Motorhead: 20 coisas que você provavelmente não sabia

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Caio Ramalho, Fonte: Loudwire, Tradução
Enviar Correções  

Foi uma estrada longa, e muitas vezes traiçoeira. É justo dizer que os velhos guerreiros do Heavy Metal, MOTORHEAD, são mundialmente reconhecidos por suas incomparáveis contribuições para a história do Metal. Liderados e eternizados desde 1975 pelo incansável Ian "Lemmy" Kilmister, o MOTORHEAD fez mais shows, gravou mais álbuns, e consumiu mais drogas do que praticamente todas as bandas da história... E na maior parte da carreira a banda só tinha 3 membros! Então nada mais justo uma banda com tanta história receber essa pequena compilação com 20 coisas que você provavelmente não sabia sobre eles.

Vocalistas: as vozes mais agudas do Metal segundo o Noisecreep

Angra: banda errou na escolha de Fabio Lione?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

1) "Motorhead" não foi apenas a primeira música escrita por Lemmy para sua banda homônima, mas também foi sua última música escrita em sua velha banda, HAWKWIND. Ela apareceu como B-side do single "Kings of Speed" de 1975.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

2) Quando ele mesmo não ficava em cima do palco, Lemmy trabalhava em backstage, incluindo bicos de roadie no final dos anos 60 para Emerson Lake & Palmer e carregar equipamentos para o JIMI HENDRIX EXPERIENCE.

3) "Overkill", álbum de 1979 que lançou o MOTORHEAD ao sucesso mundial, teve sua famosa capa criada pelo artista JOE PETAGNO, que conseguiu terminá-la em menos de 2 apressadas semanas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

4) Apesar de seu famoso e excessivo consumo de drogas, Lemmy escreveu a música "Dead Men Tell No Tales" (Homens mortos não contam histórias) sobre o produtor do album "Bomber", Jimmy Miller, que estava lutando contra o vício em heroína durante as gravações.

5) Quando a mais icônica música do MOTORHEAD, "Ace of Spades" foi adaptada para o jogo "Rock Band 2", a letra foi alterada para refletir a imortalidade de Lemmy: "I don't want to live forever... But, apparently I am." (Eu não quero viver para sempre... Mas, aparentemente eu vou). (Momento 1:28 do vídeo)

6) O lendário baterista do MOTORHEAD Philthy 'Animal' Taylor era tão sem noção que uma vez ele ignorou seu pescoço quebrado (sustentado por uma rotina de bebedeira, é claro) e continuou seguindo a turnê da época. Hoje ele tem um caroço do tamanho de uma laranja atrás do pescoço como uma doce lembrança desses momentos.

7) A música "Dancing on Your Grave" ajudou a banda de Heavy Metal mais famosa do Brasil a escolher seu nome. Depois de traduzirem o título da música, eles gostaram de como "Grave" ficou em português: SEPULTURA.

8) Lemmy não se machucou durante a produção do famoso clipe "Killed by Death": um dublê foi contratado para dirigir aquela Harley Davidson atravessando as paredes e saindo do cemitério. Não que nada disso importe, só precisávamos de uma desculpa para assistir esse vídeo sensacional!

9) A experiência militar de Michael 'Wurzel' Burston (RIP), que se juntou à banda em 1984, contribuiu para o fascínio de Lemmy no assunto tanto quanto pela sua maneira de tocar guitarra.

10) Phil Campbell, que junto com 'Wurzel', transformou o MOTORHEAD num quarteto, é um dos guitarristas mais famosos do País de Gales, tendo tocado numa das bandas de N.W.O.B.H.M (New Wave of British Heavy Metal) mais famosas do país, o Persian Risk.

11) O trem demoníaco na capa do álbum "Orgasmatron" reflete o nome original desse álbum, "Ridin' With the Driver" (algo como "Correndo com o Motorista).

12) O famoso parceiro dos RAMONES, Ed Stasium, foi chamado para produzir o álbum '1916', mas acabou sendo demitido depois de Lemmy tê-lo visto adicionando percussões latinas na música 'Going to Brazil', sem avisar a banda.

13) "You Better Run" (É Melhor Você Correr) do álbum de 1992, "March or Die", foi regravado como "You Better Swim" (É Melhor Você Nadar) para um episódio do desenho "Bob Esponja Calça Quadrada".

14) Durante 4 álbuns, desde "Bastards" de 1993, até "Snake Bite Love", de 1998, o produtor da banda foi Howard Benson, conhecido por trabalhar com bandas do século XXI como PAPA ROACH e THEORY OF A DEADMAN.

15) Mikkey Dee é de longe o baterista mais duradouro do MOTORHEAD, e a maioria dos fãs sabe que ele é sueco. Mas você sabia de sua orgulhosa ascendência grega? Fato que explica seu nome completo: Micael Kiriakos Delaoglou.

16) Em outubro de 2001, o MOTORHEAD fez uma pequena participação no "Drew Carey Show"*, tocando uma música chamada "Sorry".

*Drew Carey Show foi um seriado americano transmitido pelo canal ABC de 1995 a 2004.

17) "Inferno", álbum de 2004, conta com a participação do guitarrista STEVE VAI, que toca nas músicas "Terminal Show", e "Down On Me".

18) O brasão estampado na capa do álbum "Motorizer" retrata Os Três Leões da Inglaterra (para Lemmy), as Três Coroas da Suécia (Para Mikkey Dee) e o Dragão Vermelho de Gales (para Phil Campbell), e por último, mas não menos importante, o amável mascote da banda, Snaggletooth.

19) E falando nesse famoso mascote, ele esteve ausente em apenas dois dos vinte e um álbuns de estúdio da banda: o não oficial 'On Parole' de 1976, e no 'Overnight Sensation' de 1996. Até mesmo na capa do 'Ace of Spades' ele pode ser visto nas fivelas dos cintos e nos broches das jaquetas.

20) Acidentalmente, Ian Kilmister ganhou seu apelido, Lemmy (abreviação para Lend me, "me empreste"), por ficar insistindo aos outros que lhe emprestassem dinheiro. Em outras palavras, "Lemmy a few bucks" (Me empreste uns trocados).

Se você conhece algum fato curioso ou obscuro sobre o MOTORHEAD, compartilhe nos comentários!




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Vocalistas: as vozes mais agudas do Metal segundo o NoisecreepVocalistas
As vozes mais agudas do Metal segundo o Noisecreep

Angra: banda errou na escolha de Fabio Lione?Angra
Banda errou na escolha de Fabio Lione?


Sobre Caio Ramalho

20 anos, headbanger, açougueiro, tradutor e estudante de Letras na FFLCH, USP. Estuda língua e cultura chinesas, domina a língua inglesa, e anseia pelo dia em que os trabalhos tradutológicos paguem suas dívidas. Eterno adorador de video-games, filmes, Rock n' Roll, Country, poesia e cerveja.

Mais matérias de Caio Ramalho no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280 GooInArt