Warcursed: mais Death do que Thrash no seu novo álbum

Resenha - Stages of Death - Warcursed

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fabio Pitombeira
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

Eu já acompanho a carreira destes batalhadores da WARCURSED desde os primórdios, e ver o nível que chegaram neste álbum é realmente gratificante. Em "Stages of Death" tudo é melhor, desde a parte gráfica, passando pela produção e os vocais do guitarrista Richard Senko, que aqui também assume essa função.

Polêmica: as músicas mais controversas da história do RockRolling Stones: as 10 melhores segundo a... Rolling Stone

O material possui sete faixas e uma hidden track bem inusitada e, também, não mencionada no encarte. Acho que estes caras vão ficar nos devendo explicações futuras. Prosseguindo, com arte de Marcelo Vasco (Slayer, Machine Head, Soulfly) o material já agrada num primeiro contato. A produção é impecável e, novamente, junto ao vocal mais gutural, deixaram o som da banda mais perto do Death Metal do que do Thrash, o que, particularmente, me agrada mais.

As faixas seguem uma história específica, relatando os estágios da morte de um personagem fictício, garantindo assim a obrigatoriedade da leitura das letras das músicas, para uma melhor compreensão e, por conseguinte, entendimento de tudo que eles se propõem neste disco. Como destaques, gostei bastante de "Rigor Mortis" e "Livor Mortis", mas não se engane, pois as músicas funcionam melhor numa audição na íntegra.

Mais um trabalho primoroso lançado e distribuído pelo pessoal da MS. Já está na minha lista de melhores lançamentos nacionais do ano! Corra atrás do seu, porque este aqui não deve absolutamente nada ao que é comumente lançado no exterior.

Eternal Hatred Records - 2017

Track List:
01. Pallor Mortis
02. Algor Mortis
03. Rigor Mortis
04. Livor Mortis
05. Putrefaction
06. Decomposition
07. Skeletonization
08. Stages Of Drunk (Bônus)
09. Splatter On The Road (Bônus)

Formação/Formation:
Richard Senko: vocalista e guitarrista/vocalista and guitarist
Eduardo Barros: guitarrista/guitarist
Marsell Senko: baterista/drummer




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Warcursed"


Metal Brazuca: algumas bandas que você precisa conhecerMetal Brazuca
Algumas bandas que você precisa conhecer


Polêmica: as músicas mais controversas da história do RockPolêmica
As músicas mais controversas da história do Rock

Rolling Stones: as 10 melhores segundo a... Rolling StoneRolling Stones
As 10 melhores segundo a... Rolling Stone

Megadeth: Pepeu Gomes comenta convite para tocar na bandaMegadeth
Pepeu Gomes comenta convite para tocar na banda

Punk Rock: seja feio, beba muito, e nunca penteie o cabeloPunk Rock
Seja feio, beba muito, e nunca penteie o cabelo

Fotos de Infância: Gene Simmons, do KissFotos de Infância
Gene Simmons, do Kiss

Vício: Phil Anselmo relata como é ser viciado em heroínaVício
Phil Anselmo relata como é ser viciado em heroína

Monsters of Rock: o que o festival nos ensina sobre preconceitoMonsters of Rock
O que o festival nos ensina sobre preconceito


Sobre Fabio Pitombeira

Trabalha desde 2002 com produção de shows em Teresina. Teve a oportunidade de trabalhar com grandes nomes do Heavy Metal e Rock and Roll como Paul Di Anno, Ira!, Hangar, Angra, Shaman, Andralls, Drowned, Clamus, Dark Season, Megahertz, Anno Zero Empty Grace, Mordydia, Káfila, entre outros.

Mais matérias de Fabio Pitombeira no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336