Antes da fama: o que alguns astros do Rock faziam?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por João Renato Alves, Fonte: Blog Van do Halen
Enviar correções  |  Comentários  | 

O Noisecreep conversou em setembro de 2011 com alguns músicos famosos da cena Heavy e perguntou: Qual o pior trabalho que tiveram antes da fama?

5000 acessosGuitarristas: 15 músicos que provavelmente você não conhece5000 acessosRoqueiros conservadores: a direita do rock na revista Veja

Frank Bello (Anthrax): “Meu pior trabalho foi de garçom. Ralava por umas gorjetas. Por isso sei o quanto tenho sorte em levar a vida como músico. Sou muito grato por isso”.

Sebastian Bach: Paisagista. Fiz isso por duas semanas antes de ser demitido por cantar muito alto no trabalho! É verdade”.

Rudy Sarzo (Quiet Riot, Ozzy Osbourne, Dio Whitesnake): “Era 1976 e tinha acabado de chegar em Los Angeles. Estava procurando por um trabalho de meio turno no jornal e vi um que consistia em vender serviço de fotos de bebês de porta em porta. Peguei a vaga. Basicamente tinha que bater nas casas, dizer quem eu era, falar que nossa equipe de fotógrafos estaria ali no sábado para fotografar. Bastava a pessoa pagar com cinco dólares. Tive várias portas batidas na cara, até que uma moça me deu o dinheiro, que era suficiente para pegar um ônibus e voltar para casa. Nem preciso dizer que foi meu primeiro e último dia no pior trabalho que já tive”.

Danko Jones (Danko Jones): “Trabalhei em uma loja de artigos eróticos em Toronto. Achei que era o emprego dos sonhos. No primeiro dia, uma garota muito gostosa apareceu para ver uns brinquedinhos. Achei que era só o começo, mas estava errado. Nos dez meses seguintes, só apareciam perdedores sujos e fedidos. Saí no Halloween. Ainda bem que consegui enterrar a maioria das memórias ruins e ainda aprecio pornografia”.

Christofer Johnsson (Therion): “Meu único trabalho foi em uma serigrafia por dois anos. Fazia de tudo, menos o que importava. Era pesado ficar carregando coisas e lidando com os gases das máquinas. Era feliz por ter um emprego regular e aprendi a valorizar o fato de, desde 1992, viver de música”.

Russell Allen (Symphony X): “Trabalhei em um fliperama. Vendia fichas, limpava as máquinas e o que as pessoas derrubavam de doces e refrigerantes. Achei que ia ser legal, pois adorava games. Mas não podíamos jogar, então virava uma tortura. Nem preciso dizer que fui dispensado por jogar no horário de trabalho”.

Tobias Exxel (Edguy): “Meu pior trabalho foi ser guitarrista. Que horror! Às vezes tinha que tocar mais de duas notas ao mesmo tempo, chamavam isso de acorde. Depois, ainda tinha que fazer aquela coisa rápida e cheia de bends. Um dia, simplesmente tirei duas cordas e finalmente tudo ficou mais fácil e legal! Foi o começo de minha carreira no Edguy. O legal de tocar baixo é que sempre posso tomar umas duas cervejas a mais que os guitarristas antes do show”.

Glenn Five (Anvil): “Se tivesse que escolher apenas um, diria que foi em uma fábrica, com uma máquina que fazia peças de cadeiras de escritório. Minha função era retirar o excesso dos moldes. Era tedioso e a máquina não dava descanso. Sem contar que a temperatura no local chegava a 100 graus, pois eram 50 máquinas funcionando ao mesmo tempo, seis dias sem parar”.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 25 de novembro de 2012
Post de 23 de junho de 2014
Post de 30 de junho de 2014

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades

GuitarristasGuitarristas
15 músicos que certamente você não conhece

Roqueiros conservadoresRoqueiros conservadores
A direita do rock na revista Veja

LGBTLGBT
Confira alguns músicos que não são heterossexuais

5000 acessosTeoria da Conspiração: Slipknot troca membros em shows ao vivo?5000 acessosIron Maiden: Perguntas e respostas e curiosidades diversas5000 acessosBackmasking: Existem mensagens ao inverso em discos de rock?5000 acessosAngra: Kiko Loureiro demite empresário ao estilo Roberto Justus5000 acessosRock: as dez lendas mais macabras do gênero3937 acessosPra ouvir e discutir: os melhores discos lançados em 1998

Sobre João Renato Alves

27 anos, jornalista formado pela Universidade de Cruz Alta. Kissmaníaco inveterado, um verdadeiro apaixonado pela banda de Gene Simmons e Paul Stanley. Idolatra com quase a mesma paixão Queen, Van Halen e Black Sabbath. Aprecia desde o Rock dos anos 50 (Elvis, Little Richard, Chuck Berry, entre outros) e 60 (Beatles, Rolling Stones, The Who, Led Zeppelin...), Hard Rock dos 70's (AC/DC, Deep Purple, Alice Cooper...) e 80's (Mötley Crüe, Def Leppard, Europe, Talisman...), Metal Tradicional (Judas Priest, Dio, Ozzy...), NWOBHM (Iron Maiden, Saxon, Angel Witch...) e Thrash oitentista (Slayer, Destruction, Kreator...). Já teve um programa de rádio, chamado "Lavagem Cerebral", na Unicruz FM. Solteiro e seguidor das idéias de Gene Simmons em relação ao casamento.

Mais matérias de João Renato Alves no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online