Resenha - Bad Signs - Sagitta

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  


A cada momento surge mais uma banda de metal melódico no Brasil e no mundo. Para quem considerava que o estilo estava morto, é uma grande decepção. E essa decepção se torna mais intensa quando surgem bandas com estilo e qualidade, como os paulistas do Sagitta, que lançam agora seu primeiro cd-demo, intitulado "Bad Signs".

A banda bebe na fonte do power metal, com toques clássicos, como a primeira faixa da demo, "Take On" deixa clara, sendo uma bela introdução, o que é ratificado na faixa título, que possui uma levada cadenciada muito boa, com um teclado marcante e um vocal que se mostra correto, dosando bem os tons graves e agudos, coisa importantíssima em bandas de metal melódico, mostando-se um power de altíssimo nível, com influências de Helloween e Stratovarius.

publicidade

"Angel Guide" vem a seguir, com um pique bem intenso, lembrando um pouco "Soul of a Vagabond" do Stratovarius, com belos efeitos no vocal e um excelente trabalho de guitarras, que vão do power ao speed com extrema habilidade. E "With or Without You" é uma semi-balada aonde a banda mostra extremo cuidado em dosar o peso do metal com uma melodia quase pop, se saindo muito bem.

publicidade

Uma bela demo, e que venha o primeiro "FULL LENGHT"!!!

Line Up:
Ricky Wychovaniac – Vocal
Alex Neves – Baixo
Thiago Antunes – Bateria
Jean Silvestro – Guitarras
Robson Martins – Teclados

Contatos:
http://www.saggita.kit.net
Denise Silva – RD Assessoria
[email protected]
Tel: 11 – 58782283

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metallica: Segundo James Hetfield, Lars Ulrich tocava horrivelmente mal, mas era ricoMetallica
Segundo James Hetfield, Lars Ulrich tocava horrivelmente mal, mas era rico

Metallica: A reação de James a famosos usando camisetas da bandaMetallica
A reação de James a famosos usando camisetas da banda


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin