At The Gates: Tomas Lindberg fala sobre reunião

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Carlos Almeida, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

A gravadora Earache recentemente conversou com o vocalista Tomas Lindberg, que falou sobre a reunião do lendário AT THE GATES.

5000 acessosAnette Olzon: "Eu fui demitida exatamente como Tarja também foi"5000 acessosGaleria - Tatuagens em homenagem ao Iron Maiden (I)

Você diria que a reunião do AT THE GATES era, de muitas formas inevitável, já que a banda terminou originalmente de forma tão abrupta, e com um certo grau de ressentimento?

Tomas: "Essa é a idéia toda por trás da volta, dar para a banda uma real sensação de término. A banda era simplesmente muito boa para se extinguir como fez, sem que muitas pessoas que tenham a chance de vê-la ao vivo. Além disso, essa é nossa chance de terminar tudo isso de uma forma melhor pessoalmente também".

O que você espera atingir/provar com a reunião - por que alguém deveria se importar com uma banda que lançou seu último álbum 12 anos atrás?

Tomas: "Eu acho que a reação sobre esses shows de reunião fala por si só... mas, eu acho que o que separa essa de muitas outras reuniões que têm ocorrido por aí é que todos nós ficamos ativos desde a separação em projetos diferentes e assim por diante; nós não perdemos o contato com a cena e nós não ficamos antiquados, chatos e velhos..."

Quem fez a primeira sugestão séria para uma reunião e qual a dificuldade de convencer todos os membros a participarem dela? E sobre os membros das outras bandas existentes como o THE HAUNTED e o THE GREAT DECEIVER - eles apóiam e entendem a decisão de reavivar o AT THE GATES?

Tomas: "Isto é algo que nós ficamos conversando 'em off' durante algum tempo, nós estávamos todos interessados em fazer isso direito, então pra dizer... no final era tudo uma questão de escolher a hora certa, de forma que os projetos mais atuais em que estamos envolvidos não seriam tão afetados. Como há um tempo limite para esta reunião, ela realmente não afetará tanto as outras bandas; talvez elas até mesmo ganhem mais atenção".

Você pode nos falar dos preparativos até aqui — a banda já ensaiou toda junta e que tipo de set list tem você em mente?

Tomas: "A banda está programada para começar os ensaios no começo do próximo ano. Nós queremos um set list que inclua material de todos os nossos álbuns e fazer todos os nossos fãs ao redor do mundo felizes. Uma boa diversidade é importante".

Há rumores freqüentes de que haverá uma turnê juntando o AT THE GATES e o CARCASS no próximo verão Norte-Americano. Você poderia confirmar ou negar isso?

Tomas: "Eu não tenho nenhum comentário sobre essa questão".

Vocês já anunciaram três shows. Quantos shows vocês estão planejando fazer realisticamente, e serão apenas shows em festivais? Seria muita coisa esperar uma turnê mundial em 2008?

Tomas: "Nós estamos focando principalmente festivais. Não haverá uma turnê mundial completa. Mas os EUA talvez tenham um itinerário diferente".

Houve qualquer tentativa séria de reformar a banda no passado, e nesse caso o que impediu disso acontecer até agora?

Tomas: "Nunca foi tão sério quanto agora. É tudo uma questão de regular as coisas no tempo certo".

Você poderia apontar o porquê exatamente da reputação do AT THE GATES ter resistido durante a última década, apesar da inatividade da banda?

Tomas: "A qualidade da música, suponho".

Claro que todo mundo quer saber sobre a possibilidade de um álbum novo. Eu sei que vocês têm pensamentos diferentes quanto a isso. Você poderia explicar suas restrições sobre escreverem juntos novamente?

Tomas: "Nenhum álbum novo será gravado. O legado do 'Slaughter Of The Soul' permanecerá intacto. Seria divertido escrevermos algo juntos novamente, mas não sob o nome AT THE GATES".

Você obviamente dedicou uma grande parte da sua vida para a música, passando por momentos bons e ruins. Que lições você aprendeu sobre estar em bandas e fazer música através dos anos, e tendo o benefício do amadurecimento, você faria algo diferente se tivesse a chance?

Tomas: "Eu não faria nada diferente, porque todas as lições foram válidas".

A entrevista completa (em inglês) pode ser conferida no link abaixo.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "At The Gates"

Metal RulesMetal Rules
Site lista os 5 melhores álbuns de reestréia

Já tem 20 anos!Já tem 20 anos!
Os dez melhores álbuns de metal de 1995

HailMetal.comHailMetal.com
Os cinqüenta melhores álbuns de Death Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "At The Gates"

Anette OlzonAnette Olzon
"Eu fui demitida exatamente como Tarja também foi"

TatuagensTatuagens
Homenagens à banda Iron Maiden na pele dos fãs

SlipknotSlipknot
"Pastor" detecta mensagens subliminares nas capas

5000 acessosAs regras do Black Metal5000 acessosMetallica: corrigindo a injustiça contra Jason Newsted5000 acessosCannibal Corpse: este cara é muito mais fanático que você3210 acessosIron Maiden: cerveja Trooper em latão de 500ml5000 acessosHall Of Fame: 500 Músicas Que Marcaram o Rock and Roll5000 acessosArch Enemy: "nós não queremos ser o próximo Metallica"

Sobre Carlos Almeida

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Carlos Almeida no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online