Accept: Em 1981, o caminho encontrado com o "Breaker"

Resenha - Breaker - Accept

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Johnny Paul Soares
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O Accept fixou seu estilo musical no topo da montanha com seu terceiro trabalho de estúdio, Breaker, lançado em 1981. Com os integrantes Udo Dirkschneider (vocal), Wolf Hoffmann e Jorg Fischer (guitarras), Peter Baltes (baixo e vocais) e Stefan Kauffmann (bateria) fartos de pessoas de fora interferirem na música da banda, e culminando com as tentativas frustrantes de vender os álbuns Accept (1979) e I'm A Rebel (1980), decidiram se isolar para fazerem um trabalho digno e consistente, e resultou em Breaker.
694 acessosAccept: Novo álbum será lançado em Agosto em festival5000 acessosTradução - Piece Of Mind - Iron Maiden

Considerando que o álbum foi gravado entre dezembro de 1980 e janeiro de 1981, é de se surpreender o que os caras fizeram e a influência matadora que teriam na música. Breaker serviu de ponte para a era de ouro que se seguiu nos anos seguintes.

O disco já abre com a paulada Starlight, com Udo atingindo incríveis notas e agudos. Já a rápida Breaker, diga-se de passagem, é uma amostra do que viria a ser o seu disco seguinte. Run If You Can vem em seguida fazendo ótima dobradinha com sua antecessora. Can't Stand The Night dá aquela pausa na loucura toda e baixa a poeira e, mesmo assim, é um dos pontos altos do disco. Son Of A Bitch foi composta pelos alemães depois de escutarem a namorada (na época) de Don Dokken, que estava no Delta Studios, dizer alguns palavrões em inglês, o que fez Hoffmann pensar que daria em música. Gravaram esse porrete avassalador de insultos e colocaram a letra censurada na contra-capa de propósito... e houve polêmicas.

Burning é aquele Rock N' Roll mesclado com Heavy Metal que faz até aquele que não gosta balançar a cabeça. Feelings (a minha preferida) levanta a bandeira do Rock em um refrão que diz que "é Rock para sempre e sempre". Midnight Highway é um rockaço a la AC/DC e mostra o quanto esta mesma banda tem influência no Accept. Breaking Up Again é uma balada cantada por Peter Baltes e torna a atmosfera mais calma para dar sequência à Down And Out, que nasce com a bateria de Stefan Kauffmann para dar o pontapé inicial nas guitarras ferozes de Jorg Fischer e Wolf Hoffman e fechar o disco com respeito.

O álbum foi gravado no Delta Studios, Wilster (Alemanha), lançado pelo selo Brain (Alemanha) e Reprise (Estados Unidos) com produção de Dirk Steffens.

Todas as músicas são assinadas pelos integrantes do Accept.

01 Starlight
02 Breaker
03 Run If You Can
04 Can't Stand the Night
05 Son of a Bitch
06 Burning
07 Feelings
08 Midnight Highway
09 Breaking Up Again
10 Down And Out

Créditos:

Udo Dirkschneider - Vocais
Wolf Hoffmann - Guitarras
Jörg Fischer - Guitarras
Peter Baltes - Baixo, vocal de apoio e vocal principal em "Breaking Up Again"
Stefan Kaufmann - Bateria e vocal de apoio

Dirk Steffens - Produção

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

WackenWacken
O lineup completo do festival

694 acessosAccept: Novo álbum será lançado em Agosto em festival1286 acessosAccept: novo álbum sai em agosto; banda fará show especial1587 acessosUDO: Lá e de volta uma última vez1543 acessosAccept: o melhor material ao vivo de sua carreira0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Accept"

Heavy MetalHeavy Metal
Manowar e outros entre as capas mais "de macho"

Hall Of ShameHall Of Shame
As melhores músicas ruins da história do Metal

Metal AlemãoMetal Alemão
About.com elege as melhores bandas

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Accept"

TraduçãoTradução
O clássico Piece Of Mind, do Iron Maiden

Angra e DetonatorAngra e Detonator
"Sem nenhuma dúvida, esse cara comprou a mídia!"

Hugo MariuttiHugo Mariutti
Indignado com piada sobre a realidade da cena metal no Brasil

5000 acessosAC/DC - o dia em que a comunidade do Rock 'n Roll ficou abalada5000 acessosGuns N' Roses: reunião quase fracassou antes de acontecer5000 acessosGuitarras: as piores cagadas de 2014 registradas em vídeo5000 acessosMegadeth: Dimebag Darrell quase foi guitarrista da banda4324 acessosIron Maiden: as músicas do "The Number", da pior para a melhor5000 acessosIron Maiden: Veja as primeiras imagens do Eddie da nova tour

Sobre Johnny Paul Soares

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online