Alice Cooper: chutando qualquer tradição hermética

Resenha - School's Out - Alice Cooper

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Paulo Severo da Costa
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O Teatro do Grand Guinol de Paris se tornou um daqueles emblemáticos casos em que o nome se confunde com o próprio conceito: fundado no século dezenove, absorveu o conceito de freak show e do teatro gore: encenações sanguinolentas temperadas com humor negro se tornaram sua grande marca e, seus efeitos, se alastraram pelo show bussiness do século seguinte. Nessa onda, no final dos anos 60, ALICE COOPER, a banda que adotara o pseudônimo do vocalista VICENT FURNIER como nome próprio em 1968 (após se chamarem "The Spiders" e "The Nazz") passou a incorporar, lentamente, a faceta do bizarro (ainda amadoristicamente) em seus shows - momento em que foram contratados pela Straight Records, posteriormente encampada pela Warner – e lançaram dois discos que afundaram feio - "Pretties for You" (1969) e "Easy Action" – no ano seguinte.
386 acessosAlice Cooper: Novo vídeo teaser do álbum Paranormal5000 acessosRoqueiros conservadores: a direita do rock na revista Veja

Diante da calamitosa situação, o produtor BOB EZRIN foi contratado, naquela que seria a última chance da banda. "Love it To Death" de 1971 foi a tábua de salvação do grupo, edificando de vez sua cênica burlesca e, no mesmo ano, soltou o clássico "Killer". Cristalizados em uma mistura de hard, proto punk, jazz e psicodelia, o grupo alcançou uma identidade autônoma da fórmula blues-rock de seus contemporâneos e, insaciáveis, lançaram em 1972 "School´s Out".

Precedido pelo lançamento do single homônimo, 'School´s Out" foi além no experimentalismo dos registros anteriores, criando uma usina sonora onde o vaudeville, a ópera, FRANK ZAPPA e STOOGES conviviam pacificamente, chutando qualquer tradição hermética para o outro lado. Se a faixa título antecipava a resistência de "Another Brick In The Wall" ao conceito de produção em massa do decrépito sistema escolar (Sem mais lápis\Sem mais livros\Sem mais olhares sujos dos professores) em meio a riffs desconcertantes enquanto "Public Animal # 9" vai pela linha de um hard progressivo, ""Grand Finale" e "Blue Turks" eram passeios despretensiosos por um gueto jazzístico de New Orleans, tendo como guia JERRY GARCIA; o acesso "Sgt. Peppers" de "Alma Mater" e a grandiloquência rock-ópera de "My Stars" convivem pacificamente com a mezzo – stoneana, mezzo doideira geral de "Gutter Cats vs. The Jets".

A capa de "School´s" foi idealizada pelo fotógrafo CRAIG BRAUN - que também teve a idéia da "calcinha envólucro" nos lp´s originais - e a mesa que lá aparece está exposta no Hard Rock Café em Berlim. Depois desse disco a banda ainda lançaria o não menos sensacional "Billion Dolar Babies" e, o menos inspirado "Muscle Of Love", ambos de 1973. Logo após, o grupo se desfez e VINCENT ficou, em definitivo, com o nome que lhe fez conhecido no mundo inteiro. O resto é história...

Track list:
1. "School's Out"
2. "Luney Tune"
3. "Gutter Cat Vs. the Jets"
4. "Street Fight"
5. "Blue Turk"
6. "My Stars"
7. "Public Animal #9
8. "Alma Mater"
9. "Grande Finale"

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de School's Out - Alice Cooper

953 acessosAlice Cooper: Rebeldia juvenil e as traquinagens da adolescência

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MudançasMudanças
10 bandas que não soam mais como em seus primeiros discos

386 acessosAlice Cooper: Novo vídeo teaser do álbum Paranormal320 acessosAlice Cooper: veja o lyric video de "Paranormal"2997 acessosAlice Cooper: Welcome to My Nightmare lançado em DVD2178 acessosAlice Cooper: Longe de se aposentar, quer ultrapassar Mick Jagger487 acessosLoudwire: em vídeo, 10 maiores riffs de metal dos anos setenta0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Alice Cooper"

Alice CooperAlice Cooper
"Me revolto com meus fãs às vezes"

NoiseCreepNoiseCreep
Os 10 frontmen mais teatrais do rock

Alice CooperAlice Cooper
Uma completíssima biografia do pai do rock horror

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Alice Cooper"

Roqueiros conservadoresRoqueiros conservadores
A direita do rock na revista Veja

TraduçãoTradução
The Dark Side Of The Moon, do Pink Floyd

MetallicaMetallica
Lars sabe que os fãs não gostam do St. Anger

5000 acessosMarilyn Manson: é do cantor o vídeo mais assustador5000 acessosGuns N' Roses: banda se separou por causa de Michael Jackson, diz empresário5000 acessosGuitarristas: E se os mestres esquecessem como se toca?5000 acessosUltimate Classic Rock: as filhas mais belas dos rockstars3873 acessosTina S: um cover magistral de Master Of Puppets aos 16 anos5000 acessosJim Morrison: ele está vivo e criando cavalos nos EUA?

Sobre Paulo Severo da Costa

Paulo Severo da Costa é ensaísta, professor universitário e doente por rock n´roll. Adora críticas, mas não dá a mínima pra elas. Email para contato: joaopsevero@bol.com.br.

Mais matérias de Paulo Severo da Costa no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online