Matérias Mais Lidas

Nightwish: Floor comenta saída de Marko e show interativo tocado em um banheiro verdeNightwish
Floor comenta saída de Marko e show interativo tocado em um "banheiro verde"

Miranda: por que não faz sentido roqueiro criticar funk, segundo saudoso produtorMiranda
Por que não faz sentido roqueiro criticar funk, segundo saudoso produtor

Rita Lee: internauta viraliza ao trazer Manu Gavassi como sua equivalência modernaRita Lee
Internauta viraliza ao trazer Manu Gavassi como sua equivalência moderna

1983: 15 grandes álbuns lançados no ano que o mundo conheceu o Metallica e o Slayer1983
15 grandes álbuns lançados no ano que o mundo conheceu o Metallica e o Slayer

João Gordo: ele diz não ser representante do metal e cita os verdadeirosJoão Gordo
Ele diz não ser representante do metal e cita os "verdadeiros"

Há quem goste: As 10 bandas mais odiadas do universoHá quem goste
As 10 bandas mais odiadas do universo

K.K. Downing: De onde o Iron Maiden tira tanta energia?K.K. Downing
"De onde o Iron Maiden tira tanta energia?"

David Coverdale: post em solidariedade ao Brasil após 500 mil mortes por Covid-19David Coverdale
Post em solidariedade ao Brasil após 500 mil mortes por Covid-19

Saúde: mais de 60% dos músicos sofrem de problemas mentaisSaúde
Mais de 60% dos músicos sofrem de problemas mentais

Metallica: a palavra mais presente nas letras da banda é...Metallica
A palavra mais presente nas letras da banda é...

Thrash metal: dez grandes álbuns do estilo que foram lançados em 1990Thrash metal
Dez grandes álbuns do estilo que foram lançados em 1990

Covers: nove versões inusitadas para clássicos da música pesada, em lista da KerrangCovers
Nove versões inusitadas para clássicos da música pesada, em lista da Kerrang

DJ Ashba: ele ficou milionário com o Guns N' Roses, e conta o segredoDJ Ashba
Ele ficou milionário com o Guns N' Roses, e conta o segredo

Darkthrone: Fenriz lista os 5 álbuns mais influentes do doom metalDarkthrone
Fenriz lista os 5 álbuns mais influentes do doom metal

Helloween: Comemorando três décadas de história em primeiro disco com nova formaçãoHelloween
Comemorando três décadas de história em primeiro disco com nova formação


Stamp
Pentral

Phil Anselmo: Álbum solo não é ruim, apenas não soa como ele

Resenha - Walk Through Exits Only - Phillip H.Anselmo and The Illegals

Por Thiago El Cid Cardim
Em 10/11/13

Confesso, como fã de Pantera, que este primeiríssimo disco-solo de Phil Anselmo, amparado pela banda The Illegals, me decepcionou um pouco. Não apenas à frente da banda que o tornou famoso, mas também no comando do Down e nas outras diversas bandas/projetos aos quais esteve ligado na última década, o cantor sempre exercitou a fina arte do peso e da selvageria com uma boa dose de groove, de ritmo, de melodia. Não é, nem de longe, o caso de "Walk Through Exits Only". Aqui, Anselmo amplia suas fronteiras metálicas, eleva o peso à décima potência e senta o braço, num caos sonoro que flerta com o que há de mais extremo no gênero, liberando raiva, selvageria e testosterona por todos os poros. O site Blabbermouth, considerado uma espécie de Bíblia do heavy metal, definiu a bolacha com precisão: "este é o álbum mais emputecido que alguém já lançou em muito tempo". Certíssimo.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Não me entendam mal: não apenas como fã, mas também como jornalista especializado em música, seria injusto exigir que o Anselmo lançasse um álbum que precisasse necessariamente soar como o Pantera. Não, eu não queria isso. Eu não esperava por isso. Assim como também não tenho rigorosamente nada contra vê-lo expandir seus horizontes, sobre tocar mais alto, mais forte, mais furioso, mais pesado. Gosto do sabor de novidade, de verdade. O que pra mim parece não funcionar em "Walk Through Exits Only" é que tamanha agressividade parece, em dados momentos, soar desconexa, quase como se estivesse atirando para todos os lados, sem saber direito o que fazer a não ser berrar mais e mais alto para atingir o primeiro alvo que vir pela frente. O álbum começa com a patada "Music Media Is My Whore", primeiro single, pura frustração em forma de canção numa verdadeira declaração de ódio, sem refrãos, ao atual momento da música, pasteurizada e industrializada. Bom momento – assim como é um ponto positivo a faixa de encerramento, "Irrelevant Walls and Computer Screens", que questiona as ondas de ataques anônimos e opiniões sem fundamento que o universo digital da internet e das redes sociais nos proporcionam. Lindo. Um pouco longa demais, é verdade. Mas ainda funciona. O que me incomoda é justamente o recheio.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Parecem recortes, pedaços de boa música mas sem costura, sem a conexão que as tornaria canções inteiras. "Battalion of Zero", quase um death metal, tem uma série de levadas de guitarra do monstruoso Montazeri que são para bater cabeça alucinadamente, mas não são raras as passagens em que elas parecem não conversar com os vocais berrados de Phil, causando certo estranhamento. O mesmo vale para a faixa-título, que tem um instrumental cavalar caminhando por um lado enquanto a voz de Anselmo segue outro, quase como se estivessem executando músicas diferentes ao mesmo tempo. Potencial é o que não falta para "Bedroom Destroyer", mas o guitarrista aplica uma saraivada de riffs sobre os quais a gritaria de Mr.Anselmo parece correr, tentando encontrar a sincronia perdida. Por mais que o líder do grupo continue cantando como nunca, em sua melhor forma, como se não houvesse amanhã. Por mais que a banda que ele reuniu para acompanhá-lo parece ser afiadíssima, letal, violenta. Ainda assim, em grande parte do disco a mistura parece não dar liga, simplesmente. Acaba ficando até demasiadamente repetitiva – reunidas, parece que você não sabe bem quando uma faixa começa e a outra termina.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

"Walk Through Exits Only" não é um álbum ruim. Apenas me soa como Phil Anselmo, talvez um dos melhores vocalistas do heavy metal contemporâneo, em um momento confuso e sem muita inspiração. Mas, obviamente, ainda uma cacetada, inegavelmente. Ouça e tire suas próprias conclusões – porque, afinal, é assim que tem que ser sempre, não é mesmo? :)

Line-up:
Phil Anselmo − vocals
Marzi Montazeri − Guitarra
Bennett Bartley − Baixo
Joe Gonzalez − Bateria

Tracklist:
1. Music Media Is My Whore
2. Battalion of Zero
3. Betrayed
4. Usurper Bastard's Rant
5. Walk Through Exits Only
6. Bedroom Destroyer
7. Bedridden
8. Irrelevant Walls and Computer Screens

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Arte Musical
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Phil Anselmo: Ele diz que acusações de racismo são ridículasPhil Anselmo
Ele diz que acusações de racismo são ridículas

Duff McKagan: Phil Anselmo me fez gostar do GhostDuff McKagan
"Phil Anselmo me fez gostar do Ghost"

Phil Anselmo: pouco se fodendo para haters de InternetPhil Anselmo
"pouco se fodendo" para haters de Internet


Slayer: quando o católico pai de Tom Araya descobriu que a banda era satanistaSlayer
Quando o católico pai de Tom Araya descobriu que a banda era satanista

Guitarristas e vocalistas: os 10 melhores casamentosGuitarristas e vocalistas
Os 10 melhores "casamentos"


Sobre Thiago El Cid Cardim

Thiago Cardim é publicitário e jornalista. Nerd convicto, louco por cinema, séries de TV e histórias em quadrinhos. Vegetariano por opção, banger de coração, marvete de carteirinha. É apaixonado por Queen e Blind Guardian. Mas também adora Iron Maiden, Judas Priest, Aerosmith, Kiss, Anthrax, Stratovarius, Edguy, Kamelot, Manowar, Rhapsody, Mötley Crüe, Europe, Scorpions, Sebastian Bach, Michael Kiske, Jeff Scott Soto, System of a Down, The Darkness e mais uma porrada de coisas. Dentre os nacionais, curte Velhas Virgens, Ultraje a Rigor, Camisa de Vênus, Matanza, Sepultura, Tuatha de Danaan, Tubaína, Ira! e Premê. Escreve seus desatinos sobre música, cinema e quadrinhos no www.observatorionerd.com.br e no www.twitter.com/thiagocardim.

Mais informações sobre

Mais matérias de Thiago El Cid Cardim.