Ted Nugent: O melhor disco de Rock que você ira ouvir este ano!

Resenha - Shut Up & Jam! - Ted Nugent

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Tony Velho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Após uma espera de sete anos, a lenda da guitarra e da AK-47, TED NUGENT, lança seu primeiro registro de estúdio desde "Love Grenade".

Ted Nugent: se Elvis ou Hendrix fossem caçadores ainda estariam vivosQuando shows dão errado: 25 apresentações desastrosas

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Simples, direto (a maioria das músicas não chega a três minutos de duração) e ultra-divertido, como todo disco de Rock 'N' Roll deveria ser, "Shut Up & Jam!" capta a melhor vibe que apenas Tio Ted consegue transmitir.

Acompanhado dos excelentes Greg Smith (baixo) e "Wild" Mick Brown (bateria), Nugent desfila com seu tradicional tom de voz super sincero, considerado por sua legião de haters (leia-se: militantes de grupos de esquerda, de grupos de direitos dos animais e outros alienados pela mídia que acreditam que Nugent realmente seja racista) como canastrão.

A parte lírica do álbum se resume em tudo aquilo o que você sempre poderá esperar vindo de Ted Nugent. Armas de fogo, caça, esperança, direitos e deveres, mulheres, churrascos e é claro... Rock 'N' Roll!

Os venenosos riffs bebem, como sempre, da eterna fonte da diversão da Soul Music, misturados ao mesmo tempo com a melancolia e a indignação do Blues. Uma mistura explosiva que resulta no som que domina durante todo álbum.

Os destaques são a faixa-título, cuja melodia faz qualquer um ter vontade de levantar, dançar e se divertir.

"She's Gone", que conta com SAMMY HAGAR dividindo o microfone com tio Ted.

"Everything Matters" com a presença de DEREK ST. HOLMES, vocalista original da banda de Nugent, responsável pela voz na eterna "Stranglehold".

"Never Stop Believing", faixa melódica, cujo o timbre da Gibson Byrdland, marca registrada do Nuge, nos faz lembrar da época dos Amboy Dukes. Não conheco outro guitarrista que saiba controlar e usar tão bem à seu favor o 'feedback' vindo de uma guitarra semi-acústica.

"Screaming Eagles" tem acordes 'funky' na melhor influência JAMES BROWN possível!

A pesada "Semper Fi" lembra JIMI HENDRIX, com seu som sujo e riffs matadores.

"Shut Up & Jam!" representa muito bem toda a carreira deste dinossauro e é ítem indispensável para quem curte o bom e velho, puro e mágico Rock 'N' Roll!

Tracklist:

01 - Shut Up & Jam!
02 - Fear Itself
03 - Everything Matters
04 - She's Gone
05 - Never Stop Believing
06 - I Still Believe!
07 - I Love My BBQ
08 - Throttledown
09 - Do Rags And A .45
10 - Screaming Eagles
11 - Semper Fi
12 - Trample The Weak, Hurdle The Dead
13 - Never Stop Believing (versão blues)
14 - Johnny B. Goode Forever (Bônus)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Ted Nugent"


Ted Nugent: se Elvis ou Hendrix fossem caçadores ainda estariam vivosTed Nugent
Se Elvis ou Hendrix fossem caçadores ainda estariam vivos

Ted Nugent: Para ele, Sebastian Bach é estúpido e inconsequenteTed Nugent
Para ele, Sebastian Bach é estúpido e inconsequente

Obama: astros do rock que não apoiam o presidenteObama
Astros do rock que não apoiam o presidente


Quando shows dão errado: 25 apresentações desastrosasQuando shows dão errado
25 apresentações desastrosas

Jimi Hendrix: 12 coisas que talvez você não saiba sobre eleJimi Hendrix
12 coisas que talvez você não saiba sobre ele


Sobre Tony Velho

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adGoo336