Head Cat: O rock é, antes de tudo, diversão

Resenha - Walk the Walk... Talk the Talk - Head Cat

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig, Fonte: Collector's Room
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 9


O rock é, antes de tudo, diversão. Portanto, um disco que nasceu do puro prazer dos músicos envolvidos só pode ser muito legal, ainda mais com o líder da parada sendo ninguém mais ninguém menos que o lendário Lemmy Kilmister, o dono do Motörhead.

Curiosidades: As histórias por trás de 11 capas clássicasTragédia e dor: O Blues, o Rock e o Diabo

"Walk the Walk... Talk the Talk", lançado no Brasil pela Hellion Records, é o segundo álbum do supergrupo Head Cat, que une Lemmy (vocal e baixo), Danny Harvey (guitarra, Lonesome Spurs e The Rockats) e Slim Jim Phantom (bateria, Stray Cats). O nome da banda, como você percebeu, é uma brincadeira com os grupos principais do trio.

O alto astral se mantém nas faixas do disco. A música é um rockabilly pesado e cheio de energia, perfeito para ouvir em alto e bom som naquelas reuniões animadas com os amigos.

Dez das doze faixas são versões para clássicos do rock, indo desde releituras de canções conhecidas como "Crossroads" (de Robert Johnson, imortalizada pelo Cream), "Something Else" (Eddie Cochran), "Let It Rock" (Chuck Berry) e "Shakin' All Over" (Johnny Kids and The Pirates), até o resgate de composições históricas mas um tanto esquecidas hoje em dia, como "It'll Be Me" (Jerry Lee Lewis), "You Can't Do That" (Beatles) e "Say Mama" (Gene Vincent). No meio disso tudo o trio ainda se aventura em duas inéditas, a ótima "American Beat" e "The Eagle Flies on Friday".

Redondinho, simpático e alto astral, "Walk the Walk ... Talk the Talk" é diversão do início ao fim. Duvida? Então faça o teste, chame os amigos para um churrasco regado à cerveja gelada e coloque o disco para rolar. Depois você me conta como foi...

Faixas:
American Beat
Say Mama
I Ain't Never
Bad Boy
Shakin' All Over
Let It Rock
Something Else
The Eagle Files on Friday
Trying to Get to You
You Can't Do That
It'll Be Me
Crossroads




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Headcat"


Curiosidades: As histórias por trás de 11 capas clássicasCuriosidades
As histórias por trás de 11 capas clássicas

Tragédia e dor: O Blues, o Rock e o DiaboTragédia e dor
O Blues, o Rock e o Diabo

Iron Maiden: Bruce Dickinson revela sua canção de merdaIron Maiden
Bruce Dickinson revela sua "canção de merda"

Pra convencer: dez álbuns de metal para quem não gosta de metalPra convencer
Dez álbuns de metal para quem não gosta de metal

Saúde: bater cabeça pode causar danos ao cérebroSaúde
Bater cabeça pode causar danos ao cérebro

Korn: veja Tye Trujillo tocando com a banda em Porto AlegreKorn
Veja Tye Trujillo tocando com a banda em Porto Alegre

Ultimate Classic Rock: as 50 melhores canções dos BeatlesUltimate Classic Rock
As 50 melhores canções dos Beatles


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336