Resenha - Leviathan - Mastodon

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nelson Endebo (O Capiroto Sabe!)
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Mastodon, em inglês, é o nome que se dá ao gigantesco animal, parente dos elefantes, que habitou a Terra em priscas eras. Mastodon, a banda, é uma formação oriunda de Atlanta, nos Estados Unidos, fascinada por forças e grandezas intangíveis e que parece fazer desse fascínio o motivo de sua existência. Em miúdos, o conjunto adotou, como mote principal, o transformar de sentimentos em história, com todas as nuances que a empreitada necessita se almejar ser levada a sério. Megalomania aqui tem um significado puríssimo. Não é doença, não é defeito. É, sim, efeito do ambiente em que estamos. Ninguém é alheio à sua influência.
2670 acessosMastodon: Dailor sofreu após Hinds dizer que Judas não é metal5000 acessosSlipknot: Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy Metal

No clássico romance “Moby Dick”, de 1851, o escritor norte-americano Herman Melville desenhou um painel fantástico sobre o conflito do homem com seu ambiente. Nele, o mal pode surgir tanto na figura do Capitão Ahab como na da terrível baleia branca que nomeia a obra. De um lado, o ser racional, a civilização, com sua moral infalível, seus vícios e complexidades, que se desdobram em infinitas variáveis sem solução. Do outro, o irracional, representado no corpo colossal do animal, cuja necessidade de se alimentar é sua única motivação - não há complexidade, a trivialidade emerge imponente. De uma aparente história infantil, “Moby Dick” resvala em questões profundas e pertinentes, que renderiam um belíssimo álbum, se produzido por mãos competentes.

O Mastodon, então, com sua mania de gigantismos, resolveu encarar o desafio de fazer um álbum baseado na obra supracitada de Melville, tomando todas as precauções para não só não desvirtuar a obra como, principalmente e felizmente, não torná-la banal. O resultado é “Leviathan”, conceitual até a medula. À primeira vista, dois pontos saltam aos olhos: o uso do elemento “água” como tom predominante (o álbum anterior, “Remission”, foi baseado no elemento “fogo” – os próximos deverão trazer novas alusões à essa simbologia, presente na parte visual das apresentações ao vivo) e a belíssima arte de capa, novamente assinada por Paul Romano. O conceito do disco foi ampliado à parte sonora, com resultados animadores. Todas as nuances da eterna batalha entre Ahab e Moby Dick aparecem nas épicas composições do quarteto, formado por Brent Hinds (guitarra e vocais), Brann Dailor (um monstro na bateria), Troy Sanders (baixo e vocais) e Bill Kelliher (guitarra), que têm a grande qualidade de não desembocarem em suítes gigantes, tão caras às bandas masturba-prog. Se a New Wave Of British Heavy Metal, Black Sabbath, King Crimson e Discharge fizessem sexo grupal, o resultado seria o Mastodon.

Nos anos 80, Sonic Youth, Dinosaur Jr. e Butthole Surfers lideraram uma geração responsável pela desconstrução do hardcore de então, fazendo um som não menos barulhento. Os anos passaram, o hardcore se transformou, se adaptou, ressurgiu, inclusive, em levantes saudosistas. Agora, nos anos 00, Mastodon lidera, junto com o Dillinger Escape Plan e o Isis, a segunda desconstrução do estilo. Ninguém sabe o que vai acontecer daqui pra frente. Mas, como diria Hermeto Pascoal, se “o futuro é o presente”, então o futuro é promissor.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MastodonMastodon
Dailor sofreu após Hinds dizer que Judas Priest não é metal

59 acessosTudo no Shuffle: Destaques de Metal no primeiro semestre1644 acessosMastodon: baterista Brann Dailor aparece em Game of Thrones2319 acessosLoudwire: elegendo as 10 melhores duplas de guitarristas0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Mastodon"

MastodonMastodon
Fãs se irritam com canções "pop" de Emperor of Sand

WikimetalWikimetal
Os melhores álbuns da última década

MastodonMastodon
Polêmica camiseta para celebrar o Dia de Ação de Graças

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Mastodon"

SlipknotSlipknot
Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Metal

EsquireEsquire
Integrantes do Metallica fingem ser do Led Zeppelin

MetallicaMetallica
Lars Ulrich quase saiu no tapa com Lou Reed

5000 acessosRockstars que atacaram a igreja, Jesus Cristo e Deus5000 acessosFotos de Infância: Ozzy Osbourne5000 acessosCradle Of Filth: Dani Filth explica seu conceito de religião4097 acessosMetallica: decoração de Natal com "Enter Sandman"4095 acessosHeavy Metal: como fazer amigos em lugares públicos5000 acessosGuitarra: uma impressionante aula sobre estilos pessoais no Metal

Sobre Nelson Endebo (O Capiroto Sabe!)

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online