Vozes do Vício: assuntos inerentes às reflexões cotidianas

Resenha - Não Tenho Salvação - Vozes do Vício

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Danilo F. Nascimento
Enviar correções  |  Ver Acessos


Formada em 2013, a banda paulistana Vozes do Vício vêm provando que, diferentemente da maioria das bandas que representam o mainstream nacional, têm algo a dizer por intermédio das mensagens externadas em suas letras.

Inspiração: 30 canções (não somente rock) para mantê-lo motivadoEurope: toco de Lemmy, pito de Freddie, mijada com Axl Rose

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

As canções do grupo são norteadas por assuntos inerentes às reflexões cotidianas do dia-a-dia, abordando temas como protestos e amor. Tudo isto aliado a uma sonoridade que mescla, tanto o rock n' roll internacional, quanto o rock nacional que era produzido em meados dos anos 80.

A banda lançou oficialmente o seu primeiro trabalho em 02 de novembro, e no momento, encontra-se em meio à realização da turnê de divulgação do ep "Não Tenho Salvação".

O extended play da banda inicia-se com a interessante "É hora de acordar". A canção traz um instrumental coeso, repleto de bons riffs e uma boa dinâmica entre bateria e baixo, bem como, vocais de apoio competentes e um refrão certeiro.

O trabalho segue com a ótima "Brasil Plebeu", cujo cartão de visitas é um excelente riff inicial, dotado de um feeling que remete aos tempos áureos do blues. A letra em tom de protesto e lamentação dá um toque transcendente para a canção.

O ep encerra-se com a balada "Não Tenho Salvação". Com vocais menos agressivos, porém, não menos contundentes, a canção apresenta bons refrões, harmônicos e solos interessante e um excelente trabalho na cozinha, entre bateria e baixo, encerrando-se com um "grito de liberdade" empunhado por uma guitarra, com a promessa de que ainda há mais por vir.

EP "Não Tenho Salvação" - Vozes do Vício:

1-) É Hora de Acordar
2-) Brasil Plebeu
3-) Não Tenho Salvação

A Vozes do Vício é:

Renan Andrade - Voz
Marchioni - Guitarra
Alan - Guitarra
Caio Cruz - Baixo
Marcus - Bateria

Para mais informações:
http://www.vozesdovicio.com.br




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Vozes do Vício"


Inspiração: 30 canções (não somente rock) para mantê-lo motivadoInspiração
30 canções (não somente rock) para mantê-lo motivado

Europe: toco de Lemmy, pito de Freddie, mijada com Axl RoseEurope
Toco de Lemmy, pito de Freddie, mijada com Axl Rose


Sobre Danilo F. Nascimento

Administrador por casualidade. Músico por instinto. Escritor por devaneio. Fascinado por música, literatura e cinema. Seu primeiro contato com o mundo do rock data de meados dos anos 90, uma época de transição entre o analógico e o digital, e, principalmente, uma época onde a MTV ainda era aprazível e relevante. Idolatra e cultua o legado instituído pela maior banda de todos os tempos, o Queen.

Mais matérias de Danilo F. Nascimento no Whiplash.Net.

adGoo336