RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemRoger Waters se defende, mas David Gilmour fica do lado da esposa e confirma tudo

imagemEm 1974, Raul Seixas explicava detalhes dos significados por trás da letra de "Gita"

imagemVeja o que esperar da turnê do Mayhem no Brasil

imagemQuem ganhou e quem devia ter ganhado o Grammy de metal desde 1989, segundo Loudwire

imagemRodinha de mosh gigantesca em show do System of a Down viraliza e impressiona

imagemJimmy Page diz não haver gênio no rock - mas um gênio fez ele se contradizer

imagemMegadeth é processado por artista que criou capa do último disco da banda

imagemO show do Engenheiros do Hawaii sem Humberto, que eles achavam que havia sido sequestrado

imagemO ponto fraco de Yngwie Malmsteen segundo Ronnie James Dio, em 1985

imagemAs 20 melhores músicas do Nightwish, em lista da Metal Hammer

imagemA reação de King Diamond ao ouvir Metallica tocando músicas do Mercyful Fate

imagemRússia pede para que Roger Waters fale com a ONU sobre a situação da Ucrânia

imagemPor que Herbert Vianna gosta muito do riff de “Eu Quero Ver o Oco” do Raimundos?

imagemBruce Dickinson explica como cuida de sua voz

imagemRoger Waters ataca a Ucrânia e é ofendido por esposa de David Gilmour


Stamp

Baroness: Excelente banda, excelente trabalho

Resenha - Purple - Baroness

Por Murilo Moneo
Postado em 03 de março de 2016

Para quem tem acompanhado o trabalho dos norte-americanos do Baroness, trata-se de uma evolução mais pesada e direta do antecessor "Yellow & Green".
.

Para quem nunca ouviu: invista um pouco de seu tempo, pois essa banda vale muito a pena, principalmente se você for fã de Mastodon, Red Fang e outras bandas de Stoner e Sludge.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

"Purple" é o primeiro álbum do Baroness depois do fatídico acidente de ônibus, ocorrido em agosto de 2012, que machucou nove pessoas e quase impossibilitou o guitarrista/vocalista John Baizley de seguir a cerreira musical.

Enfim, vamos falar das músicas...

A faixa que abre o álbum dita bem o que vem a seguir. "Morning Star" mescla momentos de complexidade e simplicidade com excelência. As faixas de guitarra parecem conversar entre si e enche o ouvinte de expectativa sobre o que vem a seguir.

A segunda faixa também chama bastante atenção. Guitarras coesas, bateria agressiva e vocais muito bem conduzidos por John Baizley.

publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |

O álbum segue com "Try to Disappear" e "Kerosene", que continuam com a boa pegada, sendo pesadas mas sem agredir os ouvidos.

"Fugue" é um interlúdio instrumental muito melódico e é bem interessante prestar atenção nas linhas de contrabaixo nessa faixa.

O destaque, na minha opinião, fica com "Chlorine & Wine". A faixa, com quase 7 minutos, mostra bastante influência do progressivo dos anos 70 e 80 e surpreende com o peso e a melodia dosados de maneira muito eficaz.

Em seguida temos "The Iron Bell" e "Desperation Burns", canções mais rápidas mas bem coesas, com linhas instrumentais bem diretas e com os excelentes vocais de Baizley.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"If I Have to Wake Up (Would You Stop the Rain?)" quebra um pouco a levada do álbum, sendo mais melódica e com uma sonoridade bem "setentista".

Por fim, fechamos com "Crossroads of Infinity", décima e última faixa do álbum, que não chega a ser uma música em si.

Concluindo...

Mais um excelente trabalho dessa banda que ainda não é muito conhecida aqui em terras tupiniquins. Vale muito a pena ouvir os trabalhos anteriores da banda, principalmente "Blue Record" de 2009 e o já citado "Yellow & Green" de 2012.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Artista: Baroness
Álbum: Purple
Data de lançamento: 18/12/2015

Baroness:
John Baizley - Vocais, Guitarra, Piano
Pete Adams - Guitarra, Vocais
Nick Jost - Baixo, Piano, Sintetizadores
Sebastian Thomson - Bateria

1. "Morningstar"
2. "Shock Me"
3. "Try to Disappear"
4. "Kerosene"
5. "Fugue"
6. "Chlorine & Wine"
7. "The Iron Bell"
8. "Desperation Burns"
9. "If I Have to Wake Up (Would You Stop the Rain?)"
10. "Crossroads of Infinity"

Espero que tenham gostado da resenha. Obrigado a todos!

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Def Leppard Motley Crue 2

Veja show completo do Baroness no Freak Valley Festival 2022

Collectors Room: os melhores discos de 2015 segundo o blog


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Murilo Moneo

Radialista, Psicanalista, fã de quadrinhos e aficionado por Rock and Roll.
Mais matérias de Murilo Moneo.