Black Dahlia Murder: Death com fartas doses de melodia

Resenha - Deflorate - Black Dahlia Murder

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O Black Dahlia Murder é uma banda norte-americana que surgiu em Detroit em 2000. Os caras batizaram o grupo com a mesma alcunha com que ficou conhecido um famoso assassinato ocorrido em Hollywood em 1947, quando uma jovem atriz chamada Elizabeth Short foi assassinada brutalmente, teve seu corpo dividido ao meio e seu sangue retirado do corpo, que foi encontrado em um terreno baldio – ao contrário do assassino, já que o caso jamais foi desvendado. Para quem quiser saber mais sobre o assunto, existe um filme chamado "The Black Dahlia" – "Dália Negra", no Brasil -, lançado em 2006 com direção de Brian De Palma.
5000 acessosKeith Richards: Metallica e Black Sabbath são "grandes piadas"5000 acessosEsquire: Integrantes do Metallica fingem ser do Led Zeppelin

Mas o assunto aqui é "Deflorate", quarto álbum do The Black Dahlia Murder, lançado originalmente em setembro de 2009 no mercado norte-americano pela Metal Blade e que acaba de ganhar uma edição nacional pela Paranoid Records

O que chama a atenção logo de cara é a bela capa, um desenho sensacional que parece uma versão pós-apocalíptica da clássica arte de "Powerslave", criada por Derek Riggs para o Iron Maiden em 1984.

O som dos caras é um death metal com fartas doses de melodia, que chega a lembrar o que o In Flames fazia em seus primeiros discos. A agressividade das músicas, cujos trechos mais extremos são recheados de blast beats – aliás, merece atenção especial o trabalho do baterista Shannon Lucas, ex-All That Remains, repleto de passagens criativas -, é temperada por solos de guitarra melódicos na melhor escola do metal tradicional.

As dez faixas do disco compõe um tracklist sólido, cujos principais destaques são “Black Valor”, “Christ Deformed”, a excelente “Death Panorama”, “Throne of Lunacy”e “I Will Return”.

"Deflorate" é um álbum forte, com composições consistentes e cheias de energia, que mostram o porque de o The Black Dahlia Murder ser apontado como um dos principais nomes do death metal americano.

Se você gosta do estilo, encare sem medo!

Faixas:
1 Black Valor 3:09
2 Necropolis 3:30
3 A Selection Unnatural 2:50
4 Denounced, Disgraced 3:43
5 Christ Deformed 3:30
6 Death Panorama 1:54
7 Throne of Lunacy 3:34
8 Eyes of Thousand 3:13
9 That Which Erodes the Most Tender 3:01
10 I Will Return 5:34

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Deflorate - Black Dahlia Murder

1752 acessosBlack Dahlia Murder: composições um pouco mais refinadas

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Dahlia Murder"

Heavy MetalHeavy Metal
10 bandas com formações tumultuadas

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Black Dahlia Murder"

Keith RichardsKeith Richards
Metallica e Black Sabbath são "grandes piadas"

EsquireEsquire
Integrantes do Metallica fingem ser do Led Zeppelin

InspiraçãoInspiração
30 canções (não somente rock) para mantê-lo motivado

5000 acessosFotos de Infância: Steven Tyler, do Aerosmith5000 acessosMarilyn Manson: "Sou o monstro do Lago Ness! Sou o Bicho Papão!"5000 acessosSlayer: fãs hardcore dão (literalmente) o sangue pela banda5000 acessosRita Lee: lambo o Serguei de graça!5000 acessosThe Voice: candidato faz power metal cantado em português5000 acessosSeparados no nascimento: Ian Hill e Stênio Garcia

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online