Resenha - Empire Strikes First - Bad Religion

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Wladimyr Cruz
Enviar Correções  


Depois do surpreendente "The Process Of Belief" o Bad Religion volta cheio de gás e moral para mais uma pérola dos mestres do estilo.

publicidade

Com 14 faixas, "The Empire Strikes First" vem repleto de criticas politico-sociais e aquele instrumental peculiar de outrora, mas com um adicional, uma bateria ainda melhor do que em outros momentos, ou seja, a entrada do novo baterista deu um grau a mais no Bad Religion.

Seguindo a cartilha escrita em álbums como "Suffer" e "No Control", o grupo ignora os modismos (exceto por uma pequena passagem meio hip-hop na faixa "Let Them Eat War") e segue com seu trabalho coeso.

publicidade

"Sinister Rouge", segunda música do álbum e primeiro single de trabalho dá a tônica pauleira deste CD, assim como "Supersonic" dava no trabalho anterior. Outros bons momentos são "Social Suicide" e "Atheist Peace", mas como de praxe, todo o full-lenght vale a pena.

Ouça e veja como os mestres fazem hardcore. Aprenda. Divirta-se.

(2004) Epitaph

publicidade


WhiFin WhiFin WhiFin