. Acho ridículo que em alguns shows vetem isso, em algumas casas de show de São Paulo isso ainda acontece, um tanto quanto antiquada essa atitude. Eu poderia dizer que pra mim seria uma ótima, já que muito mais pessoas entrariam no site para procurar as fotos, mas como já estive do outro lado da grade sei como é ficar "puto" por não pode entrar com a máquina fotográfica.

Aliás, pouquíssima gente no Brasil faz um trabalho sério com fotografia de eventos de metal. É uma atividade que pode crescer?

A fotografia de eventos cresce bastante, existe muito site aparecendo, alguns são criados apenas para que os integrantes possam entrar de graça e curtir as baladas. Alguns realmente fazem um trabalho excelente, mas muitas vezes acabam não resistindo à falta de apoio, já que manter um site em provedor pago com grana do próprio bolso um dia cansa.

After Forever no Live n'Louder
After Forever no Live n'Louder

Hoje em dia está muito fácil ter uma máquina fotográfica digital ou até mesmo um celular com câmera embutida. A fotografia de um modo geral está se popularizando ou já está em um passo adiante?

A fotografia já é coisa comum entre qualquer família, o brasileiro já tem aquela mania de "querer aparecer", e aqui a fotografia só tem a continuar crescendo, pois todo mundo gosta de guardar os momentos especiais para poder recordar.

As máquinas analógicas, ainda são vistas nos shows?

Dificilmente vejo isso em shows, já vi um fotógrafo em Curitiba com uma máquina de filme, mas usava por que curtia, um daqueles que ainda resistem a trocar de vez o filme pelo digital. Só corrigindo as máquinas antigas são mecânicas e não analógicas, e as fotos eram (ou ainda são) feitas por processos químicos.

Dio em alta performance
Dio em alta performance

Indica algum tipo de equipamento para os headbangers que querem fazer boas fotos sem pagar muito?

Apesar de eu ter trocado a minha Sony por uma Canon, eu recomendo as máquinas série H da Sony, pode parecer esquisito indicar uma máquina de marca diferente da qual estou usando agora, mas usei Sony cinco anos fazendo fotos de diversos tipos e é um equipamento em que pude confiar. Mas existem diversas máquinas pequenas que fazem ótimas fotos. A única dica é: fujam de marcas pouco conhecidas ou preço muitos baratos. Uma máquina 6.0 de marca conhecida com certeza terá uma imagem melhor que outra de igual "potência" e marca desconhecida.

Shows de Heavy Metal costumam ser muito agitados. Alguma vez teve o equipamento danificado?

Nunca tive problemas em show, o máximo são esbarrões, cabelos na lente, nada que um pano não dê jeito. Mas muita gente já me conhece e respeita o meu trabalho e sempre colabora.

Há quem diga que 90% da composição de uma boa foto é luz. O pessoal da iluminação dos shows, principalmente os internacionais, tem feito o seu papel? Efeitos de palco como fumaça ou pirotecnia atrapalham?

Cara fumaça é pra "foder", ninguém merece, mas já aprendi a lidar com ela. A luz varia de show pra show. Os gringos recebem um equipamento melhor e em maior quantidade e consequentemente mais luz. Mas muitas vezes você consegue fazer uma boa foto com pouca luz. Em shows underground eu sou muito cara de pau e peço pro pessoal da iluminação iluminar mais ali ou lá. Muitas vezes eles ajudam.

Exodus sem meias palavras
Exodus sem meias palavras

A atividade é rentável financeiramente? Consegue dinheiro fazendo ou vendendo as fotos?

Se eu vivesse de fotos de metal com certeza estaria morto. O que mantém o site é meu trabalho com fotos de publicidade. Agora que montei meu estúdio estou fazendo fotos para bandas, promo, CDs etc. Não é muita coisa, mas já é um começo.

Você conhece outros sites exclusivos para fotos Heavy Metal no mundo?

Achei um site uma vez na Europa, o cara era muito bom e como eu só fazia fotos de metal, mas com o passar do tempo o site ficou sem atualização e desde 2005 não foi mais atualizado, outro que deve ter desistido pela falta de apoio.

Cara, tem alguma foto em especial que acha a mais bonita? Aquela que não consegue parar de olhar?

A melhor foto é a que eu ainda estou para fazer, sempre que faço uma foto que considero perfeita logo em seguida penso em fazer outra melhor.

Scorpions de passagem pelo Brasil em 2006
Scorpions de passagem pelo Brasil em 2006

Qual a banda mais legal no palco? Há muito estrelismo no metal mundial?

Existem muitas bandas legais de se fotografar, as melhores são aquelas que os integrantes fazem caretas ou brincadeiras entre si, isso rende boas fotos. Estrelismo sempre há, mas houve casos de banda que vi mais de uma vez em que da primeira vez achei uns cuzões de frescos, e nas outras estavam muito receptivos. Acho que tudo vai do stress, de como as coisas estão acontecendo na turnê, preparativos, essas coisas. Se as coisas não estão correndo conforme o planejado é claro que os caras ficarão de mau humor. Acontece com todo mundo, penso que sendo ídolos teriam que conseguir separar as coisas, mas somos todos humanos.

E qual aquela que já trabalhou e nunca mais vai querer ver ou ouvir falar?

Poderia citar várias, pela frescura como tratam os fãs ou qualquer outro motivo. Mas não sou de perder tempo com isso. O que passou, passou.

Quais bandas ainda pretende ver e é claro, fotografar, mas que ainda não teve oportunidade?

Gostaria muito de ver as bandas que comecei a escutar quando era adolescente. Citando algumas: Dokken, Mötley Crüe, Van Halen, Ozzy, Metallica, Quiet Riot (agora impossível depois da morte do Kevin) e mais algumas dezenas.

Os shows pelo Brasil
Os shows pelo Brasil

Vem aí mais uma turnê gigantesca do Iron Maiden no Brasil. Veremos fotos tuas dos saltos do Bruce Dickinson ou das estripulias do Janick Gers?

Se eu conseguir credencial, estou me preparando para fazer 9gb de fotos, todas em alta resolução, serão quase 2.000 fotos. Claro que não colocarei todas no site, mas colocarei uma centena com certeza.

Inclusive uma terceira data foi marcada para Curitiba, bem mais conveniente para o pessoal do sul do país. Quanto antes você já tinha conhecimento desta nova data? O site oficial da banda anunciou só a partir de dezembro de 2007.

Fiquei sabendo desta data no começo de novembro, a princípio fiquei relutante em divulgar, pois poderiam cancelar como aconteceu no começo do ano e eu quebraria a cara de novo. Mas divulguei sem muito alarde, principalmente para que o pessoal de Curitiba não acabasse comprando ingressos em SP e jogando dinheiro fora, já que havia a possibilidade de um show em casa. Pode apostar que foram 3 semanas muito longas até a data entrar no site oficial.

Os brasileiros têm tido um pouco de dificuldade neste tipo de shows. Ingressos caros e eventos até mesmo em dias de semana. Com o passar dos anos você tem visto as casas de show mais cheias ou vazias? O público tem mudado?

Shows dias de semana realmente são péssimos. Para quem mora em SP tudo bem, seria como ir a um bar e tomar umas geladas com os amigos. Agora imagine nós de Santa Catarina, enfrentando 10h de viagem e perdendo quase dois dias de trabalho. Estou desistindo de levar excursões para SP e RS dia de semana justamente pela falta de procura. Os ingressos em alguns shows realmente estão caríssimos, "enfiam a faca com cabo e tudo". Acho que os eventos estão mais ou menos iguais há anos anteriores. A facilidade da internet ajuda e atrapalha. Atrapalha, pois muita gente prefere ficar em casa vendo Gugu ou Faustão e baixando CDs e DVDs e depois saem na rua com sua camiseta se dizendo headbangers. Ajuda pelo fato da informação chegar fácil em qualquer lugar. Acessando um site que tenha uma boa agenda de show você fica por dentro de tudo que está para rolar.

Primal Fear
Primal Fear

Ao lado do Ricardo Zupa, você foi o fotógrafo oficial do Live n'Louder de 2006. Imagino que neste tipo de festival as coisas ficam bem mais complexas e cansativas.

Esse evento foi um passo a frente na minha carreira, ser escolhido para trabalhar junto com o Zupa foi uma honra, ainda mais eu sendo de fora de SP. A correria realmente foi grande, outro fotógrafo que estava com a gente foi o Pepe Brandão, juntos tiramos algumas milhares de fotos. O problema nesse tipo de evento é que as fotos têm que sair perfeitas, então você acaba curtindo muito pouco do show, pois tem que tentar mostrar o evento de todos os ângulos possíveis..

Teu site tem conseguido boa visitação, inclusive de outros países. As fotos são livres para download?

Realmente no último ano crescemos bastante, temos uma média de 90 países que acessam o site mensalmente. É uma das facilidades da fotografia já que existe muito pouca coisa para ser ler. E sim, as fotos sempre foram livres para download. Agora com a máquina nova aumentei o tamanho delas, basicamente da pra imprimir em tamanho 10x15 com uma qualidade razoável.

Gamma Ray
Gamma Ray

Já aconteceu de apanhar ou levou esporro de seguranças ou roadies?

Nunca apanhei de ninguém, até porque se bater levou. Mas eu respeito o trabalho dos seguranças e roadies, eles estão fazendo o trabalho deles. Alguns fazem mais alarde que o necessário, mas o negócio é cada um respeitar o outro.

Tem alguma foto engraçada ou que deixou o músico em uma situação esquisita?

Já peguei gente trocando de roupa, fumando um cigarro do mal, mas nada comprometedor.

E qual o músico mais "poser" que já viu?

Já vi muita coisa, mas o David Lee Roth indo para o palco do Live N' Louder cercado por uns 15 seguranças pra ninguém chegar perto foi o cúmulo.

Para encerrar: um showzaço de Heavy Metal ou um anúncio com modelos de lingerie. Sem pensar em questão financeira, qual preferiria fotografar?

Cara, metal é minha vida e minha paixão, espero poder envelhecer escutando e tirando fotos de metal, então nesse exato momento optaria pela foto com modelos de lingerie, tenho que aproveitar que o bicho ainda não nega fogo (risos). Mas falando sério o show estaria em primeiro lugar já que as fotos das modelos eu poderia remarcar pra qualquer outro dia, e já o show seria único e com certeza eu me arrependeria muito se a banda acabasse e eu não tivesse visto o show.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Entrevistas

Rob Halford: Talvez eu seja o único Gay vocalista de MetalRob Halford
"Talvez eu seja o único Gay vocalista de Metal"

Jason Newsted: revelando porque ele deixou o MetallicaJason Newsted
Revelando porque ele deixou o Metallica


Sobre Clóvis Eduardo

Clóvis Eduardo Cuco é catarinense, jornalista e metaleiro.

Mais matérias de Clóvis Eduardo no Whiplash.Net.

adGoo336