Megadeth: fundindo a arrogância de Mustaine em Vic Rattlehead

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Marcelo Araújo, Fonte: Ogro do Metal
Enviar correções  |  Comentários  | 

O artista americano Edward J. Repka, bastante conhecido por criar capas para os álbuns do Megadeth,Venom, Uncle Slam, Death, entre outras, revelou em uma entrevista para o site FigmentNews no ano de 2010, a origem do mascote Vic Rattlehead, além de eleger as melhores capas que estampam a sua arte. Confira.

1715 acessosMegadeth: "A Tout Le Monde" foi inspirada nos Beatles5000 acessosMegadeth: Dave explica por que não tocar "The Conjuring"

FN: Você provavelmente é mais conhecido por seu trabalho com a banda Megadeth. Como é que esse relacionamento começou?

Ed: Eu estava trabalhando como freelancer para os selos Combat/Relativity records e o Megadeth estava preparando o álbum “Peace Sells... But Who's Buying?”. Me disseram que Dave [Mustaine] viu o meu trabalho no boxset do Venom ("Here Lies Venom" - primeiro trabalho de Ed Repka no cenário Metal e que hoje se tornou um item valioso para colecionadores) e pediu para que eu fizesse a arte da capa.

FN: É verdade que Dave Mustaine desenhou o projeto original para o mascote da banda "Vic Rattlehead"?

Ed: Pelo que entendi, Dave Mustaine obteve de Sean Smithson, um artista fã da banda, uma versão (não remunerada e sem créditos) do personagem com base na letra de “Skull Beneath the Skin”. Eles me mostraram uma foto de Vic em uma camiseta, e era um desenho muito bruto, bem básico mesmo. Eu suponho que este foi o trabalho de Sean. Tomei como base esse modelo e redesenhei o personagem dando-lhe os meus traços. Adicionei ganchos na boca, tampões nos ouvidos e um visor de aço rebitado em seus olhos. Eu até tentei infundir um pouco da arrogância de Dave Mustaine na linguagem corporal de Vic. Dave gostou da minha ilustração e queria que eu fizesse todas as suas capas a partir de então, declarando que foi na capa de “Peace Sells... But Who´s Buying?” que, pela primeira vez, Vic se tornou um personagem real dotado de personalidade.

FN: Quais das capas que você desenhou são as suas preferidas? Por quê?

Ed: Uma das minhas capas favoritas é “When God Dies” do Uncle Slam. Foi a última capa que eu desenhei nos velhos tempos e realmente representa o tipo de trabalho que eu gosto de fazer. Tecnicamente, tudo funcionou perfeitamente: o esquema de cores, a grande imagem icónica, o conceito, o equilíbrio da pintura à mão e a aerografia. Ela representa para mim um final apropriado de uma era.

Do meu trabalho recente, a que eu realmente gosto é “The Pre-Fix for Death” do rapper Necro. Esta imagem precisava ser criada em um curto espaço de tempo e eu apenas tinha um título, sem nenhum conceito pra servir de parâmetro. Eu trouxe um conceito, projetando algo que eu poderia fazer no tempo permitido, e se tornou rapidamente uma imagem icônica igual a de “Peace Sells... But Who's Buying?”. Eu tenho visto muitas pessoas com tatuagens dessa arte em todas as partes de seus corpos.

Veja abaixo uma lista de belas capas feitas por Repka, incluindo as quatro citadas na matéria.

1- Here Lies Venom - Venom (1985)
2- Peace Sells... But Who's Buying? – Megadeth (1986)
3- Rust in Peace – Megadeth (1990)
4- When God Dies – Uncle Slam (1995)
5- The Pre-Fix for Death – Necro (2004)
6- Breaking the Wheel – Eliminator (2008)
7-Full Speed Metal - Untimely Demise (2009)
8- The End of Tomorrow - Ravage (2009)
9- Fairytale of Perversion - Exeloume (2011)
10- Fast Loud Death - Lost Society (2013)

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 11 de setembro de 2014

MegadethMegadeth
"A Tout Le Monde" foi inspirada nos Beatles

54 acessosEm 23/09/1990: Megadeth lança "Holy Wars... The Punishment Due"1863 acessosMegadeth: The System Has Failed, o álbum esquecido890 acessosSummer Breeze 2017: Megadeth, Korn, Obituary, Amon Amarth e outros0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1986

Dave MustaineDave Mustaine
As teorias conspiratórias que ele apoia

Dave MustaineDave Mustaine
O que ele pensa de quem o chama de "bundão"

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"0 acessosTodas as matérias sobre "Venom"

Dave MustaineDave Mustaine
"Joguei dois feitiços em pessoas, ambos funcionaram!"

Fascínio pelo terrorFascínio pelo terror
Cinco bandas que dão medo

Sharon OsbourneSharon Osbourne
"Ela é a mais maléfica mulher que eu já conheci!"

5000 acessosExemplos: 10 músicos com deficiências ou problemas de saúde5000 acessosBlender: as letras mais repulsivas do Heavy Metal5000 acessosMegadeth: as pérolas mais polêmicas ditas por Mustaine5000 acessosEvanescence: Amy Lee anuncia novo álbum - mas não exatamente...5000 acessosIron Maiden: pastor evangélico tem 172 tatuagens da banda5000 acessosDesfalque: quando a falta de um membro original faz toda a diferença

Sobre Marcelo Araújo

Carioca da gema e fanático por música de qualidade, aprendeu a gostar de Rock aos 10 anos de idade por causa de bandas como Scorpions, Led Zeppelin e Guns N’ Roses. A maior decepção foi ver uma de suas bandas preferidas, o Bon Jovi, mudar completamente de estilo e se tornar uma coisa bem chatinha de uns tempos pra cá, algo classificado como uma mistura de Sertanejo Universitário com Pop. Das bandas mais recentes, curte bastante Alter Bridge e Unisonic. Adora tudo relacionado com as curiosidades por trás das canções, álbuns e bandas, sempre escrevendo matérias a respeito desses fatos no blog Ogro do Metal.

Mais matérias de Marcelo Araújo no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online