Pantáculo Místico: Música que não combina com um dia de sol

Resenha - Velado Por Entidades - Pantáculo Místico

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva
Enviar Correções  

8


"O engrandecimento do ser humano é a consagração de sua liberdade, através do seu avanço em luz, sabedoria, entendimento, conhecimento e poder". É o que podemos ler no encarte do EP "Velado Por Entidades", da banda cearense de Pagan Doom Metal PANTÁCULO MÍSTICO. E parte desse conhecimento, buscado com tanto afinco, pode ser vista nos cerca de vinte minutos em que os quatro sons ocupam o ambiente.

A primeira faixa, "Canalizando Energias nas Dimensões do Além", já faz aquilo que seu título propõe, canaliza energia da natureza para o vindouro espetáculo (ou talvez ritual de magia pagã fossem as palavras mais acertadas). Nas duas faixas seguintes, "União do 666-777 - A União do 13" e na faixa título, num clima de mistério e sombras, temos um duelo feroz das guitarras de Compta Septen e teclados de Tork Highill, criando coros e climas ou simplesmente despejando notas tristes como lágrimas. Os vocais de Lídio Barros com Cícero Rui, assim como a competente cozinha formada por Cícero Rui no baixo e Moisés Souza nas baquetas, com Leandro Rodrigues na guitarra base contribuem para criar o clima de mística escuridão, mas em harmonia com os elementos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mas é a quarta faixa, "Magnitude Oculta", que faz com que o EP do PANTÁCULO MÍSTICO seja um artefato imperdível. Um petardo de cerca de dez minutos concentrando peso, melodia que gruda na memória e, como era de se esperar, sem deixar de lado a penumbra. Uma faixa para ouvir mais e mais vezes. Já teci elogios à outra banda de Cícero Rui, TEMPUS EDAX RERUM. Os mesmos podem ser aplicados à PANTÁCULO MÍSTICO. A comunhão de teclados soturnos com guitarras pesadas e vocal gutural é sempre muito bem vinda.

O petardo foi gravado, mixado e masterizado no estúdio Ruído 111 por Paulo Eduardo e pela própria banda. As faixas "Magnitude Oculta", "União do 666-777" e "Velados por Entidades" já haviam aparecido na demo "Magnitude Oculta", gravada 15 anos antes e relançada recentemente. Penso se não seria interessante fazer dos dois petardos um só, como full-length regravando também a magistral faixa "Viagem Astral" e mantendo as versões originais no final do track list. De qualquer forma, o que tenho em mãos já é suficiente para uma boa viagem de metal que, embora extremo, é melódico e harmonioso, desde que não seja necessário esperar mais quinze anos por mais material desta banda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A música do PANTÁCULO MÍSTICO não combina com um dia de sol, não combina com um toque na praia. Combina com a solidão em um quarto escuro, ou com a escuridão de uma floresta, com o frio dos campos cheios de neve da península escandinava, ou quem sabe belga, de onde também vem bandas como ENTHRONED, ícone do black metal que faz show em Fortaleza com abertura pelo sexteto PANTÁCULO MÍSTICO. O curioso é que a banda é oriunda das terras quentes nordestinas, mas especificamente da capital cearense.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Track List

1. Canalizando Energias Nas Dimensões do Além
2. 666 + 777 - A União do Treze
3. Velado Por Entidades
4. Magnitude Oculta




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Treta: Zakk Wylde cuspiu cerveja em James Hetfield?Treta
Zakk Wylde cuspiu cerveja em James Hetfield?

Ozzy Osbourne: O Rio de Janeiro é uma porra duma merda!Ozzy Osbourne
"O Rio de Janeiro é uma porra duma merda!"


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Cli336 Goo728 Goo336 Cli336