Resenha - Lightseeker - Magica

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Ver Acessos


Depois de um primeiro CD apenas razoável ("The Scroll of Stone), o Magica nos apresenta este novo produto, no qual surgem algumas mudanças latentes. A banda estabilizou sua formação e já de cara procurou ter um cuidado maior com o acabamento gráfico, fator que pesou no primeiro CD. Resta ver se a banda conseguiu escapar de ficar repetindo à todo momento os clichês mais conhecidos do metal, sem nenhuma empolgação.

Cenografia: os pedestais mais bizarros do Rock e MetalJoe Satriani: por que ele não entrou no Deep Purple?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Infelizmente eles continuam abusando da repetição, embora o esforço para criar uma identidade apareça mais neste CD. "Blind You Forever" empolga pela velocidade e pelo peso, assim como "Bittersweet Nightshade", cujo trabalho dos teclados se sobressai. Outra boa faixa pesada e rápida é "Dance of the Wasp". Embora ainda esteja preso a muitos clichês do estilo, a banda evoluiu muito na composição, o que faz com que as músicas sejam de longe muito superiores.

Um bom momento e uma boa tentativa de criar algo novo é encontrado na bela balada "Samhain", e na pop/metal "The Divine Grimoire", de longe os destaques do CD, que ainda nos traz a cadenciada "Wormwood" e a semi-balada "Iluminata", outros bons momentos.

Não é o CD que irá levar o Mágica ao destaque, mas um bom começo para se criar algo realmente relevante no meio musical. Vale uma conferida.

Site Oficial: http://www.magica.us

Line Up:
Ana Mladinovici - Vocais
Bogdan Costea - Guitarras
Vali Zechiu - Baixo
6fingers - Teclados
Cristi Barlã - Bateria

Material Cedido Por:
Hellion Records
Http://www.hellion.com.br
São Paulo (SP)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Magica"


Cenografia: os pedestais mais bizarros do Rock e MetalCenografia
Os pedestais mais bizarros do Rock e Metal

Joe Satriani: por que ele não entrou no Deep Purple?Joe Satriani
Por que ele não entrou no Deep Purple?


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL