Resenha - Diabolical Mutilation Of Tormented Souls - In Torment

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 8

O In Torment é uma banda gaúcha natural da cidade de São Leopoldo, e pratica um death metal bastante técnico e agressivo. Lançando agora o seu debut, o grupo mostra-se preparado para alçar vôos maiores.

Queen: algumas curiosidades sobre a bandaHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1988


Mesmo que eu não seja um grande apreciador do estilo, o fato é que em "Diabolical Mutilation Of Tormented Souls" os caras conseguiram alcançar um ótimo resultado. O alto nível das composições, aliado ao ótimo nível técnico dos músicos e à excelente produção, faz do CD uma grande pedida para qualquer banger.

"Grotesque Defacement", a excelente faixa de abertura, é seguida pela também ótima "Everlasting Spiritual Anguish", que apresentam ao ouvinte o que ele ouvirá no álbum.

O death metal do grupo impressiona não só pelo peso, mas, principalmente, pela técnica. A influência do Krisiun, principalmente da fase atual, é bastante presente, mas a banda possui identidade própria.

Os vocais de Alex Zucki são muito bons, e não ficam devendo nada a qualquer grupo mais conhecido. Os guitarristas Alexandre Graessler e Rafael Giovanoli têm total domínio sobre seus instrumentos, e aplicam esta técnica na construção de estruturas musicais totalmente direcionadas para o peso e para a agressividade. A cozinha formada pelo baixista Leandro Rossetti e Aires Trajanno é firme e coesa, com destaque para Trajanno, um senhor baterista, mantendo a tradição gaúcha de nomes como Aquiles Priester e Max Kolesne.

As citações de Clive Barker e Friedrich Wilhelm Nietzsche, que abrem e fecham o encarte, ajudam ainda mais a entrar no clima proposto pelo grupo. Fechando o pacote, a produção gráfica da capa e do encarte (com todas as letras) é muito bem feita, mostrando o profissionalismo da equipe da Rapture Records.

"Diabolical Mutilation Of Tormented Souls" é uma estréia muito boa do In Torment, e prenuncia uma carreira que promete.

Parabéns, e que venha o próximo disco.

Faixas:
1. Grotesque Defacement
2. Everlasting Spiritual Anguish
3. Insane Perceptions
4. Enigmatical Resurrection
5. Celebration Of The Flesh
6. Horrors Of A Perverse Existence
7. Wrapped In The Perversity Of Chaos
8. Inhuman Genetic Deformations
9. The Curse

Bonus:
10. Inhuman Genetic Deformations (Video)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "In Torment"


Queen: algumas curiosidades sobre a bandaQueen
Algumas curiosidades sobre a banda

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1988Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1988

Raul Seixas: Perguntas e respostas e curiosidades diversasRaul Seixas
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Trollagem: quando as bandas decidem zoar com o playbackTrollagem
Quando as bandas decidem zoar com o playback

The Simpsons: 10 melhores aparições de roqueiros no desenhoThe Simpsons
10 melhores aparições de roqueiros no desenho

Aquiles Priester: Posters, action figures e latinhas de coca-colaAquiles Priester
Posters, action figures e latinhas de coca-cola

Malmsteen: nome inspirado em Deus nórdico com pênis giganteMalmsteen
Nome inspirado em Deus nórdico com pênis gigante


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336