Cobras, Galinhas e Espíritos: os pesadelos de Alice Cooper

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Giovanni G. Melo, Fonte: Squidoo Alice Cooper, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Chegando 12 horas antes a um encontro com Frank Zappa

Depois de tocar em um show no outrora famoso Whiskey-a-Gogo em Los Angeles, a banda foi abordada pelo manager, Shep Gordon. Foi Shep quem os levou a uma audição com Frank Zappa. O grupo achou que o teste seria às 07:00 da manhã (quando na verdade seria às 07:00 da noite) e apareceu na casa de Frank em traje de gala da época. Frank se mostrou tão surpreso que uma banda estaria pronta para tocar tão cedo que assinou com eles um contrato de três álbuns.

Outdoor erótico em homenagem à Inglaterra

Quando Alice Cooper fez sua primeira turnê na Inglaterra, alguns membros do Parlamento britânico queriam banir o grupo. Quando finalmente pôs os pés naquele país, Alice disse "olá" da sua própria maneira. Seu caminhão foi apreendido durante a hora do rush. O engraçado eram os outdoors em ambos os lados do caminhão, cuja fotografia era de Cooper vestindo nada além de uma jibóia.

A cobra que fugiu pela privada

Alice Cooper e banda estavam tocando em um show em Knoxville, no Tennessee, quando sua serpente desapareceu. Alice havia deixado a cobra no banheiro do hotel durante a noite e de manhã ela havia ido embora. A banda contatou a gerência para informar o sumiço do réptil. A equipe procurou a cobra, mas não conseguiu localizá-la. A banda então continuou a turnê. Cerca de duas semanas depois, a cobra foi encontrada. Aparentemente, ela se escondeu no encanamento do banheiro.

A morte viajando ao lado de Alice Cooper

Enquanto viajava para a Inglaterra, no avião, Alice sentou-se ao lado de uma senhora idosa que vinha de Beirute. A senhora, que Alice estimou que tivesse cerca de 85 anos, disse que iria dormir até que o avião pousasse. Alice ficou mais do que feliz em concordar. Após o desembarque, o vocalista tentou acordar a senhora e descobriu que ela estava morta. O corpo foi removido do avião e Alice foi questionado sobre o que tinha acontecido. Depois de ouvir a história, as pessoas disseram "uau" e então foram checar por buracos na garganta da senhora.

O nome sugerido por um espírito

Rumores sempre cercaram a banda. Uma das histórias mais debatidas é sobre porque sua banda tem seu nome. Uma versão diz que o nome foi escolhido através de um tabuleiro Ouija. Aparentemente, o nome foi mostrado a eles e então o tabuleiro Ouija passou a informação de que Vincent era, na verdade, uma reencarnação de uma bruxa que viveu no século 17. O nome da bruxa era Alice Cooper. Outra versão diz que eles escolheram o nome porque ele tem a imagem de uma "garota linda e generosa com um machado cravado nas costas". Uma outra versão diz que é uma paródia sobre os quadrinhos Archie. Alice Cooper seria o nome da mãe de Betty. Ainda está em debate sobre qual destas histórias é verdadeira.

A cobra que comeu mais do que devia

Uma outra história famosa sobre uma das serpentes de Alice envolve uma almofada de aquecimento [répteis costumam ter uma em seu terrário]. Um rato foi dado à cobra para que ela se alimentasse mas, ao que parece, a cobra não se contentou apenas com o bicho. Ela comeu o rato, fios de aquecimento, almofada e tudo. Imediatamente a banda foi atrás de um veterinário para examinar o réptil. O veterinário disse que foi "o mais surpreendente raio-x" que ele já tinha feito. Mas tudo terminou bem, o veterinário conseguiu remover a almofada e Alice conseguiu outro réptil emprestado até que sua cobra se recuperasse.

O famoso incidente da galinha

Uma outra história que circula sobre Alice Cooper é sobre o incidente da galinha. A banda estava em Toronto, no Canadá, tocando com John Lennon e Yoko Ono no Peace Festival. Uma galinha entrou no palco de alguma forma. Alice, que é de Detroit, não tinha idéia que uma galinha não podia voar. Ele jogou a ave para o público, imaginando que ela iria voar para longe, mas ao invés disso ela caiu e foi morta. Os jornais publicaram que Alice tinha mordido a cabeça da galinha e bebido seu sangue. Ao saber deste incidente, Frank Zappa chamou a banda para se informar sobre a história. Alice negou o que os jornais disseram. Uma celebridade que levou o incidente a sério foi Pete Townsend do THE WHO, cuja letra de "Put the Money Down" menciona o ocorrido ("there are bands killing chicken").

A cobra... sempre a cobra...

Alice Cooper aprendeu com o tempo que, se você trabalhar com répteis, coisas estranhas acontecem. Enquanto se apresentava no House of Blues em Los Angeles a cobra sujou todo o palco. Todo o palco. Alice estava no meio da canção e não havia nada que ele pudesse fazer. A platéia estava dando gargalhadas e a cobra apenas continuava. Quando o réptil saiu, havia material por todo o palco e em Alice. Ele teve que terminar o show tentando não vomitar.



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção CuriosidadesTodas as matérias sobre "Alice Cooper"


Banda de abertura: para quem seu grupo favorito abria shows?Banda de abertura
Para quem seu grupo favorito abria shows?

Hollywood Vampires: Johnny Depp é um rockstar, garante Alice CooperHollywood Vampires
"Johnny Depp é um rockstar", garante Alice Cooper


Prostitutas: As mais famosas e devassas do cenário Rock - Parte 1Prostitutas
As mais famosas e devassas do cenário Rock - Parte 1

Quatro filhos: rockabilly, pop rock, prog rock e hard rockQuatro filhos
Rockabilly, pop rock, prog rock e hard rock


Sobre Paulo Giovanni G. Melo

Mineiro de Belo Horizonte. Fã de Hard Rock e Heavy Metal, especialmente a partir dos anos 80, não dispensa um disco ao vivo destes estilos. Entre várias de suas bandas preferidas estão Ratt, Aerosmith, Buckcherry, The Cult, Whitesnake, Whitecross, Guns N' Roses e Motley Crue.

Mais matérias de Paulo Giovanni G. Melo no Whiplash.Net.

adWhipDin