publicidade

Amputated Genitals: Massacre instrumental do início ao fim

Resenha - Family Bloodbath - Amputated Genitals

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Seguir Whiplash.Net

Por Christiano K.O.D.A., Fonte: Som Extremo
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Há poucos meses fui descobrir o quão forte é a cena extrema da Colômbia. Sim, existem bandas extremas de altíssima qualidade no nosso vizinho sul-americano. Pesquisem e fiquem de queixo no chão. Entre os vários representantes de lá, apresento a banda que atende pelo “singelo” nome de Amputated Genitals.

5000 acessosThe Doors: em 1969, Morrison previu o rap e o techno5000 acessosHeadbanger: mostre que você é true em qualquer oportunidade

O que esse conjunto consegue fazer em ”Family Bloodbath” é para colocar os caras entre os grandes do brutal death/gore mundial. “Impressionante” é a primeira palavra que vem à mente ao ouvir esse material, dada não só a qualidade de produção, acima da média, como também a grande competência dos integrantes em executar as músicas. Porque a violência e a velocidade contidas no álbum é de ficar abismado.

O disco apresenta oito (de)composições extremamente agressivas, tocadas à velocidade da luz, e que não deixam o ouvinte tomar fôlego em nenhum momento sequer. Não há introduções metidas a sombrias, ou trechos de filmes trash. Eles não precisam disso. É um massacre instrumental do início ao fim.

A partir disso, você, leitor, já deve ter percebido que não existem destaques, já que todas as canções tem igual poder de destruição. Mas vale citar dois doentios nomes de faixas: “Sexual Experiences with Animals and my Mother's Cadaver”, e “My Father in Law Who Defecated Himself to Death”. Títulos poéticos, não?

E é inevitável não comparar o som dos colombianos ao do fenomenal Disgorge americano, da época do “Cranial Empalement” e “She Lay Gutted”. A começar pelos vocais de Sebastian Guarin, que são simplesmente idênticos aos de Matti Way. Ouçam o berro de Guarin no final de “Murder Kit”, e constatem como é parecidíssimo com o urro incial de Way na primeira música do “Cranial...”.

Os instrumentos de corda com afinação bastante baixa também se assemelham muito aos da banda norteamericana, só que a Amputated Genitals consegue ir mais além quando o assunto é brutalidade. É algo de realmente extremo o que vomitam pelos autofalantes.

Em menos de meia hora de CD, os caras destroem a harmonia presente em um quarteirão inteiro. Tá bom pra você? E uma boa sugestão: não deixem de ouvir também seu trabalho anterior – “Human Meat Gluttony” (2005), tão pútrido quanto esse aqui. Essa é a Amputated Genitals, que pode ser resumida como uma pequena bomba atômica.

TRACKLIST
1. Sexual Experiences with Animals and my Mother's Cadaver 3:16
2. The Butcher's Kindergarden 3:31
3. Severe Renal Infection 3:25
4. Bloody Justice 3:55
5. Stepfather Child Molester 3:44
6. Murder Kit 3:11
7. My Father in Law Who Defecated Himself to Death 2:16
8. Pathological Anger 3:32

Total playing time 26:50

Amputated Genitals - Family Bloodbath
Gore and Blood Productions – 2009 - Colômbia
http://www.myspace.com/amputatedgenitals

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Seguir Whiplash.Net



0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Amputated Genitals"


The DoorsThe Doors
Em 1969, Morrison previu o rap e o techno

HeadbangerHeadbanger
Mostre que você é true em qualquer oportunidade

NirvanaNirvana
Vinte coisas que você não sabia sobre "Nevermind"

5000 acessosElvis Presley: De que ele morreu?5000 acessosFotos de Infância: Lemmy Kilmister, do Motorhead5000 acessosResenha - Sgt. Peppers - Beatles5000 acessosMegadeth: "Estamos trazendo os solos de volta ao metal"5000 acessosJudas Priest: Downing comenta influências e estilo na guitarra5000 acessosAC/DC: canção ajudou soldado de "Falcão Negro em Perigo"

Sobre Christiano K.O.D.A.

Um cara diretamente ligado ao Som Extremo, fã de livros e filmes, formado em Imagem e Som, Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Faz parte da banda de grindcore Prey of Chaos e tem um blog dedicado à música barulhenta. Enfim, alguém que faz da música sua vida.

Mais matérias de Christiano K.O.D.A. no Whiplash.Net.