Black Dahlia Murder: Death com fartas doses de melodia

Resenha - Deflorate - Black Dahlia Murder

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O Black Dahlia Murder é uma banda norte-americana que surgiu em Detroit em 2000. Os caras batizaram o grupo com a mesma alcunha com que ficou conhecido um famoso assassinato ocorrido em Hollywood em 1947, quando uma jovem atriz chamada Elizabeth Short foi assassinada brutalmente, teve seu corpo dividido ao meio e seu sangue retirado do corpo, que foi encontrado em um terreno baldio - ao contrário do assassino, já que o caso jamais foi desvendado. Para quem quiser saber mais sobre o assunto, existe um filme chamado "The Black Dahlia" - "Dália Negra", no Brasil -, lançado em 2006 com direção de Brian De Palma.

Pink Floyd: tudo sobre "Another Brick in the Wall"Covers: quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributo

Mas o assunto aqui é "Deflorate", quarto álbum do The Black Dahlia Murder, lançado originalmente em setembro de 2009 no mercado norte-americano pela Metal Blade e que acaba de ganhar uma edição nacional pela Paranoid Records

O que chama a atenção logo de cara é a bela capa, um desenho sensacional que parece uma versão pós-apocalíptica da clássica arte de "Powerslave", criada por Derek Riggs para o Iron Maiden em 1984.

O som dos caras é um death metal com fartas doses de melodia, que chega a lembrar o que o In Flames fazia em seus primeiros discos. A agressividade das músicas, cujos trechos mais extremos são recheados de blast beats - aliás, merece atenção especial o trabalho do baterista Shannon Lucas, ex-All That Remains, repleto de passagens criativas -, é temperada por solos de guitarra melódicos na melhor escola do metal tradicional.

As dez faixas do disco compõe um tracklist sólido, cujos principais destaques são "Black Valor", "Christ Deformed", a excelente "Death Panorama", "Throne of Lunacy"e "I Will Return".

"Deflorate" é um álbum forte, com composições consistentes e cheias de energia, que mostram o porque de o The Black Dahlia Murder ser apontado como um dos principais nomes do death metal americano.

Se você gosta do estilo, encare sem medo!

Faixas:
1 Black Valor 3:09
2 Necropolis 3:30
3 A Selection Unnatural 2:50
4 Denounced, Disgraced 3:43
5 Christ Deformed 3:30
6 Death Panorama 1:54
7 Throne of Lunacy 3:34
8 Eyes of Thousand 3:13
9 That Which Erodes the Most Tender 3:01
10 I Will Return 5:34


Outras resenhas de Deflorate - Black Dahlia Murder

Black Dahlia Murder: composições um pouco mais refinadas




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Black Dahlia Murder"


Heavy Metal: 10 bandas com formações tumultuadasHeavy Metal
10 bandas com formações tumultuadas

Death Metal: cinco bateristas do gênero que são insanosDeath Metal
Cinco bateristas do gênero que são insanos


Pink Floyd: tudo sobre Another Brick in the WallPink Floyd
Tudo sobre "Another Brick in the Wall"

Covers: quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributoCovers
Quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributo

Rodolfo Abrantes: Raimundos como banda não me interessaRodolfo Abrantes
"Raimundos como banda não me interessa"

Metal sueco: site elege as dez melhores bandas da SuéciaGaleria - Tatuagens em homenagem a artistas e bandas - Parte 1Dimebag Darrell: A opinião dele sobre Zakk WyldeAC/DC: outro integrante do Guns poderia ter entrado na banda

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.