Breaking Benjamin: o retorno definitivo com seu disco mais pesado

Resenha - Ember - Breaking Benjamin

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por George Ramos
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

O Breaking Benjamin passou quase seis anos em hiato até que em 2015 o vocalista Ben Burnley conseguiu reformular a banda com novos membros. Dessa reformulação surgiu o álbum Dark Before Dawn que foi lançado naquele mesmo ano e reunia composições antigas de Ben que posteriormente foram gravadas pela nova formação. Dark Before Dawn apesar de ter contado com contribuições dos membros novos na composição de uma ou duas faixas não teve participação ativa dos mesmos.

Breaking Benjamin: veja performance acústica em hospital infantilBullet For My Valentine: Baterista conta o inferno que é abrir para o Iron Maiden

Já em "Ember" que foi lançado ano passado houve contribuição ativa de todos os membros. O resultado foi o disco com a sonoridade mais pesada lançado pela banda até o momento. Ben como sempre usou de toda a sua sensibilidade para escrever as letras que falam sobre sentimentos sombrios, perdas e frustrações. Na parte instrumental os guitarristas Keith Wallen e Jasen Rauch juntamente com o baixista Aaron Bruch e o baterista Shaun Foist, deram seu toque e não deixaram nada a desejar em relação aos discos da formação anterior da banda.

Os destaques do disco na minha opinião são: "Feed the Wolf", "Tourniquet", "The Dark of You", "Down", "Blood" e "Save Yourself".

Eu como fã da banda há praticamente dez anos não tenho do que reclamar, foram anos de espera por material novo, espera essa incerta pois não se sabia ao certo se a banda realmente retomaria as atividades. Por sorte, Ben após passar por problemas de saúde e disputas judiciais pelo direito de usar o nome da banda, conseguiu se reerguer e encontrou nos novos membros não só companheiros de banda mas amigos leais.

Formação:
Benjamin Burnley - Vocal e guitarra
Keith Wallen - Guitarra e backing vocal
Jasen Rauch - Guitarra
Aaron Bruch - Baixo e backing vocal
Shaun Foist - Bateria

Tracklist:
01. Lyra
02. Feed the Wolf
03. Red Cold River
04. Tourniquet
05. Psycho
06. The Dark of You
07. Down
08. Torn in Two
09. Blood
10. Save Yourself
11. Close Your Eyes
12. Vega


Outras resenhas de Ember - Breaking Benjamin

Breaking Benjamin: Mais um álbum fantástico para a contaBreaking Benjamin: O disco mais pesado da banda




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Breaking Benjamin"


Breaking Benjamin: veja performance acústica em hospital infantilBreaking Benjamin: álbum acústico terá participações de convidados

Star Wars: vocal do Breaking Benjamin destrói jogo no InstagramStar Wars
Vocal do Breaking Benjamin destrói jogo no Instagram


Bullet For My Valentine: Baterista conta o inferno que é abrir para o Iron MaidenBullet For My Valentine
Baterista conta o inferno que é abrir para o Iron Maiden

Polêmica: as músicas mais controversas da história do RockPolêmica
As músicas mais controversas da história do Rock

A importância da revista Playboy na vida de alguns rockstarsA importância da revista Playboy na vida de alguns rockstars
A importância da revista Playboy na vida de alguns rockstars

Metallica, Guns, Slipknot, Kiss: tombos, erros e fatos engraçadosBruce Dickinson: "O Iron Maiden é melhor que o Metallica"Steel Panther: "acho que as brasileiras têm cheiro de manga!"Ronnie James Dio: as 10 melhores músicas da carreira do vocalista

Sobre George Ramos

Fã de heavy metal e outros estilos. Apaixonado por bateria. Bandas favoritas: Avenged Sevenfold, Breaking Benjamin, Volbeat, Five Finger Death Punch, Hangar e Hibria.

Mais matérias de George Ramos no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336