publicidade

COB e Amorphis: Duas representativas bandas finlandesas num split EP

Resenha - Tales From Lake Bodom - Children of Bodom/Amorphis

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Cunha
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

A lenda do death metal melódico Children of Bodom promove sua nova produção I Worship Chaos, enquanto o ícone do metal progressivo Amorphis destaca o lançamento de seu álbum Under the Red Cloud. O antigo álbum é muito bom, enquanto o último é excelente e só posso recomendar a aquisição de ambos. No entanto, os fãs com orçamentos menores têm uma boa ideia do tipo de música que essas duas bandas representam enquanto que os colecionadores verão como uma boa oportunidade de obter um material raro e exclusivo.

Kryour: prestando tributo ao Children of Bodom em vídeo ao vivoEsquisitices: algumas exigências bizarras para shows

Coube ao Bodum introduzir este split, que começa com Suicide Bomber retirado do lançamento de I Child Worship Chaos, Música na qual as seções instrumentais são melancólicas e permeadas por climas de mistério e melodias saudosistas que encontram passagens mais rápidas e vocais agressivos. A versão ao vivo de Halo of Blood foi gravada ao vivo no Summer Breeze Open Air 2014 e é exclusiva para este lançamento. Esta versão ao vivo tem ainda mais impacto do que a versão de estúdio e é uma das músicas mais rápidas e sinistras da banda, lembrando os efeitos sonoros melódicos do black metal. Para este que vos escreve, esta música soa como a face mais séria da banda. Banda que sempre teve a capacidade de fazer covers apropriando-se das canções alheias como se fossem suas, como é o caso Black Winter Day, sua versão para o clássico do Amorphis.

Já o Amorphis, em vez de oferecer uma música do seu disco mais recente à época, inicia sua parte com uma faixa rara das sessões de gravação do disco Circle (2013) chamada '' Illusion. Assim, além dos fãs de primeira hora, muitas pessoas podem não estar familiarizadas com essa música, que eu considero uma das mais duras do Amorphis. Os vocais carismáticos de Tomi Joutsen alternam-se entre ferozes rosnados no estilo black metal e urros poderosos de death metal que confluem com vocais limpos numa grande demonstração de versatilidade. A segunda faixa é uma versão ao vivo de Hopeless Days, que foi o primeiro single de Circle. Esta versão foi gravada na edição de 2013 do famoso Loud Park Festival e todo o conserto foi incluído como um disco bônus na edição limitada japonesa do álbum Under the Red Cloud. Um dos discos ao vivo mais poderoso que eu já tive a oportunidade de ouvi. Essa música em particular é uma excelente representação dos incríveis shows ao vivo da banda. Esta versão é tão forte que você simplesmente não consegue ficar alheio enquanto a ouve.

Para efeito do split, foi acordado que cada banda fizesse um cover da outra, então, a música escolhida pelo Amorphis foi Every Time I Die, exclusiva para este split. A versão do Amorphis é um pouco mais lenta, mais melódica e ainda mais atmosférica do que as faixas originais. Os urros death metal de Tomi Joutsen adicionam exaltam de uma forma sombria a faixa, que é sublinhada por sons de teclado progressivos que lembram os sons do rock progressivo dos anos setenta. Amorphis conseguiu apropriar-se de uma música alheia como se sua fosse, e, eu pessoalmente gosto mais desta sua interpretação.

Para concluir, este split-album é altamente recomendado para fãs de ambas as bandas. As músicas do estúdio são, no mínimo, sólidas; as versões cover são executadas com maestria e respeito genuíno e as músicas ao vivo são, na verdade, os destaques legítimos do disco em questão. Essas duas bandas se complementam perfeitamente e parecem ter toneladas de respeito uma pela outra. Este lançamento prova que a Finlândia é um dos maiores nomes em relação a produção de música pesada de qualidade do mundo. Disco altamente recomendado para fãs de metal em geral.

Tracklist:
CHILDREN OF BODOM
1. Suicide Bomber (taken from album "I Worship Chaos")
2. Halo Of Blood (live at Summer Breeze 2014)
3. Black Winter Day (Amorphis Cover)

AMORPHIS
4. Illusion (taken from album "Circle")
5. Hopeless Days (live at Loudpark 2013)
6. Every Time I Die (Children Of Bodom Cover)

Nota: 10.

Referências: Encyclopaedia Metallum

Bodum:

Amorphis:




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Children Of Bodom"Todas as matérias sobre "Amorphis"


Kryour: prestando tributo ao Children of Bodom em vídeo ao vivoChidlren Of Bodom: um caminhão carregado de ódio

Children of Bodom: Alexi Laiho classifica álbuns da banda do pior ao melhorChildren of Bodom
Alexi Laiho classifica álbuns da banda do pior ao melhor

Os Headbangers não praticantesOs Headbangers não praticantes
Os Headbangers não praticantes

Alexi Laiho: Alexi Laiho
"aparentemente tive a clavícula quebrada por 10 anos", afirma Alexi Laiho


Esquisitices: algumas exigências bizarras para showsEsquisitices
Algumas exigências bizarras para shows

Led Zeppelin: Led Zeppelin
"Stairway To Heaven" vale mais de US$500 milhões?

Saúde: bater cabeça pode causar danos ao cérebroSaúde
Bater cabeça pode causar danos ao cérebro

Esquisitices: algumas exigências bizarras para showsLed Zeppelin: "Stairway To Heaven" vale mais de US$500 milhões?Iron Maiden: clássicos da banda em versões sinfônicasJudas Priest: Painkiller e seus diversos covers

Sobre Ricardo Cunha

Apaixonado por música e estudante de Filosofia, juntou os interesses para escrever principalmente sobre rock e metal.

Mais matérias de Ricardo Cunha no Whiplash.Net.

adGooILQ