Matérias Mais Lidas

imagemFilho de Trujillo fez guitarra na "Master of Puppets" que toca em Stranger Things

imagemMetallica em "Stranger Things" deixa fãs preocupados com a "popularização" da banda

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemSummer Breeze Open Air Brasil acontece em abril de 2023 em São Paulo

imagemLady Gaga: "o Iron Maiden mudou a minha vida!"

imagemPink Floyd: Suas 10 músicas mais subvalorizadas, segundo a What Culture

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemO álbum do The Who que Roger Daltrey achou "uma m*rda completa

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemMorre aos 43 anos Andrew LaBarre, ex-guitarrista e vocalista da banda Impaled

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal


Stamp

Brujeria: bruxaria, assassinatos no México e tráfico?

Por Rafael Celso Pereira
Fonte: Revista Top Rock 1993
Em 19/10/12

Imagine você, nos início dos anos 90, muito antes que se pudesse ter qualquer informação sobre qualquer artista como é hoje com a internet, muitos antes da imagem associada ao medo e a influência do lado obscuro do Metal ter se tornado mais "POP" quando o Marilyn Manson aparecia na MTV e antes mesmo do Slipknot e suas máscaras aguçarem a imaginação dos fãs de filmes do Stephen King. A falta de boa informação influenciou na forma que nós aprendemos a gostar de música, e em particular de bandas com histórias tão absurdas e associadas a cultos de bruxaria e facções criminosas como é o caso do Brujeria. Era uma época em que os mitos sobre as bandas ganhavam grandes proporções e tudo o que sabíamos a respeito das bandas era por revistas especializadas que juntamente com as gravadoras influenciavam na divulgação de mitos e histórias por ajudarem na vendas de discos.

Leiam essa matéria extraída da revista Top Rock de 1993 e você vai entender qual foi a primeira imagem que tive de uma das mais conhecidas bandas de Grindcore mundial que é o Brujeria:

BRUJERIA

Em um dos massacres mais horríveis da história mexicana, mais de vinte pessoas foram encontradas brutalmente assassinadas na pequena Matamorros no México. Entre as vítimas estavam vários moradores da cidade, além de um grupo de quatro universitários americanos que foram declarados desaparecidos pouco tempo depois. Todos os corpos estavam esquartejados e os quatro americanos foram decapitados. A polícia mexicana começou a investigar mas só tem uma pista - escrito em sangue perto da cena do massacre estava a palavra BRUJERIA.

A antiga arte da Brujeria (Bruxaria, ou Magia Negra) é uma das religiões mais poderosas e misteriosas conhecidas pelo homem. Nascida em tempos remotos, Brujeria é o satanismo em sua forma mais pura - a crença e prática devotada ao lorde das trevas e todo o seu poder. Um dos fatos mais fortes desta religião é como os seguidores mantém em segredo rituais e cerimônias eternas.

Praticado ao redor do mundo todo esta religião se deu melhor com pessoas de descendência latina. Cultuada no Caribe e até em certas partes dos EUA, Brujeria é muito conhecida ao redor do México sendo algumas das pessoas mais religiosas do mundo moram nesse país.

A nacionalidade mexicana, como muitas nacionalidades mundiais, sempre teve um respeito pelo desconhecido e sabedoria das forças ocultas que nos rodeiam diariamente, então parece lógico o fato de algumas histórias favoritas do Brujeria venha desta área tão rica em surpestição e crença.

A lenda por trás dos notórios traficantes de drogas conhecidos por Brujeria é muito surpreendente. Construindo uma reputação de psicopatas satânicos, estre grupo homicida fez parte da história de centenas de mortes ao redor do México e de muitas outras no oeste dos EUA. Os sete homens que formam o alto escalão da Brujeria são conhecidos só entre grupos especiais e nunca ninguém sobreviveu para dizer quem são.

Uma união de fugitivos das mais duras penitenciárias do México, Brujeria se transformou num dos maiores pesadelos dos Federales. Responsáveis pela morte de mais de 100 policiais mexicanos, eles se transformaram em parte predominante nas pequenas cidades que formam o interior mexicano.

Pouco é conhecido sobre sua origem verdadeira - algumas pessoas dizem que se juntaram na cadeia, outros acreditam que todos são possuídos por demônios e foram concebidos na terra para matar e destruir.

O único rastro que o Brujeria deixou é o de violência. Este grupo conseguiu se estabelecer como uma organização de traficantes muito lucrativa que não pode ser parada e é conhecida pela quantia de drogas que taficou. Levar "ilegais" para os EUA, também se tornou um passatempo lucrativo para este grupo de vilões que não tem restrições quando se trata de poder e dinheiro.

Durante os anos em que este grupo de foras da lei aumentou seu poder, um desafio continuou a lhes interessar. Há muito tempo o Brujeria admira o cenário de metal underground e querem dominá-lo da mesma forma que fizeram dos EUA e México seu próprio terreno. Estes monstros não tem o mínimo interesse em sucesso comercial, sua intenção é espalhar a palavra do satã e suas opiniões extremamente doentias e perversas.

Isso que você acabou de ler nada mais é que parte de um release distribuído pela gravadora para a imprensa mundial.

Incrível deste Death Metal feito por pessoas que fazem questão de permanecer incógnitas até mesmo para o próprio staff da gravadora.

As letras em espanhol são doentias e satânicas e o modo como são cantadas reforça ainda mais a veia do mal que rola pelos sulcos do vinil.

Depois do lançamento do seu segundo 7" single, Machetazos, o Brujeria conseguiu um contrato de gravação com o selo Roadrunner. O contrato foi assinado depois de uma série de encontros secretos entre os membros da banda e um representante do selo, Monte Conner. Conner teve seus olhos vendados e foi levado a vários lugares secretos para que ele e o Brujeria pudessem resolver os assuntos do contrato - mais tarde Conner admitiu que em certos instantes durante a conversa sentiu medo de perder sua vida, mas queria ter certeza de pegar esta banda antes que sua música poderosa e suja se esvaísse fora do cenário underground.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Airbourne 2022

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Nick Barker declara: "Tocar Thrash Metal no Brasil é uma coisa meio louca"

Brujeria: bruxaria, assassinatos no México e tráfico?

Brujeria: O tão falado show da "favela" carioca

Câncer na língua: entenda a doença de Bruce Dickinson