Resenha - One Of Those Nights - UFO

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Werneck
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Entre as muitas facetas da banda britânica UFO, algumas características sempre se mantiveram presentes: o hard rock melódico, a voz de Phil Mogg, e a presença de um guitarrista habilidoso e carismático. Essa coleção agora lançada pela Sanctuary nos remete a um período específico de sua carreira, porém marcante.

UFO: Michael Schenker diz que não tinha ideia do que fazia, apenas se divertia tocandoLGBT: confira alguns músicos que não são heterossexuais

Desde seu primeiro disco, lançado em 1970, o UFO passou por diversas formações, sempre com o vocalista Phil Mogg à frente, e na maioria das vezes contando também com o baixista Pete Way. Vários excelentes guitarristas pilotaram as 6 cordas, entre eles Mick Bolton, Bernie Marsden, Michael Schenker, Paul Chapman, Tommy McClendon, e mais recentemente Vinnie Moore, que está na atual formação da banda. Durante um curto período no início dos anos 90, porém, quem esteve comandando a guitarra no UFO foi Lawrence Archer, que havia participado de alguns projetos com o baixista/vocalista Phil Lynott (Thin Lizzy), pouco antes dele falecer. Dessa formação, faziam parte o baterista Clive Edwards, que também tocou com Lynott, além de ter tocado bateria no primeiro disco do Electric Sun de Uli Jon Roth, e ainda o tecladista convidado Jem Davis.

Essa lineup fez sua estréia ao vivo no final de 1991, e em 1992 saiu o disco "High Stakes And Dangerous Men", que basicamente compõe o primeiro CD desta compilação. Apesar de não ter a força dos clássicos discos dos anos 70 (com Schenker na guitarra), pode-se dizer que é um álbum muito bom, com alguns destaques como "Borderline", "Ain't Life Sweet" e "Back Door Man", que apresentam toda a classe corriqueira do UFO, basicamente num estilo que combina hard rock inglês tradicional com influências de blues. Mesmo os potenciais hits "She's The One" e "Don't Want To Lose You", numa linha mais "comercial", apresentam características legítimas da música da banda. Houve, é claro, uma modernizada no som do grupo, mas isso foi feito de forma consistente. O próprio estilo de Archer mescla algo de técnica exacerbada típico da época com uma pegada mais tradicional, e o resultado final é convincente. Ele inclusive dividiu a composição de todas as faixas com a dupla Mogg & Way. A música "One Of Those Nights", que dá nome a este lançamento, é mais um hardão inspirado com a assinatura clássica do UFO. As duas últimas músicas do disco original são também excelentes: "Love Deadly Love" e "Let The Good Times Roll". Fechando o primeiro CD há uma regravação de "Long Gone" (que não fazia parte do disco), cuja versão original era do disco "The Wild, The Willing And The Innocent" (1981), e que em 1991 virou lado B do single que continha "One Of Those Nights".

Após a turnê de divulgação de "High Stakes And Dangerous Men", haveria mais uma reviravolta na carreira do grupo, com o retorno não somente de Schenker, mas também de Paul Raymond (guitarra, teclados) e Andy Parker (bateria), ou seja, com a remontagem da formação mais clássica da banda. Archer e Edwards sairiam então para participar do Medicine Head.

Para enriquecer o lançamento, a Sanctuary incluiu ainda um segundo CD, contendo apenas gravações ao vivo, que mostram toda a força do UFO nesse ambiente. Na realidade, nada de inédito aqui, porém a chance de se conseguir algum material complementar interessante. O disco "Live In Texas", gravado em 1979 pela formação que incluía Mogg/Way/Raymond/Parker e o exímio guitarrista Paul Chapman, foi incluído por completo em sua versão remasterizada. Um excelente registro da ainda áurea fase pela qual a banda passava, com Chapman totalmente dentro do espírito do grupo, incluindo passagens de guitarra de grande inspiração e feeling.

Para completar o CD 2, foram selecionadas faixas do CD "Lights Out In Tokyo: Live", lançado em 1992. Das 14 faixas originais, estão aqui presentes 8. Mesmo sem o brilhantismo das gravações de 1979, nota-se que o grupo conseguiu envelhecer muito bem. Em alguns momentos, Archer parece querer entrar numa competição pela posição de guitarrista mais rápido do oeste, mas fora isso se sai bem, mesmo nos temas antigos. Um ouvinte desavisado pode até achar que todas as gravações ao vivo desse CD são da mesma fase, pois a qualidade sonora e o volume estão num mesmo nível em todas as faixas, o que é certamente bom.

Por fim, um esmerado trabalho foi feito em relação ao encarte, primoroso em todos os detalhes, contendo liner notes bastante explicativas sobre todas as nuances que nortearam a confecção do disco "High Stakes And Dangerous Men" e a passagem de Lawrence Archer e Clive Edwards pelo grupo, mais fotos da época, recortes de revistas, capas dos discos incluídos na compilação, etc.

CD 1 ("High Stakes And Dangerous Men", original album, 1992)

1. Borderline
2. Primed For Time
3. She's The One
4. Ain't Life Sweet
5. Don't Want To Lose You
6. Burnin' Fire
7. Running Up The Highway
8. Back Door Man
9. One Of Those Nights
10. Revolution
11. Love Deadly Love
12. Let The Good Times Roll
Bonus track:
13. Long Gone (re-recorded single B-side)

CD 2 (Live albums)

LIVE IN TEXAS
(Live at Midland, Texas, USA, 21.03.1979)

1. Electric Phase
2. Hot N' Ready
3. Pack It Up And Go
4. Cherry
5. Out In The Street
6. Let It Roll
7. Too Hot To Handle

LIGHTS OUT IN TOKYO: LIVE
(Live at Club Citta, Tokyo, Japan, 20.06.1992)

8. Borderline
9. She's The One
10. Back Door Man
11. Love To Love
12. Only You Can Rock Me
13. Lights Out
14. Doctor Doctor
15. Shoot Shoot

Site oficial: http://www.ufo-music.info/




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Ufo"


UFO: Michael Schenker diz que não tinha ideia do que fazia, apenas se divertia tocando

UFO: Kirk Hammett sobe ao palco com a bandaUFO
Kirk Hammett sobe ao palco com a banda

Michael Schenker Fest: projeto do lendário guitarrista lança o álbum Revelation

Motorhead: morre o guitarrista original, Larry WallisMotorhead
Morre o guitarrista original, Larry Wallis

Sexo é Proibido: capas censuradas por conteúdo eróticoSexo é Proibido
Capas censuradas por conteúdo erótico

Michael Schenker: UFO e Scorpions tentam enganar as pessoasMichael Schenker
"UFO e Scorpions tentam enganar as pessoas"

Heavy Metal: Qual a música mais influente para o gênero?Heavy Metal
Qual a música mais influente para o gênero?


LGBT: confira alguns músicos que não são heterossexuaisLGBT
Confira alguns músicos que não são heterossexuais

Fotos de Infância: Skid RowFotos de Infância
Skid Row

Big Four: astros da cena Heavy escolhem banda preferidaBig Four
Astros da cena Heavy escolhem banda preferida

Baixos e Guitarras: Instrumentos que são verdadeiras obras primasBaixos e Guitarras
Instrumentos que são verdadeiras obras primas

Metal Up Your Ass: Os primórdios do MetallicaMetal Up Your Ass
Os primórdios do Metallica

Van Halen: o constrangedor encontro de Eddie com o NirvanaVan Halen
O constrangedor encontro de Eddie com o Nirvana

Rock And Roll: 10 melhores álbuns de estreia de todos os temposRock And Roll
10 melhores álbuns de estreia de todos os tempos


Sobre Rodrigo Werneck

Carioca nascido em 1969, engenheiro por formação e empresário do ramo musical por opção, sendo sócio da D'Alegria Custom Made (www.dalegria.com). Foi co-editor da extinta revista Musical Box e atualmente é co-editor do site Just About Music (JAM), além de colaborar eventualmente com as revistas Rock Brigade e Poeira Zine (Brasil), Times! (Alemanha) e InRock (Rússia), além dos sites Whiplash! e Rock Progressivo Brasil (RPB). Webmaster dos sites oficiais do Uriah Heep e Ken Hensley, o que lhe garante um bocado de trabalho sem remuneração, mais a possibilidade de receber alguns CDs por mês e a certeza de receber toneladas de e-mails por dia.

Mais matérias de Rodrigo Werneck no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336