Lemmy: Ortodoxo das leis que regem um rocker

Resenha - 49% Motherf**ker, 51% Son Of A Bitch - Lemmy

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruno Bruce
Enviar correções  |  Ver Acessos


Como você classificaria um cidadão que foi roadie de Jimi Hendrix, foi expulso do Hawkwind (uma das bandas mais malucas & drogadas já surgidas) e, aos 63 anos, fuma, bebe e farreia como um teenager? Eu dou o nome de sobrevivente! Este senhor é Lemmy Kilmister, líder do renomado MOTORHEAD, banda respeitada por várias facções de amantes de música extrema.

Há quem goste: As 10 bandas mais odiadas do universoBlind Faith: uma das capas mais polêmicas da história

O DVD "Lemmy", lançado este mês, foca parte do cotidiano do mito gerado através dos 36 anos de atividade deste grupo. Com declarações de integrantes do Foo Fighters, Metallica, Anthrax, Alice Cooper, Slash, Ozzy, o filme - mesmo que raso na observação do personagem - serve como documentário da primeira camada, a parte mais exposta de Lemmy (os dois DVDs carregam mais de 3 horas, com vários extras).

Fã de artefatos nazistas (desde simples punhais até tanques de guerra!), colecionador das próprias bugigangas a seu respeito, pai ausente, boa praça. Seu maior trunfo - além, óbvio, da qualidade de sua música - foi permanecer parado num estilo enquanto tudo mudava a sua volta. Deu certo com o Ramones, Iron Maiden, Judas Priest, dentre as principais. Só que é uma tática baseada em 20% de desapego e 80% de coragem na capacidade de sua obra em permanecer pertinente na prova do tempo. Seus últimos trabalhos (dos quais destaco "Inferno" e "Kiss Of Death") modernizaram o Motorhead na velocidade e arranjos.

Não dá para esconder a sensação melancólica de que Lemmy vive aquela adolescência eterna, tão desejada por alguns. Sem horários fixos, sem patrão, sem patroa, vivendo ocasionalmente num apartamento mais para muquifo de que para residência. Entre comprimidos para diabetes & hipertensão, tem tempo de sobra para jogatinas em máquinas caça-níqueis, sinuca e jams sessions com amigos. Em oposição a band leaders como Hetfield/Metallica (usa preto nos shows e grifes caras no cotidiano), Ozzy Osbourne (semi-senil, manipulado pela esposa) o Sr. Kilmister é um ortodoxo das leis que regem um rocker.

DVD "LEMMY: 49% Motherf**ker, 51% Son of a Bitch"
Diretores: Greg Olliver, Wes Orshoski
Duração: 117 minutos
Damage Case Films


Outras resenhas de 49% Motherf**ker, 51% Son Of A Bitch - Lemmy

Lemmy: Documentário infelizmente não lhe faz justiça



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Motorhead"Todas as matérias sobre "Lemmy Kilmister"


Azarões do rock: Três caras que tinham tudo pra não virar astrosAzarões do rock
Três caras que tinham tudo pra não virar astros

Lemmy Kilmister: Enquanto isso, lá em cima...Lemmy Kilmister
Enquanto isso, lá em cima...


Há quem goste: As 10 bandas mais odiadas do universoHá quem goste
As 10 bandas mais odiadas do universo

Blind Faith: uma das capas mais polêmicas da históriaBlind Faith
Uma das capas mais polêmicas da história