Helloween: depois do frenesi dos "Keepers"

Resenha - Pink Bubbles Go Ape - Helloween

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


O ano era 1991. O Helloween já havia passado todo o "frenesi" dos sensacionais "Keepers", e Kai Hansen já não integrava mais a banda, tendo sido substituído pelo igualmente talentoso Roland Grapow. O lançamento de CDs ao vivo ("Live In UK") e coletâneas ("The Best, The Rest, The Rare") deram um bom tempo para que a banda pudesse respirar fundo e retornar ao estúdio naquela que seria sua maior e mais arrojada tarefa: mostrar que os "Keeper Of The Seven Keys" não foram simples lampejos ocasionais, e que a saída de Hansen poderia ser contornada. Vale citar que a banda partiu com tudo, mudando inclusive a arte gráfica do encarte do CD, que trazia as abóboras com desenhos mais elegantes, mas menos divertidos.

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1981Woodstock: som ruim, gente demais e cheiro de fezes e urina

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Com o famoso Chris Tsangarides na produção, o Helloween lançou este bom CD, diferente de seus trabalhos anteriores, mas igualmente interessante. "Kids Of The Century" seguia o padrão Helloween de qualidade (notem que o baixo de Markus Grosskopf aparece bem mais do que o usual), seguida pela boa "Back On The Streets", ambas composições assinadas por Michael Kiske, que, se não monopolizou o processo criativo, esteve bem a frente do mesmo, assinando 7 das 11 faixas que integram o CD.

Este CD foi muito criticado por estar distanciando o Helloween de suas origens (leia-se o famoso "speed metal"), mas números como a hard "Number One" (assinada por Michael Weikath"), a cômica "Heavy Metal Hamsters" e a alegre "Goin'Home" não comprometem o trabalho. Há muito tempo Michael Weikath disse em entrevistas que Kiske queria ser o novo Elvis, e de fato esta faixa mostra um pouco de sua inclinação para tal.

Outros destaques ficam para a pesada "Mankind", o flerte "country" com "I'm Doin Fine, Crazy Man" e a excepcional "The Chance" (a que mais se aproxima do som anos 80 da banda, que ainda é tocada em algumas ocasiões). Esta versão se não vem em dois CD's, traz lados-b interessantes, como uma versão para "Blue Suede Shoes" (Elvis, é claro!), a quase pop "Shit And Lobster" (escrita por Markus) e a obscura "You Run With The Pack".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Vejo este CD como uma transição para o que a banda viria a fazer em "Chameleon", e de fato aqui o Helloween ampliava seu espectro musical, distanciando-se do som que o consagrou nos anos 80, mas ainda assim mantendo um padrão muito legal, com um trabalho bem acima da média.

Helloween - Pink Bubbles Go Ape - Expanded Editon
Dynamo Records (NACIONAL - 2007)

Formação:
Michael Kiske - Vocais
Michael Weikath - Guitarras
Markus Grosskopf - Baixo
Roland Grapow - Guitarras
Ingo Schwichtenberg - Bateria

Faixas:
Pink Bubbles Go Ape (Intro)
Kids Of The Century
Back On The Streets
Number One
Heavy Metal Hammsters
Goin'Home
Someone's Crying
Mankind
I'm Doin Fine, Crazy Man
The Chance
Your Turn
Blue Suede Shoes
Shit And Lobster
Les Hambourgeois Walkways
You Run With The Pack

Site Oficial: http://www.helloween.org


Outras resenhas de Pink Bubbles Go Ape - Helloween

Helloween: Pink Bubbles Go Ape é um bom disco de Hard Rock

Helloween: Incompreendido, porém um belo registroHelloween
Incompreendido, porém um belo registro

Resenha - Pink Bubbles Go Ape - Helloween



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Helloween"


Lincoln Braite: Colecionador paulistano fissurado por Kai HansenLincoln Braite
Colecionador paulistano fissurado por Kai Hansen

Power metal: os 10 discos essenciais segundo o TeamRockPower metal
Os 10 discos essenciais segundo o TeamRock


Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1981Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1981

Woodstock: som ruim, gente demais e cheiro de fezes e urinaWoodstock
Som ruim, gente demais e cheiro de fezes e urina


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280