Beth Hart: Uma das melhores cantoras do Rock atual

Resenha - My California - Beth Hart

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Alexandre Fernandes
Enviar Correções  

10


Infelizmente, já não é mais tão comum grande vozes femininas no rock and roll. E grandes vozes femininas aliadas àquela pegada rocker revolta, tão comum em tempos passados, é algo ainda mais raro. Temos sim, muitas garotas com belos atributos físicos, rostinhos angelicais, pose de rebeldia, e etc. Portanto, à vocês que sentem falta dessas roqueiras à moda antiga, e ainda não conhecem a mulher na capa do CD ao ao lado, tenho o imenso prazer de lhes apresentar Beth Hart.

Guns N' Roses: como foi a entrada de Melissa Reese na bandaFotos: confira 10 das mais curiosas no mundo do Rock - Parte 1

Já há mais de 18 anos na música, essa norte americana nunca pode ver o brilho do sucesso maistream – à exceção da levemente conhecida "L.A. Song", trilha sonora de um seriado ianque. E também por uma participação no primeiro cd solo do Slash. É uma pena. Uma grande pena saber que muita gente não tem acesso à esta pérola musical.

Cantora, compositora, pianista, letrista, e o que mais você quiser, Beth lançou seu último trabalho no ano passado, em parceria com o virtuoso guitarrista John Bonamassa – um ótimo trabalho de releituras do blues e soul, que pretendo comentar em outra oportunidade. Mas aqui, vou falar de seu último trabalho solo, o ótimo My California, trazido à luz no ano de 2010.

Este álbum não é tão roqueiro quanto outros em sua discografia, que tem até trabalhos galgados no blues. Aliás, este é, inclusive, o CD mais comercial da carreira dela – mas de forma alguma o pior. É o mais indicado para os que desejam conhece-la, ainda que não traga nada de novo ou mesmo inovador. É tudo bem simples até. Mas absolutamente nada simplista.

E que voz essa mulher tem! Seja nas músicas mais agitadas ("Drive", "Happines Any Day Now" e na ótima "Everybody Is Sober"), ou nas baladas mais calmas, guiadas por tranqüilas linhas de piano da propria Beth ("Love Is The Hardest", Like You (And Everyone Else)" e a emocionante "Take It Easy On Me").

Seja quando se exige mais da voz dela, nos agudos e quase gritos, ou seja quando a música pede suavidade, Beth não deixa por menos, e mostra que é uma das melhores – senão, a melhor – cantora do rock atual. E ao vivo ela é ainda melhor!
Também merecem destaque as letras, desse álbum que é muito triste. Ela fala desde à morte da irmã, à saudade de sua California,o seu próprio vício em drogas, desilusões amorosas e mais.

Pra encerrar minha crítica, preciso falar que a abertura "My California" é ótima, e que "Sister Heroine" – que trata da morte da irmã dela, viciada em heroína, e que tem a colaboração do cabeludo ex-guitarrista do Guns’n Roses Slash, retribuindo o favor – é simplesmente a melhor música do CD, e uma das mais emocionantes que ouvi em toda a minha vida. É de cortar o coração e a alma. É de se fazer jus a este ótimo trabalho!

Beth Hart
My December
2010
Gravadora: Mascot Records

Tracklist:
01. My December
02. Life Is Calling
03. Happiness...Any Day Now
04. Love Is The Hardest
05. Bad Love Is Good Enough
06. Drive
07. Sister Heroine
08. Take It Easy On Me
09. Like You (And Everyone Else)
10. Everybody Is Sober
11. Weight Of The World




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Guns N' Roses: como foi a entrada de Melissa Reese na bandaGuns N' Roses
Como foi a entrada de Melissa Reese na banda

Metallica e Guns N' Roses: as lembranças de Lars Ulrich da turnê conjunta de 1992Metallica e Guns N' Roses
As lembranças de Lars Ulrich da turnê conjunta de 1992

Protesto: indústria musical dos EUA fará dia em silêncio em homenagem a George FloydProtesto
Indústria musical dos EUA fará dia em silêncio em homenagem a George Floyd

Guns N' Roses: Axl Rose volta a criticar Trump e o chama de repulsivo e doentioGuns N' Roses
Axl Rose volta a criticar Trump e o chama de "repulsivo" e "doentio"

Duff McKagan: não consigo entender como é ser um idiota branco racistaDuff McKagan
"não consigo entender como é ser um idiota branco racista"

Guns N' Roses: banda lança vídeo oficial de show da turnê Not In This LifetimeGuns N' Roses
Banda lança vídeo oficial de show da turnê "Not In This Lifetime"

Guns N' Roses: Frank Ferrer e os desafios ao tocar sons de Steven Adler e Matt SorumGuns N' Roses
Frank Ferrer e os desafios ao tocar sons de Steven Adler e Matt Sorum

Guns N' Roses: banda posta foto com bandeira do Brasil e ninguém entende motivoGuns N' Roses
Banda posta foto com bandeira do Brasil e ninguém entende motivo

Guns N' Roses: COVID-19 impediu o lançamento de inéditas, diz gerente da bandaGuns N' Roses
COVID-19 impediu o lançamento de inéditas, diz gerente da banda

Queen: banda transmitirá lendário Freddie Mercury Tribute Concert nesta sexta (15)Queen
Banda transmitirá lendário Freddie Mercury Tribute Concert nesta sexta (15)


Myles Kennedy: de início, ele se negou a cantar com o Guns no Rock HallMyles Kennedy
De início, ele se negou a cantar com o Guns no Rock Hall

Lemmy: a emocionante despedida de seu amigo SlashLemmy
A emocionante despedida de seu amigo Slash


Fotos: confira 10 das mais curiosas no mundo do Rock - Parte 1Fotos
Confira 10 das mais curiosas no mundo do Rock - Parte 1

Iron Maiden: Perguntas e respostas e curiosidades diversasIron Maiden
Perguntas e respostas e curiosidades diversas


Sobre Alexandre Fernandes

De cabeça no mundo do rock há 7 anos, este jovem funcionário público, estudante de Comunicação Social (Jornalismo), busca contribuir à sua maneira com algo que gosta, resenhando, fazendo matérias e reportagens sobre o mundo da música pesada em geral. Fã de Death Metal/Grindcore à Metal Alternativo, não se priva de nada por causa de rótulos. Assim tem sido por esses 25 anos.

Mais matérias de Alexandre Fernandes no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin