Matérias Mais Lidas

Steve Vai: Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como eleSteve Vai: "Eu não posso tocar como Yngwie Malmsteen; ninguém pode tocar como ele"

Bruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atençãoBruce Dickinson, sem pensar duas vezes, revela pérola do Maiden que merece mais atenção

Malas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citaçõesMalas sem alça: dez vezes que astros do rock e do metal foram arrogantes em citações

A opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano BrownA opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano Brown

John Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com YokoJohn Lennon: conheça a música que o uniu a Elton John e o reconciliou com Yoko

Vocalista do Saxon acha um pouco maluco Judas Priest tocar como um quartetoVocalista do Saxon acha "um pouco maluco" Judas Priest tocar como um quarteto

A opinião de Chester Bennington e Travis Barker sobre o MetallicaA opinião de Chester Bennington e Travis Barker sobre o Metallica

Capital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do ViperCapital Inicial: cinco músicas que foram escritas por Pit Passarell, do Viper

Raul Seixas: a inusitada reação de Paulo Coelho ao saber da morte do compositorRaul Seixas: a inusitada reação de Paulo Coelho ao saber da morte do compositor

O sentimento de Pete Best, primeiro baterista dos Beatles, após ter sido demitidoO sentimento de Pete Best, primeiro baterista dos Beatles, após ter sido demitido

Homem rouba guitarra de R$ 43 mil enfiando-a nas calças; veja vídeoHomem rouba guitarra de R$ 43 mil enfiando-a nas calças; veja vídeo

Lemmy e Joey Ramone: a forte e verdadeira amizade entre duas lendas do RockLemmy e Joey Ramone: a forte e verdadeira amizade entre duas lendas do Rock

Capital Inicial: quem é a pessoa que inspirou o sucesso NatashaCapital Inicial: quem é a pessoa que inspirou o sucesso "Natasha"

COVID: nunca mais vamos nos livrar disso, diz Ian Anderson do Jethro TullCOVID: nunca mais vamos nos livrar disso, diz Ian Anderson do Jethro Tull

Por que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos TrilhaPor que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos Trilha


Stamp

Coheed And Cambria: simples e hipnotizante

Resenha - Afterman; Ascension - Coheed And Cambria

Por Guilherme Fernandes
Em 11/10/12

Nota: 9

Depois do último Rock In Rio, o Coheed And Cambria ficou mais conhecido do público brasileiro, que, familiarizado, começou a acompanhar mais de perto seus lançamentos.

A primeira parte de um registro duplo prometido pela banda foi liberada. De melhor "digestão" que o seu antecessor, o ótimo "Year Of the Black Rainbow", mas sem o brilho de seu melhor registro, o excelente "No World For Tomorrow", The Afterman: Ascencion é um ótimo registro, e faz jus a toda espera e curiosidade que, tanto seus fãs quando a critica especializada, estavam para esse lançamento.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O registro já começa em grande estilo com um belíssimo tema de introdução. O petardo "Domino the Destitute", primeira parte da história "Key Entity Extraction", foi escolhido como single oficial, com direito à um ótimo videoclipe – link abaixo – apresenta um pouco do que está por vir: passagens intrincadas, refrões épicos e a voz marcante do mastermind Claudio Sanchez, que, queiram ou não, é a alma da banda.

Seguindo com a faixa título: mais calma e reflexiva, ela só evidencia o cuidado impar da banda na construção das músicas, sejam elas mais complexas e pesadas ou mais simples e limpas. Já "Mothers of Man" é mais direta, sem muitas experimentações, com um ótimo refrão e um belíssimo trabalho do baterista Josh Eppard. "Goodnight, Fair Lady" é a música bonitinha do registro. Com forte apelo comercial, agradará em cheio os fãs do The Prize Fighter Inferno, projeto paralelo de Sanchez, uma vez que, dentro do contexto de "The Afterman", é a que mais se parece com os temas do The Prize.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Um detalhe importante merece ser ressaltado aqui: não só em "The Afterman", mas em toda obra do Coheed And Cambria, a construção dos refrões de suas músicas é um capítulo a parte. É difícil encontrar, no atual cenário, bandas relativamente novas que tenham uma boa quantidade de refrões marcantes em suas obras.

Enfim, opiniões parciais emitidas, é chegado à hora das coisas ficarem mais pesadas em "The Afterman". Na continuação da história "Key Entity Extraction", sua segunda parte, "Holly Wood the Cracked", começa bem soturna. Seu ótimo refrão, bem colocado, definitivamente é para ser cantado a plenos pulmões. Isso sem contar as várias nuances dentro da música, que, junto com já citado momento, abre caminho para a terceira parte, "Vic the Butcher". Com uma introdução avassaladora, segue o mesmo ritmo da anterior, talvez com um pouco mais de sobriedade e menos soturna.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Dispensando a fraca "Subtraction", eis que é chegado o momento final do disco. Em minha sincera opinião, junto com "Domino The Destitute", o ponto mais alto do lançamento está em "Evagria the Faithful", a última parte da história. Sua composição mescla com muito cuidado passagens mais obscuras com momentos mais limpos e suaves. Seu ritmo mais cadenciado prepara os ouvintes para o melhor refrão de todo o registro. Belíssima.

O Coheed and Cambria, com seu novo lançamento, nos apresenta um trabalho mais palatável, se comparado ao seu antecessor. Simples mas não simplório, e com todas as suas características marcantes e belos refrões, "The Afterman: Ascension" mostra um Coheed and Cambria evoluindo musicalmente, dominando a simplicidade e a complexidade de acordo com o momento necessário dentro de sua proposta.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

E que venha o "The Afterman: Descension"!

Artista: Coheed And Cambria
Album: The Afterman: Ascension

Tracklist
01. The Hollow
02. Key Entity Extraction I: Domino The Destitute
03. The Afterman
04. Mothers Of Men
05. Goodnight, Fair Lady
06. Key Entity Extraction II: Hollywood The Cracked
07. Key Entity Extraction III: Vic The Butcher
08. Key Entity Extraction IV: Evagria The Faithful
09. Subtraction

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Separados no nascimento: Claudio Sanchez e uma samambaiaSeparados no nascimento: Claudio Sanchez e uma samambaia

Feeling: Existe no rock/metal moderno? 7 músicas que comprovamFeeling: Existe no rock/metal moderno? 7 músicas que comprovam


Metallica: por que 9 entre 10 fãs odeiam Load e Reload?Metallica
Por que 9 entre 10 fãs odeiam "Load" e "Reload"?

Heavy Metal: O início do movimento e a origem do termoHeavy Metal
O início do movimento e a origem do termo