Marillion: Mais um grande registro dos ingleses

Resenha - Marbles in the Park - Marillion

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

O MARILLION já é um veterano da cena prog rock, com uma carreira consolidada, e aproveita o momento atual de sua carreira para lançar discos mais introspectivos, bem como vários registros ao vivo, como esse, um belíssimo CD duplo, com o show da banda realizado em 21 de março de 2015, na Holanda.

592 acessosRock Progressivo: a história completa em livro que chega em dezembro5000 acessosIron Maiden: como soa a voz de Bruce Dickinson isolada?

Com uma ótima qualidade sonora, graças à produção de Michael Hunter, temos aqui uma obra agradável e cativante, com o clima introspectivo acima citado permeando todo seu interregno, o mostrando que o tempo de estrada só fez bem à banda, que soube envelhecer com estilo e classe, mesmo sem a energia de outrora.

E como o nome do material sugere, temos aqui a execução do bom "Marbles", disco de 2004, na íntegra, o que a banda costuma fazer, no chamado "Marillion Weekend". Todas as faixas do trabalho são aqui apresentadas com perfeição, e apenas algumas alterações em arranjos, e que realmente deixaram tudo ainda melhor que nas originais.

A interação da banda com a platéia também contribui muito para isso, com um clima todo intimista e carregado de emoções positivas.

Além destas, há ainda algumas faixas de outros trabalhos da banda, como "Out of This World”, “King” e “Sound That Can’t Be Made”.

Destacam-se novamente, como vem sendo constante nos ao vivo mais recentes da banda, os excelentes vocais de Steve, que tem uma voz bem marcante, de timbre suave e cativante, tornando tudo ainda mais interessante.

Ou seja, trata-se de mais um grande registro dos ingleses, que não dão sinal de que a aposentadoria está próxima, para nossa alegria.

Marbles in the Park - Marillion
(2017 – Shinigami Records - Nacional)

- Steve Hogarth / vocals
- Mark Kelly / keyboards
- Pete Trewavas / bass
- Steve Rothery / guitars
- Ian Mosley / drums

Track List:

CD1:

1. The Invisible Man
2. Marbles I
3. Genie
4. Fantastic Place
5. The Only Unforgivable Thing
6. Marbles II
7. Ocean Cloud
8. Marbles III
9. The Damage

CD 2:

1. Don’t Hurt Yourself
2. You’re Gone
3. Angelina
4. Drilling Holes
5. Marbles IV
6. Neverland
7. Out of This World
8. King
9. Sound That Can’t Be Made

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Marbles in the Park - Marillion

481 acessosMarillion: mais um grande lançamento em DVD

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

592 acessosRock Progressivo: a história completa em livro que chega em dezembro342 acessosMarillion: unboxing da edição de luxo de "Misplaced Childhood"806 acessosMarillion: discografia comentada da banda484 acessosMarillion: mais um grande lançamento em DVD735 acessosMarillion: clássico de 1985 relançado em edição quíntupla0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Marillion"

Classic RockClassic Rock
Os 50 maiores álbuns de rock progressivo

Mike PortnoyMike Portnoy
Os dez melhores discos de rock progressivo

Iron MaidenIron Maiden
Conheça outras capas do criador de The Book Of Souls

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Marillion"

Iron MaidenIron Maiden
Como soa a voz de Bruce Dickinson isolada?

Tamanho é documento?Tamanho é documento?
Os Rock Stars mais altos e baixos

RushRush
A bizarra semelhança entre Geddy Lee e Marquito do Ratinho

5000 acessosRegis Tadeu: a tsunami de lixo musical da atual música brasileira5000 acessosDossiê Guns N' Roses: A versão de Slash para os fatos5000 acessosVelocidade: Top 10 de músicas de Metal para ser multado5000 acessosCorey Taylor: a geração atual é um bando de fedelhos5000 acessosKiss: 10 fatos loucos que você provavelmente não sabia5000 acessosPhil Anselmo: "sempre toquei guitarra nas bandas"

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online