Blondie: Debbie revela como escapou de assassino em série

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ana Therezo, Fonte: The Sun
Enviar correções  |  Ver Acessos


A vocalista do BLONDIE, Debbie Harry, revelou que quase entrou para a extensa lista de vítimas de Ted Bundy, no começo dos anos 70. Ela aceitou uma carona do assassino em série após tentar, sem sucesso, pegar um taxi para voltar pra casa.

Dream Theater: semelhanças na capa de álbum?Kurt Cobain: a teoria de assassinato do músico

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Naquela época era muito comum pegar carona", justificou Harry. Porém, ao entrar no carro, ela percebeu que estava numa situação estranha, já que a porta não tinha maçaneta por dentro. "Fiquei arrepiada. Abri a porta pelo lado de fora. Ele tentou me impedir movimentando o carro, mas isso só me ajudou a sair. Pouco depois eu o vi no noticiário. Ted Bundy".

O encontro quase fatal aconteceu na cidade de Nova Iorque, mas Debbie não quis revelar o local exato.

Ted Bundy foi eletrocutado pelo estado da Flórida, em 1989, por estuprar e matar mais de 30 mulheres entre 1974 e 1978.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção CuriosidadesTodas as matérias sobre "Polícia"Todas as matérias sobre "Blondie"


Amazonas: homem convencia garotas a fazer sexo para montar grupo de rockAmazonas
Homem convencia garotas a fazer sexo para montar grupo de rock

Keith Richards: A fama é mais assassina do que as drogasKeith Richards
"A fama é mais assassina do que as drogas"


Dream Theater: semelhanças na capa de álbum?Dream Theater
Semelhanças na capa de álbum?

Kurt Cobain: a teoria de assassinato do músicoKurt Cobain
A teoria de assassinato do músico


Sobre Ana Therezo

Engenheira, Escritora de Araque e, atualmente, moradora das planícies gélidas Canadenses. Fã de Rock em todas as suas vertentes, mas com tendências xiitas ao Heavy Metal, ganhou seu primeiro bolachão - No Rest for the Wicked, em 1988. Vinte e poucos anos depois e, contrariando aqueles que acreditam que o gosto musical muda com o passar do tempo, continua escutando Ozzy, AC/DC, Deep Purple e afins. Colaboradora e leitora do Whiplash! desde que o site tinha caveirinhas na página principal, e que a lista dos melhores guitarristas de todos os tempos era o assunto da vez.

Mais matérias de Ana Therezo no Whiplash.Net.

Goo336x280