Matérias Mais Lidas

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemIggor Cavalera diz que reunião da formação clássica do Sepultura seria incrível, mas...

imagemTravis Barker, do Blink-182, é hospitalizado às pressas e filha pede orações

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"

imagemQuando Jimi Hendrix chamou Eric Clapton para subir no palco e afinar sua guitarra

imagemJoão Gordo diz que não torce pela seleção brasileira de futebol

imagemVeja diz que David Coverdale só passa vergonha nas redes sociais

imagemCinco nomes do heavy metal que já gravaram músicas do ABBA

imagemCuecão de couro: Rob Halford posa com suas "great balls of fire" em camarim

imagemAvenged Sevenfold e o álbum do Guns N' Roses que deveria ser mais valorizado

imagemKerry King explica por que não assumiu o posto de guitarrista do Megadeth

imagemMike Portnoy e a música do Rush que virou um grande sucesso do Guns N' Roses

imagemEdu Falaschi descobriu que seu primo famoso tem mais seguidores que ele no Instagram

imagemO clássico dos Paralamas que Gilberto Gil escreveu a letra e ditou pelo telefone

imagemMick Jagger diz que sente muito a falta do baterista Charlie Watts


Jeff Scott Soto: comentários sobre a sua saída do Journey

Por Bruno Gomes
Fonte: Blabbermouth
Em 14/09/07

O vocalista Jeff Scott Soto (ex-YNGWIE J. MALMSTEEN, JOURNEY, TALISMAN) conversou em setembro de 2007 com a "The Classic Metal Show" sobre sua saída do JOURNEY.

The Classic Metal Show: Nós lemos em uma nota que você foi dispensado do JOURNEY porque a banda queria voltar ao seu som antigo. O que disseram a você quando o dispensaram da banda?

Jeff Scott Soto: "Na verdade eu não posso aprofundar-me no que aconteceu porque há coisas pendentes aqui e acolá, mas o que posso afirmar é que realmente não me disseram nada. Eu não posso envolver-me em algum tipo de problema ao dizer que o fato verdadeiro é que eu não falo com os caras da banda desde o último show que fizemos juntos, que foi na Virginia em 12 de maio. Depois do show eu fui para a Europa para começar a turnê de despedida do TALISMAN. Como eu disse, eu não tenho falado com ninguém da banda desde aquele dia. Ninguém se importou em me ligar e tudo foi feito através dos empresários. Talvez eles sentiram que eu gostaria de discutir o assunto e não havia qualquer argumento deles. A única coisa que eu acho que aconteceu é exatamente o que você falou. A nota diz exatamente isso. Eles sentiram que necessitavam de alguém que pudesse viver o legado deles e cantar o seu repertório da maneira que os fãs esperam. Eu honestamente não percebi nada errado quando estava tocando com eles. Como você disse, nós estávamos detonando. Cada show foi matador. Chegou ao ponto que o DEF LEPPARD teve que abrir o jogo. Eles subiram lá e disseram: 'caras, eles tocaram antes de nós. Nós não podemos vacilar'. Cada noite eles estavam afinadíssimos, porque eles perceberam que se eles vacilassem por 2 segundos, todos diriam para voltarmos. Foi uma boa e saudável competição entre as duas bandas e Deus os abençoe por isso. Nós estamos envelhecendo mas nós nos sentíamos como garotos novamente indo lá e fazendo grandes shows".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

The Classic Metal Show: Você não tem que responder isso, mas eu soube que você tinha ouvido que não fazia mais parte do JOURNEY muito antes do acontecido.

Jeff Scott Soto: "Bem… sim. Eu preferiria não me aprofundar nisso. Basicamente diria 'sim', mas para as outras coisas eu preferiria não dizer nada. Eu não quero falar mal de ninguém. Eu me senti ferido sendo dispensado da maneira que fui. Eu me sentia bem naquela banda. Eu sempre tive um grande respeito por eles e eu estava muito feliz por estar lá. Eu estava ansioso por uma boa e frutífera carreira com a banda. É por isso que me senti magoado em ser dispensado, mas eu não sentarei aqui e falarei mal de ninguém. É hora de prosseguir e espero que eles também continuem em frente. É assim que eu vejo tudo".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O áudio da entrevista pode ser conferido neste link.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Jeff Scott Soto: memórias ruins de quando cantou para Malmsteen



Sobre Bruno Gomes

Colaborador sem descrição cadastrada.

Mais matérias de Bruno Gomes.